! Com show de Robinho, Santos goleia o Figueirense - 22/08/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/08/2004 - 17h19
Com show de Robinho, Santos goleia o Figueirense

MBPress
Em São Paulo

Mesmo atuando longe da Vila Belmiro, o Santos fez valer o mando de jogo, assistiu a mais um show de Robinho e goleou o Figueirense por 4 a 1, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O atacante voltou a assumir o posto de comandante da equipe, após a saída de Diego, e fez dois gols, além de participar do terceiro. Robinho já havia desequilibrado contra Paysandu e Paraná, sendo o maior destaque do time.

O resultado leva o alvinegro da Baixada de volta à liderança da competição, com 47 pontos, já que o Palmeiras empatou com o Vitória por 2 a 2. As duas equipes estão empatadas, mas o Santos leva vantagem por ter mais vitórias (15 a 13).

Jogando em Mogi Mirim, já que perdeu o mando de um jogo por confusões da torcida no clássico contra o São Paulo, o Santos deu as cartas logo no início da partida e precisou de 21 minutos para marcar duas vezes, com Elano e Robinho.

Em uma bobeira da zaga, o Figueirense diminuiu com Izaías, aos 31min, mas o Santos tratou de marcar o terceiro logo no início da etapa final, com Deivid, e apenas administrou a vantagem.

Desta forma, o Santos obteve a nona vitória nos últimos dez jogos que teve o mando. O único revés neste período foi a derrota sofrida em 7 de agosto diante do São Caetano por 1 a 0.

Já o Figueirense completa sete jogos sem vencer na competição e termina a rodada em 15º lugar, com 35 pontos, sendo ultrapassado por Inter, Fluminense e Cruzeiro.

Na próxima rodada, o técnico Wanderley Luxemburgo terá a primeira chance de enfrentar o Cruzeiro, desde que conquistou o título do Brasileiro do ano passado. O jogo será disputado no próximo domingo, no Mineirão. O Figueirense recebe o Vitória, no mesmo dia.

O jogo
Debaixo de um sol de mais de 30 graus, o Santos começou a partida com tudo e tratou de criar a primeira chance já aos 3min, mas Robinho finalizou mal.

Quatro minutos depois, o alvinegro da Baixada abriu o placar. Em jogada individual, Elano dominou na intermediária, deu um belo corte em Márcio Goiano, que completava 200 jogos pelo Figueirense, e acertou o ângulo direito de Édson Bastos.

Animado, o Santos continuou pressionando e não teve problemas para ampliar a vantagem. Aos 20min, Robinho foi lançado na direita, fintou dois zagueiros e encheu o pé no ângulo esquerdo do goleiro do Figueirense, que nada pôde fazer.

Com a vantagem, o time paulista passou a administrar a posse de bola para não se desgastar muito e acabou sendo castigada. Aos 31min, André Santos veio livre pela esquerda, cruzou, Léo e Antônio Carlos trombaram com Izaías, que desviou e marcou para os visitantes.

O gol levou o Santos novamente ao ataque e o time ainda ameaçou aos 37min, em chute de Robinho de fora da área, que passou raspando à trave. "O Santos administrou a bola, teve de segurar o resultado, pois está muito quente", explicou Luxemburgo no intervalo.

Na etapa final, o time da Baixada voltou a pressionar o rival e só precisou de três minutos e uma jogada para chegar ao terceiro gol. Em jogada de Robinho pelo meio, Deivid viu o goleiro saindo, deu um leve toque na bola e tirou Édson Bastos da jogada.

O resultado forçou o Figueirense a ir mais ao ataque e o time catarinense ameaçou aos 13min, quando Nenê invadiu a área e Tápia salvou. Dois minutos depois, em rápido contra-ataque, o Santos quase ampliou em jogada de Paulo César, que cruzou para Robinho, que não alcançou.

Com espaço em campo, o Santos teve nova chance aos 23min, quando Robinho invadiu a área e bateu cruzado para fora. Sete minutos depois, Márcio Goiano teve uma boa chance em cobrança de falta, mas bateu nas mãos de Tápia.

Em seguida, o time da Baixada definiu a partida. Com um contra-ataque fulminante, Deivid recebeu livre na direita e tocou para Robinho, que apenas esperou a saída do goleiro e tocou no canto oposto.

A goleada permitiu que o atacante mostrasse sua habilidade nos minutos finais. Aos 36min, ele driblou três adversários e chutou mal. Oito minutos depois, Basílio fez o quinto, mas o árbitro anulou, marcando um correto impedimento.

Foi a última chance do Santos, que voltou a golear com o mando de jogo e acabou ajudado pelo empate do Palmeiras, para retomar a liderança do Nacional.

SANTOS
Tápia; Paulo César, André Luís e Léo; Fabinho, Preto Casagrande, Elano (Basílio) e Ricardinho (Luís Augusto); Robinho e Deivid (William)
Técnico: Wanderley Luxemburgo

FIGUEIRENSE
Édson Bastos; Paulo Sérgio, Márcio Goiano, Cléber e André Santos; Jeovânio, Nenê, Mazinho e Luciano Sorriso (Oliveira); Romualdo (Marlon) e Izaías
Técnico: Dorival Junior

Local: estádio Wilson de Barros, em Mogi Mirim (SP)
Árbitro: Luiz Antônio Silva Santos (RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (FIFA RJ) e Carlos H. Alves de Lima (RJ)
Cartões amarelos: Basílio e Fabinho (S); Luciano Sorriso (F)
Gols: Elano, aos 7min, Robinho, aos 20min, e Izaías, aos 31min do primeiro tempo; Deivid, aos 3min, e Robinho, aos 31min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias