! Santos reencontra vitória e confirma ponta - 30/10/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  30/10/2004 - 17h56
Santos reencontra vitória e confirma ponta

MBPress
Em São Paulo

O Santos se reencontrou com a vitória e ratificou a liderança do Campeonato Brasileiro neste sábado, em São José do Rio Preto. A equipe comandada por Wanderley Luxemburgo enfrentou o Fluminense, foi muito superior e atropelou: 5 a 0.

Com este resultado, o time paulista chegou a 72 pontos e garantiu a primeira posição da competição nacional. O Atlético-PR, no entanto, segue na cola do alvinegro. Na noite deste sábado, o time do técnico Levir Culpi venceu o Inter e somou também 62. Mas perde no número de vitórias (22 contra 21).

Além disso, o Santos interrompe um jejum. O time paulista não vencia há duas partidas (derrota para o São Paulo e empate com o Flamengo). Se não houvesse superado o Fluminense, a equipe da Vila Belmiro teria igualado a maior série sem resultados positivos nesta temporada (duas derrotas e um empate em maio).

E time paulista também justifica as cobranças do treinador Wanderley Luxemburgo. O comandante criticou o desempenho de sua equipe nas últimas partidas. Neste sábado, o Santos voltou a jogar muito bem. Sobretudo o camisa 7 Robinho, grande destaque da partida.

Para o Fluminense, a derrota representa uma sensível queda. Na rodada passada, o time carioca enfrentou o Juventude e conquistou sua maior goleada no Campeonato Brasileiro: 7 a 1.

A derrota também atrapalha os planos do tricolor carioca no Brasileiro. O time estaciona nos 56 pontos e tem remotas chances de classificação para a próxima edição da Copa Libertadores. Apenas as três melhores equipes do torneio garantem vaga direto - o quarto colocado vai disputar uma seletiva com mais 11 times.

Na próxima rodada, Santos e Fluminense entram em campo no domingo. Às 16 horas, o time paulista vai ao estádio Heriberto Hülse para encarar o Criciúma. Uma hora depois, o Fluminense recebe o vice-líder Atlético-PR no Maracanã.

O jogo
Mesmo diante do líder do Campeonato Brasileiro e longe de casa, o técnico Alexandre Gama foi ousado. Escalou apenas Marciel com função defensiva no meio-campo e tentou concentrar as ações no campo do adversário.

Só que a formação do Fluminense deu mais espaços para a armação das jogadas do Santos. O meio-campo do time paulista teve liberdade para criar e mostrou muita velocidade na transição para o ataque.

E quando a bola chegou ao ataque, Robinho sobrou. Aos 7min, o camisa 7 recebeu um lançamento longo da defesa, ganhou de Laerte na corrida, invadiu a área com a bola dominada e chutou de pé direito. A bola entrou no canto esquerdo baixo de Fernando Henrique, que nada pôde fazer.

O dia era de Robinho. Aos 8min, o atacante fez linda jogada individual e cruzou para Deivid. Desequilibrado, o camisa 9 tentou o chute de primeira e mandou a bola nas mãos do goleiro adversário.

E o segundo gol do Santos também surgiu em uma jogada de Robinho. O atacante recebeu na ponta esquerda, pedalou sobre Leonardo Moura, driblou para o fundo e cruzou rasteiro. O zagueiro Laerte tentou afastar e mandou para o fundo das próprias redes.

Apesar do domínio territorial, contudo, o Santos também tinha deficiências na marcação. Com isso, a equipe carioca, mesmo desorganizada, conseguiu criar oportunidades para marcar. Aos 27min, por exemplo, Roger lançou nas costas da defesa para Esquerdinha, que chutou de primeira e acertou a parte externa da rede do clube paulista.

A resposta do Santos aconteceu aos 31min. Paulo César fez linda jogada individual, aplicou uma meia-lua no zagueiro Antônio Carlos e chutou cruzado. Fernando Henrique conseguiu desviar para a linha de fundo e evitou o terceiro gol.

Só que o Fluminense mostrou a fragilidade do sistema defensivo santista aos 33min. Roger tabelou com Alessandro e o atacante saiu cara a cara com Mauro. Só que o jogador carioca demorou para chutar e o camisa 1 da equipe paulista conseguiu interceptar.

Com mais participação do meia Roger, principal talento da equipe, os cariocas chegaram a dominar a partida. E quando conseguiram diminuir a vantagem do Santos, o árbitro Clever Assunção Gonçalves errou.

O lance aconteceu aos 35min. Roger driblou um marcador na direita, dentro da área, e levantou para o segundo pau. Alessandro subiu sozinho e tocou de cabeça, mas o árbitro apontou uma posição irregular do atacante.

Ainda no primeiro tempo, o Fluminense teve outra oportunidade para encostar. Alessandro fez grande jogada pela direita aos 39min e tocou para Esquerdinha, que chutou de primeira. Mauro caiu para o canto direito e conseguiu praticar a defesa.

Só que a pressão que o Fluminense exerceu nos minutos finais do primeiro tempo ficou no intervalo. O Santos voltou mais equilibrado e disposto a definir a partida.

Portanto, logo aos 2min, o time paulista ampliou a vantagem. Zé Elias fez lindo lançamento para Deivid na direita. O camisa 9 recebeu dentro da área e chutou de primeira, cruzado, de pé direito.

O domínio do Santos no segundo tempo era total. Acuado, o Fluminense não conseguia sair de seu campo. E de tanto insistir, o time paulista marcou o quarto gol aos 10min. Zé Elias driblou o marcador pela esquerda e cruzou rasteiro. Deivid dividiu com a defesa e a bola sobrou para Robinho, que chutou forte de pé direito.

O show de Robinho foi coroado aos 31min. O jogador foi substituído pelo veterano Basílio. Quando deixou o campo, foi ovacionado pelos torcedores presentes ao estádio Benedito Teixeira. A festa do camisa 7 era só o começo da comemoração do líder do Brasileiro.

E Basílio, que entrou no lugar de Robinho, foi o responsável pelo quinto e último gol santista. O jogador fez um lindo lançamento em diagonal para o centroavante Deivid, que dominou dentro da área e chutou com extrema tranqüilidade para completar a goleada.

SANTOS
Mauro; Paulo César, Leonardo, André Luís e Léo; Fabinho, Bóvio (Zé Elias), Ricardinho (Marcinho) e Elano; Robinho (Basílio) e Deivid
Técnico: Wanderley Luxemburgo

FLUMINENSE
Fernando Henrique, Leonardo Moura, Antonio Carlos, Laerte e Júnior César (Mineiro); Marciel, Diego, Esquerdinha (Marcão) e Roger; Alessandro e Rodrigo Tiuí (Alex)
Técnico: Alexandre Gama

Local: estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP)
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Marco Antonio Gomes (MG) e Márcio Eustáquio Santiago (MG)
Cartões Amarelos: Esquerdinha (F), Zé Elias (S), Laerte (F)
Gols: Robinho, aos 7min, Laerte, contra, aos 19min do primeiro tempo; Deivid, aos 2min, Robinho, aos 10min e Deivid, aos 36min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias