! Volta Redonda é campeão da Taça Guanabara - 20/02/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  20/02/2005 - 18h18
Volta Redonda é campeão da Taça Guanabara

Do Pelé.Net
No Rio de Janeiro

Numa decisão inédita na Taça Guanabara, sem a presença de nenhum dos quatro grandes clubes da capital, o Volta Redonda levou a melhor na "Festa do Interior". Neste domingo, no Maracanã, o time derrotou o Americano, de Campos, por 3 a 2, nos pênaltis, depois de um empate por 0 a 0 no tempo normal.

Folha Imagem 
Túlio beija o troféu após o Volta Redonda bater o Americano nos pênaltis
Com isso, o time sagrou-se campeão do primeiro turno do Campeonato Estadual do Rio pela primeira vez em sua história. De quebra, a equipe da Cidade do Aço ainda conseguiu o feito invejável de sair da Segunda Divisão (que ganhou no ano passado) direto para o título.

Com a conquista da Taça Guanabara, o Volta Redonda garantiu uma vaga na Copa do Brasil do ano que vem e na final do Campeonato Estadual. A decisão será contra o campeão do segundo turno, em dois jogos, nos dias 10 e 18 de abril. Caso o time também vença a Taça Rio, será o campeão estadual de forma antecipada.

Depois deste ilustre duelo, os times voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, pela primeira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Estadual. A partida será realizada no estádio da Cidadania, em Volta Redonda, às 20h30.

Antes do início da decisão da Taça Guanabara, os cariocas assistiram a uma verdadeira invasão da torcida do Volta Redonda. Cerca de 300 ônibus vindos da cidade chegaram ao Rio de Janeiro para trazer os cerca de 25 mil torcedores, que ficaram à direita da tribuna de imprensa, e foram maioria absoluta no Maracanã. Este número corresponde a praticamente 10% da população do município.

O jogo
Logo no segundo minuto de partida, o Americano teve a chance de abrir o placar, através de um contra-ataque. Butti recebeu lançamento na meia-direita, ficou no mano a mano com o zagueiro adversário, e invadiu a grande área. Ele bateu rasteiro, de perna direita, mas o chute saiu fraco, e o goleiro Lugão defendeu sem problemas no centro do gol.

O Volta Redonda demonstrava nervosismo e levou outro susto aos 10min. Num erro de passe da sua defesa, a bola foi parar no pé de Marco Antônio dentro da grande área, pela direita. Ele cruzou para Flavinho, que estava livre na esquerda, mas o jogador desperdiçou a chance ao chutar a bola na trave direita de Lugão.

O lance acordou o time da Cidade do Aço, que passou a pressionar mais o adversário. Aos 16min, Maciel bateu falta pela meia direita e a bola descaiu no ângulo direito do goleiro, que espalmou para escanteio. Na cobrança, Humberto bateu fechado e quase marcou gol olímpico.

Dois minutos depois, o Volta Redonda chegou novamente com perigo. Túlio recebeu lançamento pelo alto na grande área e cabeceou no canto direito do goleiro, que se esticou todo para salvar a bola quase em cima da linha. No entanto, o lance já havia sido anulado pelo árbitro, que marcou falta do atacante, que se apoiou no zagueiro adversário quando subiu para tentar a conclusão.

O jogo era lá e cá, e o Americano respondeu aos 22min. Flavinho bateu falta pela meia esquerda e a bola ia entrando no ângulo direito de Lugão, mas o goleiro do Volta Redonda conseguiu espalmar para escanteio.

O Volta Redonda deu o troco os 29min. Humberto fez bela jogada entre três adversários pela direita e lançou Glauber, que estava livre na meia esquerda. Ele conduziu até a entrada da área e chutou forte de pé esquerdo, mas o goleiro espalmou para fora da grande área.

O Americano respondeu de novo com uma rápida pressão que começou aos 34min. Leandro Sena, cobrando falta ao lado da grande área, pela esquerda, cruzou pelo alto. Kim subiu mais alto do que os adversários e cabeceou rente ao travessão.

Dois minutos depois, Marco Antônio cruzou à meia altura para Butti, que pegou de primeira. A bola desviou na defesa e quase enganou o goleiro, que espalmou. Na seqüência do lance, a defesa afastou, mas Flavio Santos pegou o rebote e bateu forte de fora da área. A bola passou raspando a trave direita de Lugão.

O Americano voltou para o segundo tempo tentando manter a pressão. Aos 8min, Leandro Sena bateu escanteio pelo alto e Ciro cabeceou na mão do goleiro Lugão.

Mas o Volta Redonda cresceu no jogo e começou a pressionar mais. Aos 20min, o time da Cidade do Aço teve um gol mal anulado por impedimento. Numa bola chutada em direção ao gol, Glauber desviou para o fundo da rede, dentro da pequena área. O jogador estava na mesma linha dos zagueiros, mas o auxiliar Jorge Luis Roxo levantou a bandeirinha equivocadamente.

Um minuto depois, Humberto fez grande jogada pela direita, driblou um zagueiro, invadiu a área, e chutou rasteiro, mas a bola foi na rede pelo lado de fora.

Os times passaram a jogar de forma mais cautelosa e não criaram muitas chances. Até que aos 37min, o Americano chegou muito perto do gol. Washington desarmou o zagueiro pela esquerda, invadiu a grande área, e chutou forte, quase sem ângulo. Mas a bola bateu no travessão do goleiro do Volta Redonda.

Com o empate sem gols no tempo normal, a decisão foi para as cobranças de pênaltis. Washington e Leandro Sena converteram para o Americano, enquanto Fábio, Maciel e Élson fizeram para o Volta Redonda. No entanto, Adriano Sela, Lucas e Edinho perderam para o Americano. Alemão e Schneider também desperdiçaram pelo Volta Redonda. Resultado final: 3 a 2 para o Volta Redonda.

AMERICANO
Erivélton; Edinho, Ciro e Éder; Flavinho (Adriano Sela), Índio e Kim; Flávio Santos, Leandro Sena e Butti (Lucas); Marco Antônio (Washington)
Técnico: Rubens Filho

VOLTA REDONDA
Lugão; Schneider, Aílson, Alemão e Maciel; Jonílson (Élson), Haroldo (Adriano Felício), Gláuber e Mário César; Humberto e Túlio (Fábio)
Técnico: Dário Lourenço

Local: estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Luís Antônio da Silva Santos
Assistentes: Edinei Guerreiro e Jorge Luis Roxo
Renda: R$ 266.276,00
Público: 35.541 pagantes
Cartões amarelos: Flávio Santos (A), Edinho (A), Glauber (V) e Índio (A)
Gols: Pênaltis: Fábio, Maciel e Élson (V); Washington e Leandro Sena (A)

Veja também


Leia mais sobre o título do Volta Redonda:

Antes do jogo:
Torcida do Voltaço domina Maracanã
Americano chega ao estádio sem festa
Torcedores do interior fazem a festa no Maracanã

Depois do jogo:
Aliviados, jogadores do Voltaço comemoram
Herói do título, Lugão sonha com mais
Túlio festeja 16º título da carreira
Fábio diz que Voltaço será força no Rio
Técnico do Voltaço quer título da Taça Rio


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias