! São Paulo vence Paraná na estréia de Leão - 08/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  08/09/2004 - 22h20
São Paulo vence Paraná na estréia de Leão

MBPress
Em São Paulo

Na estréia do técnico Emerson Leão, o São Paulo reencontrou-se com a vitória após três rodadas de queda no Brasileirão. Na noite desta quarta-feira, no estádio Pinheirão, em Curitiba, a equipe paulista venceu o Paraná Clube por 2 a 0, com gols de Rodrigo e Danilo.

Além disso, o primeiro jogo do time tricolor sob o comando de Leão marcou também a recuperação do clube fora de casa. Desde que venceu o Juventude por 2 a 1, em Caxias do Sul, no dia 28 de julho, o São Paulo não conquistava um triunfo como visitante.

As mudanças no tricolor paulista não param por aí. Apesar de continuar apresentando um futebol pouco empolgante, os são-paulinos mostraram mais vontade do que nas últimas partidas, quando o ex-técnico Cuca chegou a reclamar da falta de atitude do time.

Outro fato a ser destacado nessa vitória é que, enfim, o São Paulo se deu bem diante de um time que está nas últimas colocações do certame. Em outras oportunidades, o time do Morumbi perdeu para Paysandu, Botafogo e Flamengo e empatou com o Guarani.

Com o resultado, o São Paulo chega a 48 pontos e sobe da sétima para a provisória quinta colocação, já que a Ponte Preta, que enfrenta o Coritiba nesta quinta-feira, pode passar a equipe na tabela de classificação em caso de vitória.

Enquanto do lado paulista o clima era de euforia pela recuperação, do lado do Paraná a preocupação aumentou. Afinal, o time soma apenas 26 pontos e continua na zona de rebaixamento da competição, correndo sério risco de disputar a série B em 2005.

A esperança do clube paranaense era de que a goleada aplicada sobre o Cruzeiro fora de casa na última rodada desse novo fôlego para os paranistas. O resultado anterior, porém, não foi suficiente para que os jogadores superassem suas deficiências técnicas.

O São Paulo volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo sábado, quando recebe o Cruzeiro, no sábado, às 16h, no estádio do Morumbi. O Paraná Clube, por sua vez, joga no domingo, contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo
Faltou técnica e sobrou vontade aos jogadores do Paraná Clube e do São Paulo no primeiro tempo da partida desta quarta-feira, em Curitiba. Ambas as equipes apresentaram um futebol de muita marcação, mas de pouca criatividade no meio-de-campo.

Apesar do time visitante ter mostrado mais volume de jogo no início do confronto, foi a equipe local que teve a primeira oportunidade de gol. Aos 9min, o lateral-direito Etto fez boa jogada pela direita e cruzou para Galvão, que se antecipou à zaga e chutou para o gol. Bem colocado, Rogério Ceni fez boa defesa e desviou para escanteio.

O São Paulo, porém, foi mais eficiente em sua primeira chegada ao gol adversário e logo ficou em vantagem no placar. Aos 12min, após bom desarme da zaga são-paulina, Jean avançou no contra-ataque e tocou para Rodrigo. O zagueiro chutou de direita na saída do goleiro Flávio e marcou para o tricolor paulista.

Em desvantagem no placar, o Paraná não recuou e continuou com postura ofensiva, embora as chances de gol fossem escassas. Reforçando isso, o técnico Paulo Campos tirou o volante Messias e colocou o experiente atacante Sinval.

Mas foi contando com o auxílio do rival que o clube paranaense quase empatou a partida. Aos 23min, o atacante Galvão chutou cruzado da esquerda, a bola desviou em Fabão e encobriu Rogério Ceni. No entanto, ela foi por cima do gol.

Mantendo a pressão em cima do São Paulo, o Paraná teve mais uma boa oportunidade aos 25min, quando Edinho chutou forte da esquerda e Rogério Ceni fez difícil defesa.

Aos poucos, a equipe do técnico Emerson Leão conseguiu controlar melhor a marcação e voltou a se arriscar no ataque. Aos 29min, César Sampaio aproveitou escanteio da direita e cabeceou à queima-roupa. Flávio fez ótima defesa.

Depois disso, a partida ficou mais morna e as equipes não criaram nenhuma chance de gol gerando trabalho aos goleiros Rogério Ceni e Flávio.

No segundo tempo, tantos os paranaenses como os paulistas voltaram a campo com a mesma formação que terminaram a etapa inicial. O panorama da partida também não mudou muito: forte marcação e pouca criação.

Tanto que o segundo gol do São Paulo só aconteceu porque a zaga do Paraná ajudou. Aos 8min, o meia Danilo cortou um zagueiro e chutou de fora da área. A bola bateu na perna esquerda do zagueiro João Vitor e enganou o goleiro Flávio.

O fato deu ânimo novo à equipe paulista, que por pouco não chegou ao terceiro gol aos 11min. E mais uma vez com Danilo. O meia recebeu a bola na esquerda e chutou colocado e cruzado. A bola passou bem próximo da trave esquerda do goleiro da equipe paranaense.

Abalado, o Paraná Clube saiu desesperadamente para o ataque, mas só conseguiu criar algum perigo em lances de bola parada. Como aos 16min, quando Cristian cobrou falta de longe e a bola passou por cima do gol de Rogério Ceni.

A equipe do técnico Paulo Campos, porém, não desistiu, mas foi parada pela trave, que evitou gol de Marcel aos 34min, e pelo goleiro Rogério Ceni, que defendeu boa cabeçada de Maranhão aos 37min.

PARANÁ
Flávio; Etto, João Vitor, João Paulo e Edinho (Vicente); Messias (Sinval), Beto, Cristian e Fernando (Marcel); Galvão e Maranhão
Técnico: Paulo Campos

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Lugano e Rodrigo; Gabriel, Alê, César Sampaio, Danilo (Renan) e Fábio Santos; Jean (Souza) e Diego Tardelli (Vélber)
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Pinheirão, em Curitiba (PR)
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (SC)
Assistentes: Vayran da Silva Rosa e Kleber Lucio Gil (ambos de SC)
Cartões amarelos: Etto (P), Diego Tardelli (SP), Beto (P), César Sampaio (SP)
Gols: Rodrigo, aos 12min do primeiro tempo; Danilo, aos 8min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias