! Com 'estrelas', Santos vence o Paulista - 10/04/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  10/04/2005 - 19h54
Com 'estrelas', Santos vence o Paulista

MBPress
Em Campinas

Com a volta de seus titulares, o Santos não fez grande atuação, mas voltou a vencer no Campeonato Paulista. Nesta tarde de domingo, o Alvinegro bateu o Paulista por 1 a 0, na Vila Belmiro, pela penúltima rodada da competição.

Apesar de o técnico Gallo falar publicamente da preferência pela Copa Libertadores, o clube segue com boas chances de ficar com o vice-campeonato estadual. O time tem agora 36 pontos, dois de vantagem para o Corinthians, que empatou com a Portuguesa.

Com a vitória sobre a equipe do interior, o Peixe quebra uma seqüência de duas partidas sem vencer no Paulistão. Depois de fazer 1 a 0 na Internacional, no dia 26 de março, os atuais campeões brasileiros empataram com União São João (2 a 2) e São Paulo (0 a 0).

Para melhorar, o Santos se mantém invicto na temporada atuando diante de sua torcida. A última derrota na Vila Belmiro aconteceu no dia 10 de novembro de 2004, quando perdeu por 2 a 1 para a LDU, pela Copa Sul-Americana. Em 2005, obteve sete vitórias e três empates.

Já o Paulista, mesmo perdendo, continua com chances de ficar com uma das cinco vagas na Copa do Brasil do próximo ano. A equipe de Jundiaí tem 28 pontos, em sexto lugar, e necessita de um tropeço do Santo André, quinto com 30, diante da Ponte Preta na última rodada para se classificar.

O Galo da Japi, aliás, voltou a perder depois de quatro rodadas de invencibilidade. Nesse período, o time venceu Mogi Mirim (4 a 1), Internacional (2 a 1) e Marília (1 a 0), alem de um empate com a Portuguesa (2 a 2).

Além da boa campanha no Estadual, o Paulista foi para o jogo embalado pela classificação à terceira fase da Copa do Brasil. Na última quarta-feira, o clube empatou em 2 a 2 com o Botafogo, no Maracanã, e eliminou o adversário.

Nem a entrada dos principais jogadores fez o Santos fazer uma grande partida frente ao Paulista. Tendo muita dificuldade para pressionar, o Peixe chegou a criar boas jogadas, mas pecou bastante nas finalizações.

O gol da vitória, marcado por Deivid, saiu apenas aos 43min, quando o Paulista já estava com um a menos pela expulsão do zagueiro Thiago Mathias.

O Santos encerra sua participação no Paulistão no próximo domingo, diante do Marília, às 16h, no estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal. O Paulista recebe o Rio Branco, no mesmo dia e horário, no Jaime Cintra.

Pela Libertadores, única competição que ainda tem chance de conquista, o Santos volta a campo no dia 20 de abril, contra o Danúbio, no estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai.

O jogo
O Santos começou a partida com muita dificuldade para passar pela marcação do Paulista, principalmente no meio-campo. Jogando com cinco jogadores no setor, o clube de Jundiaí anulou Ricardinho e Rossini, fazendo o Alvinegro procurar o ataque pelas laterais.

A primeira boa oportunidade de gols do time da casa surgiu aos 13min. Paulo César cruzou da direita para Deivid. O atacante pegou de voleio, mas errou o alvo e mandou a bola pela linha de fundo.

Sete minutos depois, o Santos voltou a pressionar e novamente com o lateral Paulo César. Ele cobrou falta próxima da área e o goleiro Rafael, no canto direito, conseguiu espalmar para escanteio.

O Paulista respondeu aos 23min e quase abriu o placar. Márcio Mossoró arrancou pela esquerda e cruzou para trás. A bola ficou com o meio-campista Ricardinho, que chutou de primeira à esquerda de Henao.

Sem a mesma velocidade das outras partidas, o Santos não conseguia pressionar. Aos 33min, Ricardinho recebeu na área, gingou na frente da marcação e chutou. A bola passou à direita do gol e saiu.

No final do primeiro tempo foi a vez de Robinho desperdiçar. Aos 43min, Fabinho fez belo lançamento para o ataque que, mesmo livre de marcação, chutou por cima da meta.

Na volta do intervalo, o Santos reapareceu com mais velocidade e quase fez o primeiro aos 4min. Em rápido contra-ataque, Léo desceu pela esquerda e cruzou para a área. Deivid apareceu sem marcação e chutou para fora.

A resposta dos visitantes veio aos 13min. Após jogada confusa da defesa do Peixe, a bola ficou para o Fábio Costa. O volante soltou a bomba de fora de área e obrigou o goleiro Henao a fazer bela defesa no canto direito.

Aos 19min, o Paulista perdeu o zagueiro Thiago Mathias, expulso. O jogador cometeu falta sobre William, que acabara de entrar, e como já tinha cartão amarelo acabou recebendo o vermelho. Na seqüência do lance, Ricardinho bateu falta e Rafael, no ângulo esquerdo, espalmou para fora.

Com um jogador a mais em campo, o Santos passou a se arriscar mais no ataque. Entretanto, foi o Paulista que quase marcou. Aos 32min, depois de cobrança de escanteio, a bola ficou para Léo chutar forte e Henao defender do meio do gol.

Aos 43min, enfim, o Santos abriu o placar. Léo recebeu belo passe de Robinho e cruzou. Deivid apareceu livre na área e apenas escorou de cabeça, garantindo mais três pontos ao Alvinegro.

SANTOS
Henao; Paulo César, Leonardo, Ávalos e Léo; Bóvio, Fabinho, Rossini (William) e Ricardinho (Rogério); Deivid e Robinho (Douglas)
Técnico: Gallo

PAULISTA
Rafael; Lucas, Dema, Thiago Mathias e Fábio Vidal; Amaral, Cristian, Fábio Gomes e Ricardinho (Rever); Márcio Mossoró (Abraão) e Léo (Thiago Elias)
Técnico: Vágner Mancini

Local: estádio Urbano Caldeira, em Santos (SP)
Árbitro: Paulo César de Oliveira
Assistentes: João Bourgalber N. Chaves e Rogério Gomes Da Silva
Cartões amarelos: Thiago Mathias (P)
Cartão vermelho: Thiago Mathias (P)
Gol: Deivid, aos 43min do segundo tempo.

Veja também



ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias