! No Morumbi, clássico sem gols e sem futebol - 19/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  19/09/2004 - 17h57
No Morumbi, clássico sem gols e sem futebol

MBPress
Em São Paulo

São Paulo e Corinthians precisavam vencer o clássico deste domingo para encostar na zona de classificação para a Copa Libertadores. Entretanto, as duas equipes se mostraram mais preocupadas em não perder. Com fraco futebol, o placar também não teve movimentações e o resultado foi um sonolento empate por 0 a 0.

Pior para o Corinthians, que perde uma posição na tabela do Nacional. O clube do Parque São Jorge ficou com 48 pontos e foi ultrapassado pela Ponte Preta, ocupando agora a décima colocação.

Dessa maneira, a equipe do técnico Tite já soma duas rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro. Antes, o Corinthians vinha de uma boa sequência de três vitórias (Palmeiras, Atlético-MG e Guarani).

O São Paulo, por sua vez, sobe para 50 pontos e mantém o quinto lugar. Além disso, o time do Morumbi sustenta um tabu a seu favor: nos últimos confrontos diante do rival alvinegro em brasileiros foram dois empates ( nesta temporada) e duas vitórias (em 2003).

Este foi o segundo 0 a 0 consecutivo do time tricolor no certame. Na rodada passada, diante do Cruzeiro, no Morumbi, a equipe de Emerson Leão também passou em branco. O treinador, inclusive, permanece invicto no comando da equipe: três empates e uma vitória.

O São Paulo volta a campo no próximo sábado. A equipe do Morumbi vai ao estádio Olímpico para jogar contra o Grêmio. O Corinthians terá um dia a mais de descanso. No domingo, às 16h, recebe o Goiás no Pacaembu.

O jogo
As duas equipes foram a campo dispostas a defender. O Corinthians apostou na marcação individual sobre as principais peças ofensivas do adversário. O São Paulo preferiu abafar a saída de bola da equipe do Parque São Jorge.

A tática são-paulina mostrou-se mais eficiente. Tanto é que as ações do jogo, durante o início do primeiro tempo, ficaram limitadas ao campo defensivo do Corinthians.

O problema é que faltava criatividade ao São Paulo. O volante corintiano Wendel anulou o meia Danilo e o time do Morumbi limitou-se às investidas do lateral-direito Cicinho. Nem mesmo o estreante Júnior conseguiu dar outra alternativa ofensiva ao time tricolo.

E o Corinthians, quando conseguiu armar jogadas de ataque, parou no excessivo número de faltas cometidas pelo São Paulo. Truculenta, a equipe de Emerson Leão abusou das infrações e conteve as ações do adversário no meio-campo.

A eficiência defensiva das duas equipes fez com que as oportunidades do primeiro tempo fossem limitadas às bolas paradas.

O São Paulo assustou primeiro. Aos 36min, Rogério Ceni cobrou falta da meia direita e obrigou o goleiro Fábio Costa a praticar excelente defesa.

A resposta do Corinthians só aconteceu aos 41min. Fábio Baiano cobrou falta curta para Renato, que lançou de primeira para a ponta esquerda. O camisa 8 dominou e cruzou no segundo pau. Wendel desviou de cabeça para trás, Jô concluiu de primeira e a bola ainda contou com um desvio do capitão Anderson antes de chegar às mãos de Rogério Ceni.

O São Paulo teve mais uma oportunidade no primeiro tempo. Dessa vez com a bola rolando. Aos 45min, Cicinho entrou em diagonal e lançou para o atacante Diego Tardelli, que girou o corpo e bateu de primeira, de pé direito. O zagueiro Anderson, de carrinho, conseguiu impedir a chegada da bola ao gol corintiano.

No período complementar, as duas equipes voltaram com maior preocupação ofensiva e o jogo melhorou. Mais incisivo, o São Paulo chegou primeiro ao gol. César Sampaio fez lindo lançamento para Diego Tardelli logo no primeiro minuto. O atacante cruzou bem, a bola passou por toda a pequena área e Cicinho não conseguiu chegar.

Aos 6min, Danilo fez grande jogada individual. O meia avançou com a bola dominada em diagonal, invadiu a área e foi travado por Filipe Alvim antes de conseguir concluir.

As jogadas individuais eram o melhor caminho para as duas equipes. Tanto que o Corinthians também assustou assim. Aos 8min, Marcelo Oliveira atravessou todo o campo com a bola dominada e foi travado na entrada da área são-paulina.

Depois disso, porém, as defesas voltaram a ser soberanas. São Paulo e Corinthians abusaram dos erros de passes e o jogo voltou a ficar truncado. Tanto que o time do Parque São Jorge só chegou em uma tentativa de longa distância. Fabinho chutou de fora da área aos 35min e Rogério Ceni teve trabalho para defender.

Em jogada trabalhada, o Corinthians só chegou aos 41min. Coelho dominou na esquerda e tocou no meio para Edson. De primeira, o ala lançou Fabinho, que também tocou de primeira para Alberto. O centroavante dominou no peito e chutou de pé direito, mas Rogério Ceni defendeu com segurança.

CORINTHIANS
Fábio Costa; Anderson, Marcelo Oliveira e Filipe Alvim; Edson, Wendel, Fabinho, Fábio Baiano e Renato (Coelho); Gil e Jô (Alberto)
Técnico: Tite

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Rodrigo; Cicinho (Gabriel), Alê, César Sampaio, Danilo (Souza) e Júnior; Grafite e Diego Tardelli (Jean)
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Assistentes: Evandro Luís Silveira (SP) e Geraldo José Vollet Pinheiro (SP)
Cartões amarelos: Grafite (S), César Sampaio (S), Filipe Alvim (C), Rodrigo (S), Fábio Baiano (C), Fabinho (C), Marcelo Oliveira (C)

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias