! São Paulo vacila e perde a liderança - 05/02/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  05/02/2005 - 19h54
São Paulo vacila e perde a liderança

MBPress
Em São Paulo

O São Paulo bobeou e perdeu a liderança do Campeonato Paulista. Na noite deste sábado, a equipe do Morumbi apenas empatou em 2 a 2 com o União Barbarense, no estádio Antônio Guimarães, em Santa Bárbara D´Oeste.

Como o arqui-rival Santos venceu o Atlético Sorocaba esta tarde, o time do técnico Emerson Leão caiu para a segunda colocação porque perde do clube da Vila Belmiro no saldo de gols (8 a 6) - ambas as equipes somam 13 pontos.

O tricolor, que abriu dois gols de vantagem já na primeira etapa, perdeu muitos gols no segundo tempo e em menos de dez minutos cedeu o empate à equipe do interior.

Apesar do tropeço, o atacante Diego Tardelli conseguiu deixar a sua marca na sua cidade natal e manter-se na artilharia do certame, agora com seis gols.

Na próxima rodada do Paulistão, o São Paulo enfrenta o São Caetano, no estádio Anacleto Campanella, no ABC, às 21h45. Já o União Barbarense joga com o Atlético Sorocaba, fora de casa, às 20h30. Ambas as partidas serão na quarta-feira, dia 9.

O jogo
O São Paulo não precisou de muitos minutos na partida deste sábado para mostrar sua superiodade técnica em relação ao União Barbarense. Com toque de bola envolvente, a equipe tricolor foi para o ataque e pressionou o adversário.

Tanto que logo aos 5min a equipe do Morumbi marcou seu primeiro gol. O volante Josué recebeu a bola na entrada da área, ajeitou e chutou colocado no canto esquerdo do goleiro Neneca. Foi o primeiro do meio-campista com a camisa tricolor.

Perdida em campo, a equipe de Santa Bárbara D'Oeste deu espaço para o ataque do São Paulo. Aos 12min, por exemplo, o atacante Grafite fez boa jogada pela direita, passou por dois marcadores e cruzou para o meia Vélber, que cabeceou fraco.

Depois disso, o União Barbarense passou a apertar a marcação, mas abusou no número de faltas. Quando o árbitro começou a distribuir cartões, o time parou e voltou a deixar o São Paulo jogar.

Aos 26min, o lateral-direito Cicinho tocou para Vélber, que chutou de primeira. A bola, porém, saiu fraca e o camisa 1 da equipe do interior defendeu com facilidade.

Um minuto depois, o clube do Morumbi chegou ao seu segundo gol. Após belo lançamento do lateral-esquerdo Junior, o atacante Diego Tardelli dominou na grande área e tocou com o bico da chuteira para o gol. Foi o sexto gol do artilheiro no Paulistão.

Após abrir uma vantagem de dois gols, o São Paulo diminuiu um pouco o seu ímpeto ofensivo e passou a administrar a posse de bola. Mas aos 41min, Cicinho fez linda jogada pelo meio, passou por três marcadores e deu um passe para Vélber, que chutou cruzado pela linha de fundo.

Dois minutos depois, o União Barbarense criou sua única oportunidade de gol do primeiro tempo. O atacante Gílson Batata tocou para o companheiro Chico Marcelo, que chutou forte e obrigou Rogério Ceni a fazer excelente defesa.

Aos 45min, o meia Vélber sentiu uma lesão muscular na coxa esquerda e foi substituído imediatamente por Danilo.

No segundo tempo, o técnico do União Barbarense, Walter Ferreira, voltou com duas substituições: Zaltron e Diogo Pires nos lugares de Adriano Iversen e André Bocão, respectivamente.

O São Paulo voltou com a mesma formação que terminou a primeira etapa, e também com a mesma postura ofensiva. Aos 4min, o goleiro Rogério Ceni acertou a trave em cobrança de falta e, no rebote, Mineiro cabeceou. Bem colocado, o goleiro Neneca fez uma grande defesa.

No minuto seguinte, o lateral-direito Cicinho avançou com a bola e cruzou para Diego Tardelli, que subiu mais do que os zagueiros rivais para cabecear. Mais uma vez Neneca fez boa defesa.

A equipe do técnico Emerson Leão teve uma ótima oportunidade de ampliar o marcador aos 14min, quando o atacante Grafite recebeu a bola no meio, avançou até a área e ficou de frente para Neneca, que defendeu o fraco chute do jogador.

Sem sofrer muita pressão do rival, o São Paulo relaxou um pouco e sofreu o gol aos 32min. O atacante Gilson Batata invadiu a área pela meia esquerda e chutou cruzado, sem chances para o camisa 1 tricolor.

Seis minutos depois, o União Barbarense chegou ao empate e complicou a vida do tricolor, que perdeu a ponta. Após falta cruzada da direita, o zagueiro Du Lopes subiu sozinho e cabeceou para o gol.

UNIÃO BARBARENSE
Neneca; Joel, Carlinhos e Dú Lopes; Adriano Iversen (Zaltron), André Conceição, André Silva, André Bocão (Diogo Pires) e Fábio Duarte (Tinho); Chico Marcelo e Gílson Batata
Técnico: Walter Ferreira

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Rodrigo e Diego Lugano; Cicinho, Mineiro, Josué, Vélber (Danilo) e Júnior; Grafite e Diego Tardelli (Luizão)
Técnico: Emerson Leão

Local: estádio Antônio Guimarães, em Santa Bárbara D'Oeste (SP)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho
Auxiliares: Márcio Luiz Augusto e Tércio Roberto Thomsom
Cartões amarelos: André Conceição (U), Grafite (SP), Rodrigo (SP), André Silva (U), Junior (SP), Carlinhos (U), Du Lopes (U), Diego Lugano (SP)
Gols: Josué, aos 5min, e Diego Tardelli, aos 27min do primeiro tempo; Gilson Batata, aos 32min, e Du Lopes, aos 38min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias