! Robinho dá show e Santos goleia Rio Branco - 23/02/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  23/02/2005 - 23h38
Robinho dá show e Santos goleia Rio Branco

MBPress
Em São Paulo

O Santos se recuperou em grande estilo no Campeonato Paulista. Depois do empate com o Ituano no final de semana, a equipe da Vila Belmiro goleou o Rio Branco por 5 a 1 nesta quarta-feira, no estádio Décio Vita, em Americana, e voltou a encostar no líder São Paulo.

SANTOS - PRÓXIMOS RIVAIS
27/02 - São Caetano (C)
06/03 - Palmeiras (F)
13/03 - União Barbarense (C)
20/03 - América (C)
23/03 - Santo André (F)
Para melhorar ainda mais a situação do time santista, a equipe do Morumbi precisa empatar ou perder da Portuguesa Santista nesta quinta-feira - o Santos está na terceira colocação com 21 pontos, a um ponto do rival e do Mogi Mirim, segundo colocado.

Comandado por Robinho, que marcou três gols [Basílio e Deivid assinalaram os outros], o time do técnico Oswaldo de Oliveira foi amplamente superior ao clube de Americana, que amargou sua quinta derrota na competição estadual - o time tem apenas 10 pontos.

Outro destaque positivo foi o veterano Basílio. Incansável, o atacante marcou um belo gol e ainda deu uma ótima assistência de calcanhar para Deivid marcar.

R. BRANCO - PRÓXIMOS RIVAIS
27/02 - Sorocaba (F)
05/03 - Ponte Preta (C)
12/03 - São Paulo (F)
20/03 - Mogi Mirim (C)
23/03 - União Barbarense (F)
Além da redenção, o triunfo santista ajudou o treinador alvinegro a melhorar sua imagem perante os cartolas. Apesar de ter apenas uma derrota no comando do Santos (4 a 3 para o Bolívar na estréia da Libertadores), alguns dirigentes reclamaram do seu trabalho para o presidente Marcelo Teixeira.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, Santos e Rio Branco jogam no domingo. A equipe da Baixada Santista recebe o São Caetano, na Vila Belmiro. Já o time de Americana joga contra o Atlético Sorocaba, no estádio Walter Ribeiro, fora de casa. Ambas as partidas serão às 16h.

O jogo
Precisando da vitória para não se distanciar ainda mais do líder São Paulo (no início da rodada a diferença era de quatro pontos), o Santos, que contou com o retorno do meia Ricardinho, logo foi para cima do Rio Branco.

No primeiro minuto de jogo, o atacante Deivid avançou com a bola pelo meio-de-campo e foi derrubado próximo à meia-lua. Na cobrança, Ricardinho bateu colocado à esquerda do goleiro Magrão, que apenas observou a saída da bola pela linha de fundo.

Percebendo o ímpeto ofensivo da equipe da Vila Belmiro, o time do interior agiu rapidamente e passou a marcar mais. Em termos ofensivos, porém, o primeiro chute a gol aconteceu apenas aos 10min, em cobrança de falta de Fabiano. A bola passou por cima do travessão de Mauro.

Com o ataque do Santos bem marcado, os atacantes do Rio Branco começaram a ousar mais. Aos 19min, por exemplo, Paulinho Macaíba desperdiçou uma ótima chance de abrir o placar. Após cobrança de escanteio da esquerda, ele subiu sozinho na pequena área e cabeceou para fora.

A equipe da Vila voltou ao ataque aos 22min, quando Basílio recebeu a bola na grande área e foi derrubado por Felipe. Apesar da reclamação do atacante santista, o árbitro Paulo César de Oliveira considerou o lance normal.

O primeiro gol do clube da Baixada, no entanto, não demorou a acontecer. Aos 25min, o lateral-direito Paulo César deu um belo lançamento para Robinho na grande área. O atacante dominou no peito e chutou forte de pé direito no canto esquerdo, sem chances de defesa para Magrão.

Com a vantagem no placar, o Santos começou a arranjar mais espaços para criar as jogadas. Aos 27min, inclusive, Basílio ampliou, mas ele estava em posição irregular e o gol não foi validado.

Três minutos depois, a torcida que lotou o estádio Décio Vita, em Americana, vibrou com Robinho. Após confusão na área, a bola sobrou para ele na direita. Depois de algumas pedaladas, o atacante cruzou para Deivid, que acertou um voleio em cima da zaga do Rio Branco.

Em desvantagem, o clube de Americana não conseguiu mais acertar a marcação e muito menos chegar ao ataque com perigo. Desorganizado, o time comandado por Luiz Carlos Cruz apenas correu atrás do Santos até o final do primeiro tempo.

Na etapa final, ambas as equipes voltaram com a mesma formação. Os técnicos Luiz Carlos Cruz, do Rio Branco, e Oswaldo de Oliveira, do Santos, preferiram não mudar em nada.

Com ritmo mais acelerado do que no primeiro tempo, o Rio Branco logo foi para cima do Santos em busca do gol de empate. E isso não demorou a acontecer.

Aos 3min, o lateral-direito Tiaguinho foi derrubado na grande área pelo zagueiro Ávalos e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, aos 4min, o atacante Capitão marcou. Foi o quinto gol dele no Campeonato Paulista.

A equipe santista, porém, não se abalou com a igualdade e continuou com melhor em campo. Tanto que aos 11min conseguiu ficar à frente novamente. Após boa jogada de Ricardinho, a bola sobrou para Léo na esquerda. O lateral cruzou para Basílio, que pegou de primeira de perna esquerda e acertou o canto esquerdo do goleiro Magrão.

Aproveitando a empolgação do segundo gol, o Santos marcou o terceiro em uma bela jogada. Aos 13min, o atacante Deivid rolou para Tcheco, que ajeitou de calcanhar para Robinho. O atacante chutou da entrada da área e marcou seu oitavo gol na competição.

Mais solto em campo, o Santos dominou totalmente o adversário e marcou seu quarto gol aos 22min. Basílio recebeu belo lançamento na esquerda e tocou de calcanhar para o atacante Deivid, que chutou cruzado e marcou seu primeiro gol na partida.

Com três gols de vantagem no placar, a equipe da Vila Belmiro passou a abusar do toque de bola e o técnico Oswaldo de Oliveira testou o atacante Evando e o meia Rivaldo no time.

A equipe da Baixada ainda conseguiu aumentar o placar aos 45min, quando Robinho recebeu mais uma bola na grande área e chutou com categoria no canto alto esquerdo de Magrão. Com este gol, o craque santista assumiu a artilharia ao lado de Finazzi, do América, com nove gols.

RIO BRANCO
Magrão; Baggio, Marcos Paulo (Jales) e Maxsandro; Thiaguinho, Felipe, Fabiano Gadelha, Dino (Carlos Eduardo) e Jorginho; Paulinho Macaíba (Lê) e Capitão
Técnico: Luiz Carlos Cruz

SANTOS
Mauro; Paulo César (Flávio), Domingos, Ávalos e Léo; Bóvio, Tcheco e Ricardinho; Basílio (Rivaldo), Robinho e Deivid (Evando)
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: estádio Dévio Vita, em Americana (SP)
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Auxiliares: Ednilson Corona e Danilo Ricardo Simon Manis
Cartões amarelos: Dino (R), Tcheco (S) e Baggio (R)
Gols: Robinho, aos 25min do primeiro tempo; Capitão, aos 4min, Basílio, aos 11min, Robinho, aos 13min, Deivid, aos 22min, e Robinho, aos 45min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias