! Santos empata sem gols pela 1ª vez no ano contra o Flamengo - 15/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  15/09/2004 - 23h41
Santos empata sem gols pela 1ª vez no ano contra o Flamengo

MBPress
Em São Paulo

Além de arrancar um empate na Vila Belmiro, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, e levar para o Rio a decisão da vaga à próxima fase do torneio, o Flamengo ainda participou do primeiro jogo sem gols do Santos em 2004.

Nos 56 jogos que disputou até o momento (Paulista, Libertadores, Brasileiro e Sul-Americana), o Santos não sabia o que era empatar em 0 a 0. Líder e dono do melhor ataque do Nacional (69 gols), o time do Wanderley Luxemburgo -que também não tem uma das melhores defesas- dificilmente sai de uma partida sem marcar (só em nove jogos a equipe não fez gols).

Folha Imagem 
Robinho foi um dos poucos titulares que atuou todo o jogo, mas não foi bem
Nem a presença de Robinho e Basílio, primeiro e terceiro melhores goleadores do time no Nacional, ajudou a equipe de Vila Belmiro a sair do zero no placar. E no fim do segundo tempo o Santos ainda teve Elano, que tem 11 gols no Brasileiro.

Como o Flamengo, que teve as melhores oportunidades para marcar, também falhou nas finalizações ou parou nas mãos de Mauro, a torcida santista teve de amargar o primeiro jogo sem gols da equipe. Bom para os cariocas, que vão ter a chance de decidir a vaga em casa (leia-se Volta Redonda) na próxima quarta-feira.

Quem vencer avança para enfrentar São Paulo ou São Caetano. Em caso de novo empate, a decisão acontecerá por cobrança de pênaltis.

O Santos teve quase todo seu time principal poupado. Apenas o goleiro Mauro, o volante Zé Elias e o atacante Robinho começaram a partida. Elano e Ricardinho entraram quase aos 30min do segundo tempo.

No Flamengo, que ainda luta para se afastar da zona de rebaixamento da competição nacional e vinha de derrota no clássico contra o Fluminense, o atacante Dimba, ainda com dores musculares, foi o principal desfalque.

Jogo movimentado
O primeiro tempo começou bem movimentado, com o Santos buscando mais o ataque. O time alvinegro arriscou sua primeira chegada aos 9min. Luís Augusto chutou de fora da área e a bola passou perto do gol de Júlio César.

Apenas quatro minutos depois o Flamengo também chegou bem ao ataque. Jean recebeu passe de Felipe, deu um lindo drible em Ávalos e, da entrada da área, bateu para o gol. O atacante, porém, errou o alvo e a bola saiu pela linha de fundo.

Com os times alternando-se no ataque, o Santos voltou ameaçar aos 17min. Preto Casagrande recebeu na intermediária, deixou a marcação para trás, invadiu a área e bateu cruzado. Júlio César conseguiu desviar a bola para a trave.

Folha Imagem 
Felipe, que não marca há 7 meses, também não foi bem pelo Flamengo
Na seqüência foi o a vez do Flamengo construir uma boa jogada de ataque. Aos 19min, os avantes rubro-negros trocaram passes. A bola chegou a Felipe, livre na entrada da área. O meia, porém, bateu fraco, facilitando a defesa de Mauro.

Depois dos 20min, com muitos erros de passes do meio-campo santista, o Flamengo passou a dominar. Aos 23min, Jean fez ótima jogada dentro da área alvinegra, mas demorou para tentar o cruzamento, facilitando o corte da defesa santista.

Mesmo com o Santos tendo mais domínio territorial, o Flamengo continuou mais perigoso. E, nos minutos finais, ainda pressionou a equipe alvinegra. No entanto, o goleiro Mauro, do Santos, apareceu muito bem no jogo e salvou sua equipe em dois lances.

No primeiro deles, aos 39min, a bola foi cruzada da direita para a área do Santos. A zaga alvinegra falhou e Júnior Baiano subiu livre. O zagueiro pegou bem de cabeça, mas Mauro espalmou para escanteio.

Aos 44min houve novo cruzamento para a área santista, desta vez por baixo. Quando Mauro chegou para a defesa, Lelo o atrapalhou, deixando a bola livre para Ibson. Livre e com o goleiro santista caído, o meia do Flamengo bateu para fora.

No último lance do primeiro tempo, aos 46min, o ataque do Flamengo conseguiu novamente trocar passes no meio da zaga santista. Felipe foi a último a bater na bola, mas Mauro conseguiu defender e levar o 0 a 0 para o intervalo.

No segundo tempo, apesar da boa movimentação continuar, os dois times não conseguiram chegar ao ataque com a mesma força. Tanto que o primeiro lance de perigo foi acontecer apenas aos 15min.

Depois de o Santos ter tentado mais o ataque, o Flamengo chegou bem pela direita. A bola foi cruzada rasteira. A zaga do Santos não cortou, mas o ataque flamenguista foi ainda pior. Jean e Júnior Baiano furaram e desperdiçaram a oportunidade.

Já o Santos, sem conseguir municiar Robinho e Basílio no ataque, chegou mais perto do gol apenas aos 25min. Preto Casagrande cobrou falta de longe e a bola passou à esquerda de Júlio César, que apenas acompanhou sua saída.

Vendo seu time com dificuldades, Wanderley Luxemburgo mudou seu time em três posições de uma vez. Elano, Ricardinho e William entraram na equipe alvinegra, saindo Lelo, Luís Augusto e Marcinho.

Depois de bons chutes de Felipe, pelo Flamengo, e outro de William, pelo Santos, o jogo voltou a cair. Apenas aos 38min houve outro lance de gol. Basílio recebeu pela esquerda e bateu, mas sem direção, acertando a rede pelo lado de fora.

O time santista voltou a chegar novamente aos 43min, desta vez usando dois de seus principais jogadores. Robinho recebeu dentro da área e só rolou para trás, na meia-lua. Ricardinho bateu de primeira, mas Júlio César salvou o Flamengo.

Já aos 46min, os donos da casa ainda tiveram uma nova chance. Robinho foi derrubado próximo à área. Apesar do jogador, irônico, colocar a bola na marca do pênalti, o árbitro Wilson de Souza Mendonça acertou e marcou a falta. Elano, porém, desperdiçou e acertou a barreira flamenguista.

SANTOS
Mauro; Lelo (Elano), Leonardo, Ávalos e Márcio; Zé Elias, Preto Casagrande, Luís Augusto (Ricardinho) e Marcinho (William); Robinho e Basílio
Técnico: Wanderley Luxemburgo

FLAMENGO
Júlio César; China, Júnior Baiano, André Bahia e Júlio Moraes (Roger); Da Silva, Ibson, Zinho (Juliano) e Júnior; Jean (Dill) e Felipe
Técnico: Ricardo Gomes

Local: estádio Urbano Caldeira, em Santos (SP)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça
Auxiliares: Alessandro Rocha e Milton dos Santos
Cartões amarelos: Leonardo (S), Luís Augusto (S), Júnior (F), Júlio Moraes (F), Da Silva (F)


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias