! Santos cede empate no final e não tem mais chances - 31/03/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  31/03/2005 - 22h21
Santos cede empate no final e não tem mais chances

MBPress
Em São Paulo

Jogando mal, o Santos apenas empatou com o União São João fora de casa na noite desta quinta-feira e, mesmo com a vitória da Portuguesa por 2 a 1 sobre o até então invicto São Paulo, o time do litoral não tem mais chances matemáticas de chegar ao título do Campeonato Paulista e continua com um jejum que dura desde 1984 no Estadual.

O time comandado pelo técnico Gallo fez um primeiro tempo muito ruim, saindo para o intervalo perdendo por 1 a 0. Apenas no segundo tempo o time melhorou a postura ofensiva e conseguiu a virada para 2 a 1.

Quando o jogo caminhava para a vitória santista, no entanto, aos 46min do segundo tempo, os donos da casa conseguiram chegar ao empate por 2 a 2 e acabaram com as chances do Santos na competição.

Antes do jogo, o técnico Gallo surpreendeu ao escalar um time sem uma série de jogadores titulares. Ricardinho e Robinho, que estavam com a seleção brasileira até ontem, por exemplo, sequer viajaram para Araras.

Além dos "selecionáveis", no entanto, Gallo também deixou de fora do jogo outros titulares. O lateral Paulo César sequer foi relacionado para ficar como opção no banco de reservas.

Estas opções, no entanto, foram a salvação da equipe no início do segundo tempo. Colocando Fábio Baiano e Deivid nos lugares de Cadu e Evando respectivamente, o treinador conseguiu aumentar o poder do setor ofensivo e a equipe chegou a alcançar a virada, perdida apenas no último lance do jogo.

Com o resultado, o Santos foi a 32 pontos, nove a menos que o São Paulo. A equipe da Vila Belmiro ainda pode alcançar o time tricolor caso vença as três partidas restantes e o adversário saia derrotado de seus três jogos.

Contudo, ainda assim o São Paulo ficaria na frente, graças ao critério de maior número de vitórias. Com nove conquistadas até agora, o Santos só poderia chegar a 12 sucessos, contra 13 já conquistados pelo time tricolor.

Já o União São João, com o empate, conseguiu abrir dois pontos de distância para o primeiro time da zona de rebaixamento. Com 17 pontos, o União ocupa a 16ª posição, imediatamente à frente do Rio Branco, primeiro entre os times que seriam rebaixados se o campeonato terminasse agora.

No próximo domingo, o Santos enfrenta o São Paulo no estádio Wilson de Barros, em Mogi Mirim, no jogo que pode garantir o título para o time do Morumbi.

A partida, inicialmente marcada para acontecer na Vila Belmiro, foi transferida para o interior do estado pela diretoria santista, que não queria ver o adversário conquistar o título na casa do Santos.

No entanto, o esperado era que o São Paulo conquistasse o título já nesta quinta-feira, pois dependia apenas de uma vitória sobre a ameaçada Portuguesa.

Com o resultado negativo, no entanto, o time comandado por Emerson Leão agora espera conquistar o título contra o Santos, mesmo que não seja jogando na casa do adversário. Para isso, precisa apenas de um empate.

O jogo
Sem o entrosamento necessário, a equipe do Santos começou a partida encontrando muita dificuldade. A marcação no meio de campo não conseguiu parar o setor de armação do União São João e permitiu que o time do interior chegasse perto da área com facilidade.

No entanto, a criatividade da equipe do União São João, também limitada, não foi suficiente para levar o time a criar chances reais de abrir o placar. E a maioria das jogadas criadas foram interrompidas pela defesa santista antes da conclusão a gol.

A primeira chance real veio apenas aos 11min de jogo. O atacante Borges, do União, chutou forte de fora da área e o goleiro Mauro precisou se esticar para tocar na bola com a ponta dos dedos. Ela ainda tocou no travessão antes de sair para escanteio.

O Santos só conseguiu mostrar algum poder ofensivo aos 18min, após falha de Diguinho. O zagueiro do time do interior perdeu a bola no meio de campo e o atacante William puxou o contra-ataque do Santos pela esquerda do ataque.

Pouco antes de chegar à área do União, William fez o passe para Evando, que vinha chegando sozinho na meia lua da grande área. O atacante, porém, não conseguiu pegar em cheio na bola e o chute acabou saindo fraco, sem grande perigo para o goleiro Luciano.

Nos minutos seguintes, as duas equipes passaram a se preocupar quase que exclusivamente com a marcação, e o jogo ficou concentrado no meio de campo, com muitas faltas e passes errados.

Somente aos 30min este cenário foi alterado, com o primeiro gol da partida. Em cobrança de falta com o pé esquerdo pela direita do ataque o capitão do União São João, Juliano, conseguiu colocar a bola no canto esquerdo, fora do alcance de Mauro.

Após abrir o placar, o União ainda tentou aumentar com uma seqüência de bons ataques, mas todos acabaram em desarmes da defesa santista. Enquanto isso, os visitantes não conseguiram criar.

A única ameaça de reação da equipe comandada pelo técnico Gallo veio aos 42min da etapa inicial. Depois de cruzamento na área, Evando apareceu bem e dividiu com o goleiro, mas acabou não conseguindo marcar.

Na volta do intervalo, Gallo colocou em campo os titulares Fábio Baiano e Deivid, mas as alterações não fizeram efeito imediato. A primeira oportunidade criada, aos 6min, foi do União.

O atacante Borges recebeu lançamento pela direita e, invadindo a área, chutou forte, mas por cima do gol de Mauro.

Aos 12min, finalmente o time da Vila Belmiro entrou no jogo e conseguiu empatar a partida. Deivid chutou forte de longe e no rebote, William precisou tentar duas vezes para conseguir marcar.

Depois do primeiro, não demorou a vir a virada. O atacante Deivid, de fora da área, acertou belo chute com a bola no alto. O goleiro Luciano falhou feio ao tentar segurar a bola e o Santos marcou o segundo.

Na frente no placar, o Santos passou a dominar o jogo, trocando passes no meio de campo e prendendo a bola no ataque com o atacante Deivid. Com isso, o União São João não conseguiu voltar a ameaçar o goleiro Mauro.

Apenas na última jogada da partida, já aos 46min do segundo tempo, o União voltou a chegar na área santista. E foi o suficiente para o meia Juliano marcar seu segundo gol na partida e conseguir o empate para os donos da casa.

UNIÃO SÃO JOÃO
Luciano, Jorginho, Félix, Diguinho e Guilherme (Reinaldo); Marcelo (Tiago) (Michel), Pires, Alex Sandro e Juliano; Paulinho Kobayashi e Borges
Técnico: Luiz Carlos Ferreira

SANTOS
Mauro, Bóvio, Halisson, Domingos e Flávio; Rogério, Beto, Cadu (Fábio Baiano) e Rossini; Evando (Deivid) e William (Basílio)
Técnico: Gallo

Local: estádio Hermínio Ometto, em Araras (SP)
Árbitro:Phillipe Lombard
Auxiliares: Válter José dos Reis e Ednilson Corona
Cartões amarelos: Paulinho Kobayashi (U), Alexsandro (U)
Gols: Juliano, aos 30min do primeiro tempo; William, aos 12min, Deivid, aos 17min, e Juliano, aos 46min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias