! Santos e Corinthians empatam e lamentam - 06/10/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  06/10/2004 - 23h47
Santos e Corinthians empatam e lamentam

MBPress
Em São Paulo

Ruim para o Santos, ruim para o Corinthians. Os dois times paulistas empataram por 1 a 1 nesta quarta-feira, no clássico disputado na Vila Belmiro. E o resultado foi ruim para as pretensões das duas equipes no Campeonato Brasileiro.

Folha Imagem 
Clássico teve muita disposição e poucos lances de emoção na Vila Belmiro
O Santos chega a 65 pontos em 35 partidas, mas dá ao Atlético-PR a chance de aumentar a vantagem e consolidar a liderança do Campeonato Brasileiro. O time de Curitiba tem 67 pontos e vai a Caxias do Sul na próxima quinta-feira para encarar o Juventude.

O empate também é péssimo para o Corinthians, que vê crescer a distância para a zona de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores. O time do Parque São Jorge tem 53 pontos e cai para a décima colocação.

Além disso, o Corinthians segue com um incômodo tabu. A última vitória sobre o Santos aconteceu no dia 28 de outubro de 2001, pelo Campeonato Brasileiro. O time, que naquela época era treinado por Luxemburgo, venceu por 2 a 0 na Vila Belmiro.

Desde esta data, Santos e Corinthians disputaram nove clássicos. O time da Vila Belmiro venceu sete vezes e este é o segundo empate. Um destes resultados positivos garantiu à equipe do litoral o título do Brasileiro de 2002.

As duas equipes terão um longo período de descanso. No dia 16 de outubro, às 18 horas, o Santos retorna ao gramado da Vila Belmiro para enfrentar a Ponte Preta, outro time que ainda sonha com uma vaga na próxima Libertadores. Na mesma data, só que um pouco mais cedo (16 horas), o Corinthians recebe o Coritiba no Pacaembu.

O jogo
Desde o início, a principal aposta do Santos para o clássico foi a marcação sobre a saída de bola do Corinthians. Assim, os donos da casa conseguiram imprimir bastante velocidade e concentrar as ações em seu campo de ataque.

Tanto é que o Santos teve a primeira oportunidade antes de 1min. Robinho recebeu passe de Elano, conduziu pela meia esquerda e arriscou de fora da área. A bola passou à esquerda do goleiro Fábio Costa.

Melhor distribuído em campo, o time da casa voltou a assustar aos 7min. Paulo César cruzou da direita e Elano dominou no peito, dentro da área. Antes de conseguir concluir, porém, o camisa 11 foi travado pela marcação.

Diante da forte marcação do Santos, o Corinthians esteve acuado e não conseguiu fazer a bola chegar a seus atacantes. E o principal motivo para isso é que o meio-campo aceitou a pressão dos mandantes e pouco se movimentou.

A apresentação ruim do meio-campo corintiano foi evidenciada no primeiro gol do Santos. Aos 22min, o volante Wendel recebeu passe de Edson e não teve opção de saída de bola.

O jogador entregou a bola para Elano, que rolou para Preto Casagrande. O camisa 10 dominou na meia direita e chutou cruzado, de fora da área. A conclusão saiu fraca, mas encontrou uma irregularidade do gramado e surpreendeu Fábio Costa.

Depois do gol, o Santos deu uma trégua ao Corinthians. O time da casa recuou e deu espaços para os adversários trocarem passes no campo defensivo. Só que o meio-campo dos visitantes continuou apático e não conseguiu organizar jogadas de ataque.

Folha Imagem 
Váldson, à direita, desputa lance com o santista Bóvio no segundo tempo
Esse quadro só começou a mudar quando o camisa 8 Fábio Baiano passou a se apresentar mais. O Corinthians cresceu e ganhou ofensividade. Entretanto, também deu espaços para o perigoso contra-ataque do Santos.

Em um deles, aos 38min, Ricardinho lançou Deivid na esquerda e ele tocou para Léo. O lateral foi à linha de fundo e cruzou. A bola passou por toda a área do Corinthians e ninguém apareceu para concluir.

Aos 45min, o Corinthians chegou ao empate. Fábio Baiano apareceu na meia esquerda e lançou Alberto dentro da área. O camisa 9 dividiu com a defesa santista e perdeu para Domingos. Mas o zagueiro afastou mal e a bola acabou sobrando para Edson na direita. O ala apenas empurrou para o gol, sem chances para Mauro.

O gol mudou o perfil do Corinthians. O time do Parque São Jorge se tornou mais ofensivo, sobretudo no segundo tempo. Nos minutos iniciais do período complementar, os visitantes até ensaiaram uma pressão sobre o Santos.

Só que os donos da casa mostraram muita velocidade no contra-ataque. Foi assim aos 9min. Preto Casagrande cruzou da esquerda, Robinho tocou de cabeça para trás e a bola sobrou para Elano. O camisa 11 chutou de primeira e Fábio Costa fez uma linda defesa no canto esquerdo.

O time da casa voltou a assustar aos 22min. Robinho recebeu na direita e tocou para Paulo César. Mesmo diante de três marcadores, o lateral conseguiu fazer um cruzamento. A bola passou por toda a área e sobrou para Deivid na esquerda, mas o centroavante bateu para fora.

Mas a melhor oportunidade aconteceu aos 30min. E para o Corinthians. Coelho fez grande jogada na direita e lançou na frente para Fábio Baiano. O camisa 8 cruzou no primeiro pau e Jô, completamente livre, cabeceou por cima.

Aos 36min, Fábio Costa se redimiu da falha no primeiro gol. Deivid tocou boa bola para Basílio no meio e o goleiro fez grande defesa. No rebote, a bola sobrou para Deivid e a defesa corintiana travou. A sobra ficou com Robinho, que bateu de primeira. Fábio Costa caiu para a direita e fez outra linda defesa.

Depois disso, as duas equipes mostraram muita vontade e pouca organização. O jogo se limitou a erros no meio-campo e os goleiros pouco trabalharam. O empate estava garantido. Para desgosto de Santos e Corinthians.

SANTOS
Mauro; Paulo César (Bóvio), Domingos, Ávalos e Léo; Fabinho, Preto Casagrande (Luís Augusto), Ricardinho e Elano (Basílio); Robinho e Deivid
Técnico: Wanderley Luxemburgo

CORINTHIANS
Fábio Costa; Anderson, Valdson e Betão; Edson (Coelho), Fabinho, Wendel, Fábio Baiano (Rosinei) e Filipe Alvim; Gil e Alberto (Jô)
Técnico: Tite

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Assistentes: Ana Paula da Silva Oliveira (FIFA SP) e Maria Eliza C. Barbosa (SP)
Cartões amarelos: Gil (C), Wendel (C), Filipe Alvim (C), Fábio Baiano (C), Preto Casagrande (S), Luís Augusto (S), Ávalos (S)
Gols: Preto Casagrande, aos 22min, e Edson, aos 45min do primeiro tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias