! São Paulo bate Corinthians, segue invicto e abre na liderança - 27/02/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/02/2005 - 17h52
São Paulo bate Corinthians, segue invicto e abre na liderança

MBPress
Em São Paulo

A VITÓRIA EM 6 FOTOS

Jogo começa nervoso...


Diego Tardelli sai machucado


Grafite tenta, insiste, até que


faz jogada e Danilo marca.


Rogério pula, pega pênalti


e garante festa são-paulina
No clássico entre o tostão e o milhão, prevaleceu o time que menos investiu no seu elenco, mas que tem um conjunto mais entrosado. Na tarde deste domingo, no estádio do Morumbi, o São Paulo venceu o Corinthians por 1 a 0, gol de Danilo, e permaneceu isolado na ponta do Campeonato Paulista, agora com 28 pontos - o alvinegro tem 16.

A vitória da equipe tricolor manteve ainda um tabu que atormenta o Corinthians desde 2003, ano da última vitória do clube do Parque São Jorge contra o arqui-rival do Morumbi, que aconteceu na decisão do estadual daquele ano. Desde então foram seis partidas.

Do lado do São Paulo, os jogadores tiveram apenas motivos para comemorar. Além de manter a invencibilidade no campeonato estadual (nove vitórias e um empate), o clube tricolor não perde no estádio do Morumbi desde setembro de 2004, quando foi derrotado pelo Coritiba no Nacional.

Destaque para o goleiro Rogério Ceni, que pelo segundo final de semana consecutivo (em dois clássicos) teve uma tarde de herói. Contra o Palmeiras, ele marcou um gol de falta e nesta tarde, contra o Corinthians, o camisa 1 tricolor defendeu um pênalti aos 41min do segundo tempo.

Se para os são-paulinos, Ceni foi o herói, para os corintianos Tevez ficou como "vilão". Apagado em campo, o argentino não fez nada ofensivamente. Detalhe: no clássico contra o Santos (derrota por 3 a 0), o atacante, contratado por US$22 milhões, também foi mal.

Na próxima rodada do campeonato estadual, o São Paulo enfrenta o Paulista, no domingo, às 16h, no estádio Jaime Cintra, em Jundiaí. No dia anterior, às 16h, o Corinthians recebe o União São João, no estádio Wilson de Barros, em Mogi Mirim - o alvinegro perdeu o mando de campo pelo incidente na Vila Belmiro, onde um corintiano acertou uma pedra no goleiro Mauro, do Santos.

Antes disso, porém, o clube do Morumbi tem um importante compromisso por outra competição. Na quinta-feira, em La Paz, na Bolívia, o time tricolor joga com o The Strongest, em sua estréia na Copa Libertadores da América deste ano.

O jogo
O suspense em relação às escalações de São Paulo e Corinthians só acabou 15 minutos antes do início do clássico deste domingo. No entanto, nenhuma surpresa aconteceu.

O tricolor confirmou a presença do atacante Diego Tardelli, que era dúvida por causa de uma lesão muscular na coxa, e o alvinegro escalou mesmo três volantes.

"Será difícil eu jogar os 90 minutos, mas enquanto eu estiver em campo vou dar minha vida pelo São Paulo", declarou Tardelli antes do apito inicial.

Com a bola rolando, o clima de rivalidade começou cedo. Logo aos 2min, o argentino Carlitos Tevez chutou a bola em cima do meia Danilo. Na confusão, o corintiano e o goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, levaram cartão amarelo.

Folha Imagem 
Jogadores do São Paulo comemoram o gol de Danilo; veja imagens do jogo
Passado o nervosismo, a equipe do técnico Emerson Leão foi para o ataque e teve uma boa chance aos 5min. Em cobrança de falta, sofrida por Cicinho na direita, o lateral-esquerdo Junior bateu direto para o gol e obrigou Fábio Costa a espalmar por cima do gol.

Três minutos depois, o atacante Grafite desperdiçou mais uma oportunidade do tricolor. O jogador aproveitou a bobeira do zagueiro Sebá Dominguez e avançou no contra-ataque. O argentino, porém, se recuperou e evitou o chute do são-paulino.

Bem marcado, o Corinthians não conseguiu chegar à área adversário com perigo. Tentando bastante as jogadas pelas laterais, a equipe do técnico Tite parou na zaga tricolor. Com apenas Tevez na articulação, o alvinegro passou a explorar mais os contra-ataques.

Aproveitando um erro de passe do rival no contra-ataque, o São Paulo quase chegou ao gol aos 25min, quando o atacante Grafite cruzou para o meio da área e Mineiro, livre de marcação, cabeceou à esquerda do gol de Fábio Costa.

Enquanto este lance acontecia, Diego Tardelli sentiu sua lesão muscular e caiu no gramado. Logo depois, o atacante foi substituído por Luizão.

Depois disso, o ritmo da partida diminuiu e Corinthians e São Paulo concentraram o toque de bola no meio-de-campo. Esse panorama mudou apenas após os 40min.

E foi aos 42min, inclusive, que aconteceu a oportunidade mais clara de gol do clássico no primeiro tempo. Danilo fez boa jogada pela esquerda e tocou para Grafite, que desviou para o gol vazio. O zagueiro Sebá Dominguez se recuperou e tirou a bola em cima da linha.

No segundo tempo, apenas o Corinthians voltou com alteração. O estreante Roger, contratado na semana passada do Benfica, de Portugal, entrou no lugar do atacante Jô.

A mudança deixou o time do Parque São Jorge mais ligado, mas foi a equipe do Morumbi que abriu o placar aos 6min, quando Grafite cruzou para Luizão, que chutou em cima da zaga e bola sobrou para Junior tentar a bicicleta. Aproveitando o desvio de Marcelo Mattos, o meia Danilo chutou forte cruzado e marcou para o São Paulo.

Com a vantagem no placar, o time do técnico Emerson Leão continuou com o domínio da partida, mas levou um susto aos 19min. Roger deu lançamento perfeito para Tevez, Rogério Ceni deixou a bola passar e perdeu na corrida para o argentino, que driblou e chutou para fora.

No lance seguinte, o São Paulo quase ampliou. Depois que o meia Roger perdeu a bola no campo de defesa, a bola ficou com Grafite, que tentou cruzar para Luizão e foi bloqueado pelo camisa 1 do alvinegro da capital.

Aos 27min, o goleiro Fábio Costa salvou o Corinthians de sofrer o segundo gol. O atacante Grafite fez boa jogada pelo meio e tocou para Luizão, que chutou em cima do camisa 1. No rebote, Cicinho pegou de primeira e Costa se esticou para desviar para escanteio.

O jogo ficou quente aos 41min, quando a árbitra Silvia Regina de Oliveira marcou pênalti de Lugano em cima de Bobô. O lateral-direito Coelho cobrou e Rogério Ceni defendeu. Depois disso, o São Paulo apenas administrou o resultado.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Lugano, Edcarlos e Alex; Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo (Renan) e Júnior; Grafite e Diego Tardelli (Luizão)
Técnico: Emerson Leão

CORINTHIANS
Fábio Costa; Coelho, Ânderson, Sebá Dominguez e Edson (Dinelson); Wendell, Marcelo Mattos, Rosinei (Bobô) e Tevez; Gil e Jô (Roger)
Técnico: Tite

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitra: Silvia Regina de Oliveira
Auxiliares: Ana Paula de Oliveira e Maria Eliza Correia Barbosa
Cartões amarelos: Tevez (C), Rogério Ceni (SP), Sebá Dominguez (C), Mineiro (SP), Marcelo Mattos (C), Cicinho (SP), Luizão (SP), Danilo (SP), Dinelson (C), Lugano (SP)
Gols: Danilo, aos 6min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias