! Com gol de Elano, Santos bate o São Paulo - 10/10/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  10/10/2004 - 17h52
Com gol de Elano, Santos bate o São Paulo

MBPress
Em São Paulo

O Santos não precisou de todos seus titulares, mas do gol de um deles, para acabar com a boa fase do São Paulo. No primeiro dos três confrontos seguidos entre as duas equipes, o time santista venceu o rival por 1 a 0, gol de Elano, neste domingo à tarde, na Vila Belmiro.

As duas equipes se enfrentaram pela terceira fase da Copa Sul-Americana. No dia 20, no Morumbi, Santos e São Paulo fazem o jogo de volta pelo torneio continental. Quem vencer avança. Depois, dia 24, novamente no estádio são-paulino, o clássico será pelo Brasileirão.

Priorizando a disputa do Campeonato Brasileiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo poupou vários jogadores no time do Santos, como já fez em outros confrontos da equipe na Copa Sul-Americana. Além disso, apenas cinco jogadores fizeram parte do banco de reservas.

Júlio César, Luís Augusto, Léo, Ricardinho, Elano estiveram ao lado do treinador durante boa parte do jogo. Robinho e Basílio foram dispensados da partida e nem no banco ficaram. Léo, Ricardinho e Elano entraram na partida durante o segundo tempo.

A derrota para o rival encerrou uma série de três vitórias seguidas do São Paulo, todas pelo Campeonato Brasileiro. Além de perder, o time tricolor também não mostrou o futebol das últimas partidas.

Depois de atender pedido de Emerson Leão e chutar mais a gol em seus jogos anteriores, os jogadores do São Paulo pouco produziram. Principalmente no ataque. Grafite teve atuação discreta e Nildo foi inclusive substituído no segundo tempo.

Antes dos novos clássicos, Santos e São Paulo têm jogos pelo Campeonato Brasileiro. No dia 16, o time alvinegro, segundo lugar na classificação, recebe a Ponte Preta. Já a equipe tricolor joga no dia 17, em Belo Horizonte, contra o Atlético-MG.

Começo nervoso
Com pouco mais de um minuto de jogo, o árbitro Carlos Eugênio Simon mostrou o primeiro cartão amarelo da partida. O lateral-esquerdo são-paulino Júnior recebeu bola e foi atingido por trás por Paulo César.

O jogador santista, que recebeu o cartão, ainda tentou desculpar-se com Júnior, mas o atleta do tricolor não aceitou o pedido. O clima esquentou com a chegada de outros jogadores das duas equipes e alguma troca de ofensas.

Passado o início nervoso, o São Paulo teve a primeira oportunidade de gol. Aos 8min, o zagueiro Leonardo falhou ao tentar cortar uma bola dentro da área do Santos. O atacante Grafite aproveitou-se e tocou para o gol. Mauro, em boa defesa, desviou para escanteio.

Pouco depois foi a vez de Rogério Ceni trabalhar. Preto Casagrande fez ótima jogada aos 12min e lançou William, livre. O atacante invadiu a área e tentou driblar o goleiro são-paulino. No entanto, saindo bem de seu gol, Rogério Ceni fez o corte.

O jogo continuou bastante movimentado, com domínio do São Paulo até por volta dos 25min. No entanto, as duas equipes tiveram mais dificuldades para armar suas jogadas de ataque. O Santos equilibrou o jogo ainda no primeiro tempo, mas também pouco fez.

No entanto, logo no início do segundo tempo, a equipe alvinegra mostrou mais disposição em campo e pressionou o São Paulo. A 1min, Marcinho foi lançado pela direita e bateu para o gol. Rogério Ceni desviou para escanteio.

Com Marcinho armando as principais jogadas do Santos, a equipe alvinegra manteve o São Paulo preso em seu campo de defesa. O time tricolor só conseguiu sair para o ataque próximo dos 10min.

O jogo voltou a ficar equilibrado. Novo lance de gol aconteceu apenas aos 23min. Grafite foi lançado na esquerda, passou fácil por Leonardo e tocou para trás. Danilo chegou batendo de primeira, mas errou o alvo e mandou pela linha de fundo.

Já com três titulares em campo, Elano, Ricardinho e Léo, o Santos abriu o placar. E num gol de Elano. Aos 31min, Paulo César fez o cruzamento pela direita, o meia-atacante santista chegou na jogada antes de Alex e desviou de cabeça.

Melhor em campo, o Santos teve nova oportunidade aos 35min. Após cruzamento da direita, o volante Renan, do São Paulo, tentou fazer o corte de cabeça. No entanto, o toque do são-paulino saiu errado e o jogador quase marcou contra.

Mesmo com as entradas de Souza e Diego Tardelli, o São Paulo continuou pouco produzindo no ataque. Apenas nos acréscimos o time tricolor quase fez. Aos 46min, Cicinho fez a jogada e Grafite tentou o toque, em cima do goleiro Mauro, que fez a defesa. Aos 48min, o goleiro voltou a trabalhar após finalização de Gabriel.

SANTOS
Mauro; Leonardo, André Luís, Ávalos (Ricardinho); Paulo César, Fabinho, Bóvio, Preto Casagrande e Márcio (Léo); Marcinho e William (Elano)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Alex, Lugano e Rodrigo; Cicinho, Renan, Alê (Gabriel), Danilo e Júnior; Nildo (Diego Tardelli) e Grafite
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon
Auxiliares: Aristeu Leonardo Tavares e Otaviano dos Santos
Cartões amarelos: Paulo César (S), Leonardo (S), Alex (SP)
Gol: Elano, aos 31min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias