! De virada, Santos vence Ponte e mantém 100% - 23/01/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  23/01/2005 - 17h54
De virada, Santos vence Ponte e mantém 100%

MBPress
Em São Paulo

Na tarde deste domingo, o Santos não encontrou a mesma facilidade da estréia, quando goleou a Portuguesa, mas o time da Vila Belmiro superou a Ponte Preta por 2 a 1, de virada, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Com este resultado, a equipe do técnico Oswaldo de Oliveira chegou aos seis pontos, manteve 100% de aproveitamento no Paulista e ainda continou na liderança da competiação, já que tem um saldo de gols melhor do que o dos seus rivais.

Apesar dos problemas que o Santos teve para vencer a Ponte Preta, o elenco mostrou estar muito bem entrosado. Principalmente os atacantes Robinho e Deivid, que com o auxílio dos meias Fábio Baiano, Elano e Ricardinho, infernizaram a zaga adversária.

Do lado da equipe de Campinas, a situação já é preocupante. Derrotada também na estréia do Estadual, a equipe do técnico Nenê Santana ainda não somou pontos no certame.

O Santos volta a campo pelo Campeonato Paulista na próxima quinta-feira, às 20h30, quando enfrenta o Mogi Mirim, no estádio Wilson de Barros, no interior paulista. Já a Ponte Preta joga na quarta-feira, contra o Ituano, no Moisés Lucarelli, em Campinas.

O jogo
Mesmo com os desfalques do zagueiro Antonio Carlos, do lateral-esquerdo Léo e do atacante Basílio, todos machucados, o Santos mostrou-se bastante superior ao time da Ponte Preta. A equipe de Campinas, aliás, jogou em casa, mas sofreu no primeiro tempo como se fosse visitante.

Logo no primeiro minuto de jogo, o atacante Robinho roubou a bola de um zagueiro na ala esquerda, passou por mais três e tocou para o meia Fábio Baiano, que chutou de primeira por cima do gol de Lauro, que apenas observou.

Com toque de bola envolvente, o time da Vila Belmiro chegou mais uma vez com perigo aos 4min. Após belo lançamento de Robinho, o atacante Deivid ficou de cara com o goleiro, mas chutou em cima do camisa 1 da equipe campineira.

Apesar da chance perdida, o lance empolgou a torcida do Santos presente ao estádio Moisés Lucarelli. E aos 10min, em mais uma jogada de efeito, o time quase marcou. Fábio Baiano lançou para Deivid na área e o atacante ajeitou de cabeça para Robinho, que chutou de primeira. A bola passou rente à trave esquerda de Lauro.

Aos 21min, Robinho levou a galera santista ao delírio. O atacante parou na frente da grande área, esperou o meia Harison chegar perto e aplicou um belo drible. Só que ele foi parado com falta. Na cobrança, Ricardinho acertou o travessão.

Com dificuldade para passar pelo bloqueio santista, a Ponte resolveu arriscar de fora da área. Mas não obteve sucesso. Aos 25min, por exemplo, o lateral-direito Luciano Baiano faz boa jogada pela direita, mas chutou longe do gol de Mauro.

Foi o Santos, porém, que voltou a pressionar aos 38min. Após receber a bola na grande área, o atacante Deivid cruzou para Robinho no meio da área. O jogador cabeceou por cima do gol.

Mesmo recheado de boas chances, o primeiro tempo do confronto entres santistas e campineiros terminou 0 a 0.

Na segunda etapa, ambas as equipes voltaram com a mesma formação. Só que a Ponte Preta trocou sua postura defensiva por uma mais ousada no ataque. E o resultado não demorou a sair.

Aos 2min, o meia Rodrigues recebeu a bola na grande área e girou em cima do zagueiro Domingos, que cometeu o pênalti. Na cobrança, aos 3min, o meia Harison abriu o placar para o alvinegro de Campinas.

Quando ainda comemorava a vitória parcial, um erro bobo complicou a vida da Ponte. Aos 5min, o zagueiro Gustavo recuou a bola para o goleiro Lauro, que a agarrou com a mão: tiro livre indireto. O Santos aproveitou a boa oportunidade e, aos 7min, marcou com Robinho, que recebeu o toque de Ricardinho.

A equipe do técnico Nenê Santana não se intimidou com o empate sofrido e permaneceu no ataque. Aos 10min, o atacante Roberto Santos recebeu um ótimo lançamento de Harison e perdeu gol incrível de frente para o gol de Mauro.

Explorando mais os contra-ataques, o Santos virou a partida aos 16min. Fábio Baiano dominou a bola no meio-de-campo e lançou Deivid na direita. O atacante avançou pela ponta e cruzou para Elano, que chutou de primeira para marcar o segundo dos santistas.

Depois disso, a Ponte Preta voltou a levar perigo aos 21min. Em cobrança de falta da intermediária, o meia Harison, até então o mais ativo dos jogadores do time de Campinas, chutou com força e obrigou o camisa 1 do rival a fazer boa defesa.

A partir de então, a partida esfriou um pouco e as duas equipes passaram a cadenciar mais o jogo. Só ao 31min foi que um lance de perigo voltou a acontecer. E foi do Santos. Elano recebeu a bola na esquerda e chutou cruzado. Lauro defendeu.

O Santos passou apenas a administrar a posse de bola e esperou o final da partida.

PONTE PRETA
Lauro; Luciano Baiano; Gustavo, Galeano e Marquinhos; Ângelo, Romeu, Harison e Rodrigues (Didi); Roger (Caio) e Roberto Santos (Romualdo)
Técnico:

SANTOS
Mauro; Flávio, Domingos, Ávalos e Zé Elias (Giba); Fabinho, Fábio Baiano (Ricardo Bóvio), Elano (Evando) e Ricardiinho; Robinho e Deivid
Técnico:

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Cléber Wellington Abade
Auxiliares: Marinaldo Silverio e Emerson Augusto de Carvalho
Cartões amarelos: Ângelo (P), Zé Elias (S), Galeano (P), Romeu (P), Elano (S), Rodrigues (P)
Gols: Harison, de pênalti, aos 3min, Robinho, aos 7min, e Elano, aos 16min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias