! Atlético-PR bate São Paulo e encosta nos líderes - 15/08/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  15/08/2004 - 19h59
Atlético-PR bate São Paulo e encosta nos líderes

MBPress
Em São Paulo

O Atlético-PR entrou definitivamente na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Jogando na Arena da Baixada, o time rubro-negro venceu o São Paulo por 1 a 0 neste domingo. Com isso, encostou no grupo dos líderes.

A vitória leva a equipe paranaense a 41 pontos, três a menos que o líder Santos. Assim, o Atlético-PR assume a quarta colocação do torneio nacional, na zona de classificação para a Copa Libertadores.

Nas últimas oito rodadas, o Atlético-PR ainda tem a melhor campanha do Campeonato Brasileiro. O time somou 17 pontos, números igualados apenas por Corinthians e Juventude. No mesmo período, o líder Santos ganhou 16 pontos.

O São Paulo, em contrapartida, fica com os mesmos 41 pontos. Só que a equipe paulista perde nos critérios de desempate e figura na quinta posição.

Desde o início do Brasileiro, esta é a quinta vez que o time comandado por Cuca acaba uma rodada fora da zona de classificação para a Libertadores. Os quatro primeiros se classificam.

Além disso, o time do Morumbi ainda ratificou uma incômoda marca. O zagueiro Rodrigo foi expulso no segundo tempo e confirmou o São Paulo como equipe mais indisciplinada do Brasileiro. Até aqui, foram 12 cartões vermelhos recebidos em 24 partidas.

Na próxima rodada, na quarta-feira, o Atlético-PR vai a Florianópolis para encarar o decadente Figueirense. O São Paulo só joga no dia seguinte, no Morumbi, e o adversário é outro catarinense: o Criciúma.

O jogo
No início, o que se viu foi o São Paulo melhor. Com grande participação dos laterais, a equipe paulista impediu a saída de bola do Atlético-PR e manteve o jogo em seu campo de ataque.

Os visitantes chegaram pela primeira vez aos 7min. Cicinho fez grande jogada pela direita e cruzou bem. Diego Tardelli subiu com muito estilo, dentro da pequena área, e furou. Cara a cara com o goleiro Diego, o atacante não alcançou a bola.

Três minutos depois, Jean criou nova oportunidade para o São Paulo. O atacante recebeu na esquerda e concluiu de pé direito, mas mandou a bola muito acima do gol defendido por Diego.

Fechado, o Atlético-PR teve nos contra-ataques a principal arma. Foi assim que o time da casa chegou com perigo aos 18min. Dagoberto foi lançado dentro da área, de frente para Alex, e tentou o lance individual. O atacante paranaense caiu pedindo a penalidade e o árbitro ignorou.

Só que o São Paulo seguiu melhor. Aos 25min, o zagueiro Lugano aproveitou cobrança de falta cruzada e cabeceou sozinho. Com segurança, o goleiro Diego não teve problemas para encaixar a bola.

Entretanto, o São Paulo parou por aí. O Atlético-PR cresceu e equilibrou a partida. Aos 31min, por exemplo, Marcão tocou de cabeça e ajeitou para Rogério Correia, que tocou de primeira. Rogério Ceni defendeu.

O time da casa adiantou a marcação e assim, o São Paulo ficou acuado. Girando a bola de um lado a outro do gramado, o Atlético-PR passou a ser mais incisivo. E assim, alcançou o único gol do jogo.

Jádson recebeu na ponta esquerda e rolou no meio para Dagoberto. O atacante dominou na meia, driblou o zagueiro Alex para o fundo e chutou de pé esquerdo, da entrada da área. A bola ainda tocou na trave direita de Rogério Ceni antes de entrar.

Depois do gol, os donos da casa assumiram completamente o domínio do jogo. Aos 41min, Fernandinho entrou nas costas da defesa, na ponta direita, e chutou cruzado. Rogério Ceni não conseguiu segurar e Dagoberto ficou com o rebote. O atacante tentou duas vezes, mas o camisa 1 ficou com a bola.

Assustado com a superioridade do adversário, Cuca mudou o São Paulo no intervalo. Abriu mão do esquema com três homens na defesa ao trocar o zagueiro Alex pelo meia Vélber.

Entretanto, a alteração não surtiu efeito dentro de campo. O Atlético-PR seguiu fechado em seu campo, apostando nos contra-ataques para tentar aumentar a vantagem sobre o São Paulo.

Mesmo assim, o São Paulo chegou primeiro, aos 4min. Cicinho foi lançado por Danilo, girou o corpo e bateu de primeira. A bola passou à esquerda de Diego. Os visitantes ainda tiveram outra chance depois de três minutos. Danilo arriscou de fora da área e mandou por cima.

E o São Paulo parou por aí. O Atlético-PR acertou a marcação e voltou a dominar. Aos 9min, Jadson tentou de fora da área e Rogério Ceni teve muito trabalho para defender.

O time da casa voltou a assustar aos 18min. E novamente com Jadson. O meia aproveitou cobrança de falta e bateu forte. A bola passou muito perto do travessão da equipe paulista.

E se a situação estava ruim para o São Paulo, ficou pior ainda aos 31min. O zagueiro Rodrigo, que já tinha amarelo, cometeu falta dura sobre Dagoberto. Com isso, foi excluído de campo pelo árbitro Luciano Almeida.

Com dez homens, o São Paulo foi ainda mais suscetível ao controle do Altético-PR. O time da casa, contudo, se mostrou mais preocupado em trocar passes e ditar o ritmo do jogo do que com a criação de oportunidades de ampliar.

ATLÉTICO-PR
Diego; Rogério Correia, Fabiano (Bruno Lança) e Marcão; Fernandinho, Alan Bahia, Pingo (William), Jádson e Ivan; Dagoberto e Washington (Morais)
Técnico: Levir Culpi

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Alex (Vélber), Diego Lugano e Rodrigo; Cicinho, Alê, César Sampaio, Danilo e Fábio Santos (Souza); Diego Tardelli (Aílton) e Jean
Técnico: Cuca

Local: estádio Arena da Baixada, em Curitiba
Árbitro: Luciano Almeida (Fifa-DF)
Auxiliares: Jorge Paulo de Oliveira Gomes e Marrubsson Freitas (DF)
Cartões amarelos: Diego Tardelli (SP), Fábio Santos (SP), Marcão (A), Rodrigo (SP), Jadson (A), Morais (A)
Cartão vermelho: Rodrigo (SP)
Gols: Dagoberto, aos 37min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias