! São Paulo faz três gols em minutos consecutivos e segue na briga - 07/11/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/11/2004 - 19h49
São Paulo faz três gols em minutos consecutivos e segue na briga

MBPress
No Rio de Janeiro

O São Paulo segue vivo na briga pelo título brasileiro. A equipe paulista derrotou o Botafogo por 5 a 2, neste domingo, no Morumbi, e segue na cola de Atlético-PR e Santos. Foi a sétima vitória tricolor nos últimos oito jogos. Com o resultado, a equipe retomou a terceira posição na tabela. O Botafogo, por outro lado, retorna à zona de rebaixamento.

Rubens Cavallari/Folha Imagem 
Cicinho comemora decisivo gol na vitória do São Paulo contra Botafogo em casa
O São Paulo decidiu a partida em um espaço de apenas três minutos (dos 29 aos 31min do segundo tempo), quando fez três gols. No primeiro tempo, Grafite e Caio marcaram. No segundo, o São Paulo abriu vantagem com Cicinho, Diego Tardelli e Grafite novamente. César Sampaio, contra, diminuiu para o Botafogo. Tardelli ainda fez o quinto nos acréscimos.

O time treinado por Leão está apenas quatro pontos atrás do Atlético-PR, o novo líder, e dois do Santos, que apenas empatou neste domingo. A equipe tem vantagem sobre o Palmeiras, que também tem 71 pontos, no número de vitórias.

O time carioca segue sem vencer nenhuma partida fora de casa sob o comando do técnico Bonamigo. O resultado deixou o Botafogo na 21ª posição, com 43 pontos.

No próximo sábado, o Botafogo fará um jogo decisivo contra o Coritiba, às 16h, no Caio Martins, no Rio de Janeiro. O São Paulo enfrentará o Vasco, no domingo, às 16h, em São Januário.

O jogo
O Botafogo teve a primeira oportunidade de gol logo aos 4min. Ruy arriscou da intermediária, a bola desviou em Lugano e pegou outra direção. Rogério Ceni correu desesperadamente para o lado esquerdo, mas não alcançou a bola, que, para sorte do goleiro, foi na rede pelo lado de fora.

O São Paulo também perdeu grande chance aos 9min. Danilo cobrou falta para a área. Fabão ajeitou de cabeça para Lugano, que furou na quina da pequena área e perdeu ótima oportunidade.

Aos 16min o time paulista ameaçou novamente. Danilo bateu cruzado e a bola passou raspando à trave esquerda de Jefferson. Por pouco, Grafite não completou para o gol. Porém, o lance seria anulado, já que o auxiliar já marcara o impedimento.

O São Paulo utilizou bem o apoio dos alas. Aos 25min, Júnior avançou pela esquerda e cruzou na cabeça de Grafite, que, no entanto, cabeceou muito mal.

O atacante tricolor se recuperou em grande estilo aos 30min, ao marcar o primeiro gol da partida. O zagueiro João Carlos falhou feio na marcação e deixou Grafite livre para avançar e bater forte, sem chance para Jefferson.

O Botafogo empatou aos 36min, em lance de muita garra. Schwenck bateu colocado, Rogério Ceni, acossado por Ruy, não segurou e a bola sobrou dentro da pequena área. Caio tentou duas vezes e conseguiu empurrar a bola para as redes.

O time carioca teve chance de virar aos 45min. Schwenck recebeu livre na direita e bateu cruzado. A bola desviou levemente em Lugano, bateu nas pernas de Rogério Ceni e saiu para escanteio.

O São Paulo voltou para o segundo tempo com Diego Tardelli no lugar do apagado Nildo. Logo no primeiro minuto, o atacante disse ao que veio. Diego desviou cruzamento de Cicinho e a bola entrou. Porém, o auxiliar, acertadamente, marcou impedimento do atacante.

Aos 4min, Danilo teve nova chance para o São Paulo. O meia teve todo tempo para dominar, se ajeitar e bater. Jefferson espalmou e a zaga colocou para escanteio. Na cobrança, o mesmo Danilo cabeceou por cima do gol.

A pressão do São Paulo era total. Aos 6min, Diego Tardelli deixou Grafite na cara do goleiro Jefferson. O atacante chutou forte, mas o goleiro conseguiu defender em dois tempos, colocando a bola para escanteio na seqüência.

Aos 11min, Danilo, muito mais participativo no segundo tempo, arriscou de fora da área depois de rebatida da zaga carioca. A bola passou perto da trave do Botafogo.

O São Paulo teve o segundo gol bem anulado aos 19min. Cicinho bateu cruzado e Grafite, de carrinho, desviou para as redes. O auxiliar Paulo Ricardo Conceição assinalou o impedimento do atacante, que foi confirmado por Simon.

Aos 22min, Diego Tardelli cruzou da direita. Danilo novamente ganhou da zaga na cabeça, mas a bola foi na rede pelo lado de fora, deixando o grito de gol preso na garganta dos tricolores.

Depois disso, o jogo teve uma impressionante série de quatro gols em seqüência. Aos 29min, Diego Tardelli tocou para Cicinho. O lateral bateu, a bola desviou na zaga, enganou Jefferson e entrou.

Quando a torcida ainda comemorava, aos 30min, Diego Tardelli puxou contra-ataque rápido e marcou o terceiro. Em seguida, aos 31min, Grafite, em novo contra-ataque, fez o quarto gol tricolor.

Para terminar "a loucura", aos 34min, o Botafogo diminuiu. Ruy ajeitou de cabeça para Alex Alves, mas César Sampaio se antecipou e marcou contra.

Aos 46min, o São Paulo ainda fez o quinto com Diego Tardelli, depois de passe de Grafite.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Edcarlos (Souza); Cicinho, César Sampaio, Alê, Danilo e Júnior; Nildo (Diego Tardelli) e Grafite
Técnico: Leão

BOTAFOGO
Jefferson; Ruy, João Carlos, Scheidt e Jorginho Paulista; Fernando, Tiago Xavier, Valdo e Elvis (Almir); Caio e Schwenck (Alex Alves)
Técnico: Paulo Bonamigo

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Auxiliares: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Paulo Ricardo Silva Conceição (RS)
Cartões Amarelos: Scheidt (B), Lugano (S), Jorginho Paulista (B)
Gols: Grafite, aos 30min, e Caio, aos 36min do primeiro tempo; Cicinho, aos 29min, Diego Tardelli, aos 30min e 46min, Grafite, aos 31min, e César Sampaio, contra, aos 34min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias