! São Paulo perde invencibilidade no Morumbi - 01/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  01/09/2004 - 22h30
São Paulo perde invencibilidade no Morumbi

MBPress
Em São Paulo

Acabou a invencibilidade do São Paulo no estádio do Morumbi neste Brasileirão. Na noite desta quarta-feira, a equipe foi derrotada pelo Coritiba por 3 a 2 e já soma três rodadas sem vitória na competição, o que a mantém distante das primeiras colocações - o time tem 45 pontos e continua na sétima colocação na tabela.

Folha Imagem 
O São Paulo ainda teve o pênalti sofrido por Rondón, perdido pelo Rogério Ceni
Além disso, o resultado negativo (o nono na competição) comprova a irregularidade do time, que em dois jogos que fez dentro de casa, conquistou apenas um ponto -havia empatado com o Guarani por 3 a 3. Essa seqüência de jogos no Morumbi era tida pela comissão técnica como a chance de voltar a brigar pela liderança do Nacional.

O confronto também foi o primeiro da equipe tricolor depois da venda de Luís Fabiano para o Porto, de Portugal. E deu para a torcida já sentir saudade do artilheiro, afinal, o "novo" ataque titular não ficou em campo até o final - Diego Tardelli foi substituído e Grafite expulso.

Para o Coritiba, como não poderia ser diferente, o resultado foi ótimo. Além de chegar aos 41 pontos e subir para a décima colocação, o time paranaense quebrou um tabu que já durava 19 anos - o alviverde não vencia o São Paulo no Morumbi desde 1985.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro na próxima quarta-feira, dia 8, quando enfrenta o Paraná Clube, no estádio Pinheirão, em Curitiba. O Coritiba, por sua vez, joga em casa, na quinta-feira, contra a Ponte Preta.

O jogo
O São Paulo achou que pelo fato de estar jogando em casa poderia ir ao ataque com força total logo no início da partida. A equipe paulista, porém, não contou com o oportunismo do Coritiba, que marcou seu primeiro gol logo no primeiro minuto.

O lateral-direito Tesser fez boa jogada pela ponta, passou por três zagueiros do adversário e cruzou para o atacante Aristizábal, que, sozinho, cabeceou para o fundo do gol.

Folha Imagem 
Aristizábal abriu o marcador para o Coritiba no primeiro minuto de jogo
Apesar do gol, a equipe do Morumbi não se intimidou e continuou no ataque, apesar da desorganização no setor de meio-de-campo. E dessa maneira chegou ao gol de empate. Aos 5min, o atacante Diego Tardelli tocou para o meio da área e Danilo chutou cruzado de primeira.

O São Paulo teve uma boa oportunidade de virar a partida aos 7min, quando Cicinho fez ótima jogada pela direita e cruzou para Souza. O meia, no entanto, tentou chegar de carrinho, mas foi interceptado pelo goleiro Fernando.

Depois desse lance, os donos da casa diminuíram o ritmo de jogo e passaram a sofrer pressão do Coritiba. E aos 15min, após nova falha do setor defensivo do São Paulo, o lateral-esquerdo Adriano foi derrubado na área por Cicinho: pênalti.

Na cobrança, aos 17min, o atacante Tuta, com categoria, bateu no canto esquerdo do goleiro Rogério Ceni e colocou a equipe paranaense novamente na frente.

Em desvantagem no placar pela segunda vez, o São Paulo teve sucessivos erros de passe no meio-de-campo e deixou de chegar ao ataque com a mesma freqüência de antes.

O time do técnico Cuca conseguiu criar outra jogada de ataque só aos 27min, quando Souza cobrou falta cruzada na grande área e o volante César Sampaio apareceu de surpresa. O veterano cabeceou forte, mas a bola passou à esquerda do gol.

O Coritiba, por sua vez, não parou de levar perigo ao gol de Rogério Ceni. Aos 32min, após mais uma boa jogada de Tesser pela direita, o colombiano Aristizábal se antecipou à zaga e cabeceou. A bola passou bem perto do travessão e foi para fora.

Irritado com a equipe, o técnico Cuca sacou o lateral-esquerdo Fábio Santos e colocou Gabriel, que em sua primeira jogada, aos 38min, quase ajudou o São Paulo a empatar. Após boa jogada pela esquerda, ele tocou para Cicinho, que bateu forte cruzado e viu o lateral Adriano tirar a bola em cima da linha.

Apesar da tentativa tricolor foi o Coritiba que marcou mais um. Depois de Diego Tardelli perder a bola no meio-de-campo, o atacante Tuta lançou Roberto Brum, que avançou no contra-ataque e tocou por cobertura, marcando um belo gol.

No segundo tempo, o São Paulo voltou com duas alterações: Lino no lugar do meia Souza e Rondón na vaga do atacante Diego Tardelli.

E foi o time do Morumbi que chegou primeiro ao ataque. Aos 2min, Gabriel passou por dois marcadores no meio e chutou de fora da área. Fernando defendeu tranqüilamente.

O Coritiba, que apenas administrava o toque de bola e a vantagem de dois gols, deu trabalho ao goleiro tricolor aos 6min. O meia Reginaldo Vital cobrou falta de longa distância e obrigou Rogério Ceni a fazer boa defesa

O São Paulo, porém, continuou melhor em campo e dominou as ações. Aos 14min, após cruzamento da direita, o volante César Sampaio cabeceou colocado e o goleiro Fernando se esticou todo para desviar para escanteio.

Os donos da casa quase marcaram o segundo gol aos 19min, não fosse mais uma boa defesa do goleiro do Coritiba. O atacante Rondón recebeu bom lançamento na grande área e chutou na saída de Fernando, que defendeu com os pés.

Aos 34min, no entanto, a situação do São Paulo se complicou ainda mais. O atacante Grafite, que já tinha o cartão amarelo, cometeu falta na lateral esquerda e acabou sendo expulso pelo árbitro Leonardo Gaciba.

Apesar disso, o time do técnico Cuca ainda conseguiu um pênalti aos 36min, quando Rondón foi derrubado na área. Na cobrança, aos 37min, o goleiro Rogério Ceni cobrou mal e desperdiçou a chance do time paulista diminuir.

Embora o fato tenha desanimado a torcida tricolor, que começou a vaiar a equipe, aos 38min o segundo gol aconteceu. Após cobrança de falta cruzada de Cicinho, o experiente César Sampaio se antecipou a um zagueiro e desviou para as redes de Fernando.

A equipe tricolor ainda pressionou nos minutos finais, mas não conseguiu chegar ao gol de empate.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Cicinho, Fabão, Rodrigo e Fábio Santos (Gabriel); Alê, César Sampaio, Souza (Lino) e Danilo; Diego Tardelli (Rondón) e Grafite
Técnico: Cuca

CORITIBA
Fernando; Tesser (Thiago Soler), Flávio, Miranda e Adriano (Cléber); Roberto Brum, Ataliba, Capixaba e Reginaldo Vital (Vagner); Tuta e Aristizábal
Técnico: Antonio Lopes

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)
Assistentes: Villi Tissot (RS) e José Javel Silveira (RS)
Cartões amarelos: Cicinho (SP), Reginaldo Vital (C)
Cartão vermelho: Grafite (SP)
Gols: Aristizábal, a 1min, Danilo, aos 5min, Tuta, aos 17min, e Roberto Brum, aos 41min do primeiro tempo; César Sampaio, aos 38min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias