! Sem Luís Fabiano, São Paulo goleia Goiás - 11/08/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/08/2004 - 22h27
Sem Luís Fabiano, São Paulo goleia Goiás

MBPress
Em São Paulo

Sem o seu principal artilheiro (Luís Fabiano foi vetado com contusão muscular), o São Paulo conquistou sua maior vitória no Campeonato Brasileiro ao golear o Goiás por 4 a 0 na noite desta quarta-feira, no estádio do Morumbi. Com o resultado, o time chegou a 41 pontos na tabela de classificação.

Folha Imagem 
Mesmo sem a presença do artilheiro Luís Fabiano, São Paulo goleia e festeja
Apesar de todo esforço, o tricolor não conseguiu terminar o primeiro turno da competição na liderança. Isso porque Ponte Preta e Santos, que têm uma vitória a mais, venceram seus jogos. Os três times somam 41 pontos.

Disputa pela ponta à parte, a equipe do técnico Cuca continua com a melhor campanha como mandante do Nacional. Em 11 partidas, o São Paulo venceu nove e empatou duas, conquistando 87,8% dos pontos disputados.

E para fechar a noite com chave de ouro, o atacante Grafite acabou com o jejum de gols que o perseguia desde o dia 26 de maio, quando marcou contra o Deportivo Táchira (VEN) pela Libertadores da América. Ele foi responsável pelo terceiro gol tricolor.

O Goiás, por sua vez, acumulou sua segunda derrota consecutiva - na rodada passada, o time perdeu para o Coritiba - e permaneceu com 36 pontos na corrida pela liderança.

Mesmo com a boa campanha que vem fazendo no certame, o time esmeraldino é um dos que mais foi goleado. Além desta noite, a equipe do técnico Celso Roth foi atropelada pelo Criciúma (7 a 2) e pelo Atlético-PR (6 a 0).

Na primeira rodada do segundo turno, ambos os times jogam no domingo, dia 15. O São Paulo enfrenta o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba, às 18h. O Goiás, por sua vez, recebe o Botafogo, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

O jogo
As duas equipes começaram a partida desta quarta-feira apresentando um futebol de muita marcação, o que tornou os primeiros minutos da partida muito truncados. Com o jogo concentrado no meio-de-campo, os goleiros pouco sofreram perigo até os 15min.

Antes disso, apenas o São Paulo conseguiu chegar ao gol do Goiás. Em cobrança de falta da direita, aos 8min, o goleiro Rogério Ceni bateu muito forte na bola e ela passou por cima do gol do esmeraldino Harlei.

Aos 13min, o lateral-direito Cicinho teve uma ótima chance de marcar para os donos da casa, mas desperdiçou. O jogador recebeu bom passe de Danilo no meio, avançou até a área e chutou na saída do goleiro. A bola passou rente à trave direita.

Com mais volume de jogo, o time do Morumbi conseguiu abrir o placar aos 16min, apesar da pouca produtividade do seu ataque, que não contou com Luís Fabiano, vetado pelo departamento médico momentos antes da partida com dores musculares.

Depois de chute do meia Danilo, a bola bateu na zaga do Goiás e sobrou para Vélber na direita. O jogador dominou e chutou forte de fora da área. A bola bateu no travessão e entrou no gol. Foi o terceiro gol do meia com a camisa são-paulina.

Depois do gol do São Paulo, o ritmo da partida diminuiu. Nas poucas tentativas do Goiás, os seus atacantes encontraram-se sempre em impedimento.

O time do técnico Celso Roth chegou ao gol de Rogério Ceni apenas aos 35min, quando o volante Josué avançou pela esquerda e chutou cruzado. No entanto, a bola foi para fora.

Aos 37min, Paulo Baier avançou pela direita e foi empurrado dentro da área pelo zagueiro Fabão. O árbitro, porém, mandou seguir a jogada e nada marcou.

No segundo tempo, São Paulo e Goiás voltaram com a mesma formação que terminaram a etapa inicial. E o panorama do jogo também continuou o mesmo: os donos da casa com mais posse de bola e os visitantes com poucas chances de chegarem ao ataque.

Aproveitando isso, o time tricolor marcou o segundo gol aos 9min. Após passe de Grafite, o lateral-direito Cicinho avançou pela direita, entrou na área e chutou cruzado para o gol. O são-paulino ainda contou com a ajuda do zagueiro André Dias, que desviou.

A equipe do técnico Cuca teve mais uma boa chance de ampliar aos 19min, quando o meia Vélber cruzou para a área e o zagueiro Rodrigo, de frente para o gol, não alcançou a bola e acabou se chocando com a trave.

Desorganizado em campo e sem muito poder de criação, o Goiás não conseguiu reagir e nem as mudanças do técnico Celso Roth, que colocou o time mais à frente surtiram efeito. O treinador, inclusive, foi expulso de campo aos 26min por reclamação.

Aos 30min, o São Paulo por pouco não chegou ao terceiro gol. Após cruzamento de Vélber, o atacante Grafite desviou de cabeça e acertou o travessão do goleiro Harlei.

Aos 34min, no entanto, Grafite não desperdiçou. Depois de arrancada no contra-ataque, Jean tocou para o atacante, que, de frente para o gol, chutou de esquerda e acabou com o seu jejum de gols.

O São Paulo ainda arranjou tempo para desenhar uma goleada. Aos 45min, a bola sobrou para Gabriel, que tinha acabado de entrar, chutar de dentro da área e confirmar a maior vitória do tricolor neste Nacional.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão (Alex), Diego Lugano e Rodrigo; Cicinho, Alê, Danilo (Gabriel), Vélber (Souza) e Fábio Santos; Jean, Grafite
Técnico: Cuca

GOIÁS
Harlei; Gustavo, Renato e André Dias; Paulo Baier (Fábio), Cléber, Josué, Jorge Mutt (Somália) e Jadílson; Alex Dias e Leandro
Técnico: Celso Roth

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Antônio Silva Santos (RJ)
Assistentes: João Ribeiro Magalhães e Elson Passos Sena Filho (RJ)
Cartões amarelos: Jorge Mutt (G), Paulo Baier (G), André Dias (G), Fabão (SP), Danilo (SP)
Gols: Vélber, aos 16min do primeiro tempo; Cicinho, aos 9min, Grafite, aos 34min, e Gabriel, aos 45min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias