! Ricardinho faz golaço e garante liderança ao Santos - 01/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  01/09/2004 - 23h45
Ricardinho faz golaço e garante liderança ao Santos

MBPress
Em São Paulo

Na guerra do Brasileirão, o Santos venceu a primeira das três batalhas que terá em seqüência. Com um golaço por cobertura marcado por Ricardinho, aos 43min do segundo tempo, o time paulista quebrou a invencibilidade de oito jogos do Juventude ao bater o adversário por 2 a 1, em território inimigo, o Alfredo Jaconi, nesta quarta-feira. Com o resultado, a equipe manteve a liderança da competição.

O Santos venceu a equipe que estava em terceiro lugar no campeonato, mas não terá moleza nos dois próximos jogos. A equipe encara, em seguida, o vice-líder Atlético-PR, na Vila Belmiro, e depois o rival Palmeiras, quarto colocado da competição (colocações até o início da 28ª rodada).

O primeiro tempo foi digno das colocações das equipes no campeonato. Elano abriu o placar, em chute que desviou em Lopes. Naldo, em cobrança de falta, empatou. Na etapa complementar, entretanto, a partida caiu muito de qualidade e parecia fadada ao empate até o gol mágico marcado por Ricardinho.

O Juventude perde a chance de assumir a liderança e ocupa a terceira posição no campeonato, com 48 pontos. Na próxima rodada, no dia 8 de setembro, a equipe gaúcha enfrentará o Atlético-MG, em Belo Horizonte.

O jogo
O Santos teve boa chance logo aos 3min. Em contra-ataque rápido da equipe alvinegra, Deivid passou para Elano, que invadiu a área e ficou frente a frente com Eduardo Martini. O meia tentou bater colocado, mas o goleiro defendeu com os pés.

O time paulista contou com a sorte para abrir o placar aos 11min. Elano cruzou rasteiro para a área, a bola desviou em Lopes e enganou o goleiro Eduardo Martini. O árbitro assinalou o gol para o meia santista.

Aos 17min, o Santos teve outra ótima chance. Deivid deu belo passe para Basílio, que invadiu a área com extrema liberdade. Novamente, Eduardo Martini saiu bem e salvou o Juventude ao defender o chute do atacante santista.

Porém, o Juventude chegou ao empate utilizando sua arma corriqueira: a cobrança de falta de Naldo. Aos 25min, o zagueiro bateu com extrema violência, a bola tocou no gramado e o goleiro Mauro, que falhou, não defendeu. Foi o terceiro gol de Naldo em cobrança de falta no campeonato (já marcara contra o Flamengo e Botafogo).

Depois do gol do empate, as duas equipes caíram de rendimento. O Juventude ainda criou uma chance aos 46min. Da Silva recebeu na área, de costas para o gol, levantou a bola e tentou uma bicicleta. O chute saiu por sobre o travessão.

Incentivado por sua torcida, o time gaúcho começou o segundo tempo pressionando. Aos 3min, Da Silva cruzou para área e Lopes desviou de cabeça. A bola passou raspando a trave de Mauro, que pôde apenas torcer.

Em seguida, aos 4min, foi Jancarlos quem cruzou. Índio dividiu com Mauro e a bola sobrou dentro da área para Reinaldo Aleluia. O chute do atacante bateu na zaga e foi para escanteio.

A pressão do Juventude não se sustentou e o Santos voltou a equilibrar a partida. Aos 18min, o técnico Ivo Wortmann tentou dar mais presença de área a equipe substituindo Reinaldo Aleluia por Leonardo Manzi.

Porém, a alteração não surtiu qualquer efeito. O Juventude não conseguiu passar pela forte marcação santista. A equipe de Vanderlei Luxemburgo, bem postada, parecia satisfeita com o empate fora de casa, e pouco atacou no segundo tempo.

O primeiro chute do Santos que acertou o gol na etapa complementar aconteceu aos 31min. Deivid arriscou de fora da área e Eduardo Martini espalmou para a lateral.

O Juventude só voltou a acordar nos 10min finais. Zé Rodolpho deu lindo drible colocando a bola por debaixo das pernas de Fabinho, aos 35min, e chutou forte. Mauro espalmou para escanteio. Na cobrança, após confusão, Naldo quase conseguiu empurrar a bola para as redes, mas a zaga afastou no último momento.

Quando o resultado parecia definido, o meia Ricardinho mostrou a técnica que o levou a seleção brasileira. Lançamento longo para Basílio, que Eduardo Martini saiu do gol de carrinho, na meia-lua e afastou. A bola sobrou para Ricardinho, que bateu de primeira, por cobertura, de cerca de 40 metros. O chute caprichosamente bateu no travessão, pelo lado de dentro, e entrou.

JUVENTUDE
Eduardo Martini; Neto, Naldo e Thiago; Jancarlos, Lauro, Donizete Amorim, Vanderson (Reinaldo Aleluia) (Leonardo Manzi) e Zé Rodolpho; Da Silva e Lopes
Técnico: Ivo Wortmann

SANTOS
Mauro; Flávio (Bóvio), Antonio Carlos (Domingos), André Luís e Léo; Zé Elias, Fabinho, Ricardinho e Elano; Deivid e Basílio (Ávalos)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (SC)
Árbitro: Cléver Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marco Antonio Martins e Rodrigo Otavio Baeta (ambos de MG)
Cartões Amarelos: Elano (S) e Deivid (S)
Gols: Elano, aos 11min, e Naldo, aos 25min do primeiro tempo; Ricardinho, aos 43min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias