! Santos bate Vitória e mantém liderança - 26/09/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  26/09/2004 - 19h48
Santos bate Vitória e mantém liderança

MBPress
No Rio de Janeiro

Sabendo da vitória do Atlético-PR, só restava ao Santos conseguir o mesmo resultado na Vila Belmiro para manter a liderança do Brasileirão. A equipe paulista "jogou para o gasto", mas mesmo assim goleou o Vitória por 4 a 1, de virada. O resultado garantiu que o Santos terminasse a rodada na liderança pela sétima vez consecutiva. No total, o time alvinegro ponteou o campeonato em 16 das 32 rodadas.

Folha Imagem 
Robinho, que não marcava há sete jogos, desencantou e fez dois na vitória por 4 a 1
Os gols saíram no segundo tempo. Aos 2min, Obina abriu o placar, mas logo em seguida Elano, em cobrança de falta, aos 4min, empatou. Robinho, que recebeu passe de Basílio em posição duvidosa, fez o gol da virada aos 17min. Ricardinho ainda marcou aos 39min e Robinho completou o placar aos 47min.

Esta foi a segunda vitória consecutiva do Santos na Vila Belmiro (ganhara do Atlético-MG por 2 a 0 na rodada anterior) cumprindo o objetivo imposto por Vanderlei Luxemburgo de fazer seis pontos nos dois jogos em casa.

A derrota foi trágica para a equipe baiana, que pela primeira vez no campeonato deste ano termina uma rodada na zona do rebaixamento. O Vitória foi ultrapassado pelo Botafogo (que bateu o Paraná por 4 a 3) e agora ocupa a 21ª colocação, com 33 pontos.

Na próxima quarta-feira, o Vitória terá outro adversário indigesto, mas desta vez em casa, no Barradão. A equipe enfrentará o Atlético-PR, vice-líder e invicto há 14 rodadas. No mesmo dia, às 21h50, o Santos jogará fora de casa, contra o Inter, no Beira-Rio, em Porto Alegre.

O jogo
O Santos, motivado pela boa fase, partiu para o ataque no início da partida. Aos 8min, depois de rebatida da zaga, Domingos emendou de primeira da intermediária. Juninho fez boa defesa e espalmou para escanteio.

Aos 15min, o Vitória perdeu ótima chance. Cléber fez belo lançamento longo para Edílson. O atacante tentou driblar Mauro, mas o goleiro se esticou e deu um tapa na bola para escanteio. O jogador rubro-negro pediu pênalti, que não aconteceu, mas o árbitro disse que o lance foi normal.

O Santos caiu de produção e só voltou a ameaçar aos 29min, em jogada individual de Robinho. O atacante avançou pelo meio da defesa rival, driblou dois e chutou rasteiro para a defesa de Juninho.

O Vitória saia em contra-ataques esporádicos. Num desses lances, aos 34min, o lateral Pedro arriscou de longe. A bola bateu no chão e foi para fora, mas assustou Mauro.

Apesar da correria e da vontade demonstrada, o Santos terminou o primeiro tempo sem ameaçar muito o time baiano. Aos 43min, Ricardinho ainda bateu falta que passou por sobre o travessão, mas foi só.

O goleiro Mauro deixou o gramado sentindo dores na perna e foi substituído por Tápia no intervalo. Porém, o chileno nem tocou antes de buscá-la nas redes. Aos 2min, em contra-ataque rápido, Edílson passou para Obina, que recebeu na direita e chutou rasteiro cruzado para marcar.

O Santos não esmoreceu e empatou logo em seguida, aos 4min. Elano cobrou falta com categoria, no canto direito de Juninho, e marcou seu 13º gol na competição.

Por pouco Preto Casagrande, ex-jogador do Vitória, não virou a partida aos 7min. O volante driblou três jogadores pelo meio da defesa do time baiano e bateu rasteiro. Juninho defendeu com os pés.

A torcida do Santos arremessou dois copos d'água que acertaram o técnico do Vitória, Hélio dos Anjos. Na segunda vez, inclusive, as imagens foram mostradas pela TV e o time pode perder o mando de campo em partidas futuras na Vila Belmiro caso os incidentes sejam relatados pelo delegado da partida.

Vanderlei Luxemburgo colocou seu talismã Basílio em campo, que em seu primeiro toque na bola colocou Robinho na cara de Juninho aos 17min. O atacante recebeu, em posição duvidosa, e teve calma e categoria para fazer o gol da virada.

Hélio dos Anjos também partiu para as alterações ofensivas. Colocou o meia Leandro Domingues e o atacante Gilmar no lugar do volante Arivélton e de Obina, respectivamente.

Mas era o Santos quem mandava na partida. Ricardinho lançou Robinho aos 29min. O atacante invadiu a área e bateu rasteiro cruzado. Juninho se esticou e colocou para escanteio.

A última chance do Vitória foi em cobrança de falta aos 37min. Pedro bateu com categoria, mas a bola subiu demais e passou por sobre o travessão de Tápia.

Aos 39min, o Santos ainda ampliou com Ricardinho. O meia chutou com categoria da entrada da área e confirmou a supremacia santista na partida. Nos acréscimos, aos 47min, Robinho fez o quarto.

SANTOS
Mauro (Tápia); Paulo César, Domingos, André Luís e Léo; Fabinho (Basílio), Preto Casagrande, Ricardinho e Elano; Robinho e Deivid (Bóvio)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VITÓRIA
Juninho; Pedro, Milton do Ó, Felipe Saad e Paulo Rodrigues; Amaral, Xavier, Arivélton (Leandro Domingues) e Cléber; Obina (Gilmar) e Edílson
Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (FIFA PE)
Auxiliares: Luciano Coelho Cruz (PE) e Irani Pinto da Paz (PE)
Cartões Amarelos: Obina (V), Elano (S), Pedro (V), Robinho (S) e Xavier (V)
Gols: Obina, aos 2min, Elano, aos 4min, Robinho, aos 17min e 47min, e Ricardinho, aos 39min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias