! São Paulo perde para Goiás na despedida - 19/12/2004 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  19/12/2004 - 17h58
São Paulo perde para Goiás na despedida

MBPress
Em São Paulo

O São Paulo entrou em campo aspirando o vice-campeonato e o título de equipe mais regular do Campeonato Brasileiro nas últimas três temporadas. No entanto, o que o clube do Morumbi conseguiu foi apenas encerrar sua participação no Nacional 2004 com um derrota, já que sucumbiu ao Goiás no Serra Dourada e perdeu por 2 a 0.

A equipe do técnico Emerson Leão, porém, terminou a competição nacional com a melhor defesa. Atuando na maior parte do certame com Lugano, Fabão e Rodrigo, o tricolor do Morumbi sofreu 43 gols. E também com uma vaga na Copa Libertadores da América pelo segundo ano consecutivo.

O time de Goiânia, por sua vez, concluiu sua participação no Brasileirão com sentimento de dever cumprido. A equipe, que chegou a brigar pelas primeiras colocações no primeiro turno, conquistou mais uma vez uma vaga na Copa Sul-Americana de 2005, além de ter revelado um dos principais jogadores do campeonato: o meia Rodrigo Tabata.

Para a temporada 2005, porém, o alviverde deve sofrer um desmanche, assim como aconteceu no ano passado. Estão de saída os atacantes Leandro e Alex Dias, o meia Rodrigo Tabata, o volante Josué e mais uma série de jogadores que estavam na reserva.

O Goiás volta oficialmente a campo no dia 16 de janeiro, quando enfrenta o arqui-rival Vila Nova, no estádio Serra Dourada, pelo Campeonato Goiano. O São Paulo, por sua vez, inicia a temporada 2005 no dia 20, contra o Ituano, no estádio do Morumbi, pela primeira rodada do Campeonato Paulista.

O jogo
Apesar de ser uma partida apenas para cumprir tabela, Goiás e São Paulo entraram em campo com pique total. Os donos da casa porque muitos dos seus titulares estão para ser contratados por outros times e queriam mostrar serviço. E os visitantes na luta pelo vice-campeonato e para terminar no Brasileiro com a defesa menos vazada.

Mesmo mostrando ímpeto ofensivo, ambas as equipes demoraram para chegar com perigo ao gol adversário. O São Paulo, por exemplo, só criou uma boa chance aos 9min, quando o atacante Grafite recebeu um bom lançamento na ponta esquerda, avançou para a área e foi travado por um zagueiro na hora do chute.

Apostando mais nos contra-ataques, a equipe esmeraldina levou perigo ao gol são-paulino apenas aos 16min. O meia Rodrigo Tabata carregou a bola até a meia-lua, mas foi derrubado pelo zagueiro Fabão antes de chutar. Na cobrança da falta, porém, Paulo Baier acertou a barreira.

Depois disso, o Goiás melhorou sua atuação e passou a dominar o São Paulo, que começou a abusar das falta no meio-de-campo. Aos 21min, por exemplo, o atacante Leandro evitou que a bola saísse pela lateral e cruzou para Alex Dias, que, sozinho, cabeceou por cima do gol de Rogério Ceni.

Três minutos depois, por pouco o zagueiro Lugano não marcou um gol contra. O lateral-esquerdo Jadílson, do Goiás, cruzou para a área e o jogador tricolor desviou para o próprio gol, acertando a trave. O árbitro, no entanto, já havia marcado impedimento do atacante Alex Dias.

Perdido em campo, o São Paulo não conseguiu levar mais perigo ao gol de Harlei. O resultado da inoperância tricolor foi o gol sofrido aos 31min, quando Alex Dias ganhou de Fabão na corrida e chutou da entrada da área no canto esquerdo. O goleiro Rogério Ceni sequer teve chance de tentar a defesa.

Aos 40min, a situação do São Paulo ficou pior ainda. O lateral-direito Cicinho, que já tinha recebido cartão amarelo aos 16min, fez falta desnecessário em Josué no meio-campo e levou o cartão vermelho.

Mesmo com um a menos, o time de Emerson Leão teve boa oportunidade de empatar aos 43min. O atacante Grafite avançou pela direita e chutou cruzado. A bola saiu forte demais e passou por cima do gol de Harlei.

Na segunda etapa, o São Paulo continuou sem poder ofensivo e o Goiás dominou as ações da partida. Com boas jogadas pelas laterais, a equipe da casa pressionou o tricolor e teve chances ótimas de ampliar o placar.

A melhor delas aconteceu aos 18min, quando o atacante Leandro recebeu a bola na esquerda, correu em direção à área e quando chegou nela, cara-a- cara com Rogério Ceni, chutou mal e facilitou a defesa do são-paulino.

O segundo gol do time esmeraldino saiu apenas aos 36min. O atacante Alex Dias deixou Rodrigo Tabata na cara do gol e o meia teve apenas o trabalho de escolher o canto e ampliar o marcador.

GOIÁS
Harlei; André Dias, Cléber e João Paulo; Paulo Baier (Gustavo), Josué, Danilo Portugal, Rodrigo Tabata e Jadílson; Alex Dias e Leandro (Somália)
Técnico: Celso Roth

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Rodrigo; Cicinho, Alê, Renan, Danilo (Vélber) e Fábio Santos (Daniel Rossi); Diego Tardelli (Souza) e Grafite
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Lourival Dias Filho (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha Matos e Belmiro da Silva (ambos da BA)
Cartões amarelos: Fabão (SP) Josué (G), João Paulo (G), Harlei (G), Danilo Portugal (G), André Dias (G)
Cartão vermelho: Cicinho (SP)
Gols: Alex Dias, aos 31min do primeiro tempo; Rodrigo Tabata, aos 36min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias