! Com gols de Tuta, Flu bate o São Paulo - 24/04/2005 - UOL Esporte - Futebol

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  24/04/2005 - 17h56
Com gols de Tuta, Flu bate o São Paulo

MBPress
No Rio de Janeiro

Folha Imagem 
Edcarlos (esq.), do São Paulo, disputa a bola com Leandro; veja fotos da rodada
O Rio de Janeiro começou melhor do que São Paulo o Brasileirão 2005. Pelo menos no duelo entre seus campeões estaduais, o Fluminense venceu o São Paulo por 2 a 1, neste domingo à tarde no Maracanã.

Tuta foi o principal nome da partida, marcando os dois gols do tricolor carioca. No entanto, o atacante negou o rótulo de herói. "Não sou herói coisa nenhuma. Fui contratado para fazer gol, então não posso ser considerado herói. Essa é a minha obrigação", disse.

A vitória confirma a boa fase do Fluminense. O time tricolor vinha da conquista do estadual além de boa vitória sobre o Grêmio, por 3 a 0, pela Copa do Brasil, antes de receber e derrotar o atual campeão paulista.

Já o São Paulo continua com uma seqüência negativa de jogos no Rio de Janeiro. Em 2004, o time são-paulino realizou quatro jogos no Rio, somando três derrotas e um empate. Pelo menos, desta vez marcou um gol, com Souza, já que em 2004 não conseguiu balançar as redes nos quatro confrontos.

RECLAMAÇÕES
O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, não gostou da arbitragem de Héber Roberto Lopes. "Ele dá só três minutos de acréscimo. Esse jogo era para ter uns cinco minutos", disse. E foi criticado por Abel Braga, técnico do Flu. "As pessoas têm que parar com essa mentalidade de que quando perdem a culpa é do árbitro", cutucou. Leia mais
O resultado ainda brindou os torcedores do Flu presentes ao Maracanã, que puderam prestigiar um triunfo naquele que foi o último jogo em 2005 no estádio. O "Maior do mundo" agora passará por extensa reforma e somente em 2006 será reaberto, sem a geral, já que no local serão instaladas cadeiras.

O Fluminense agora só volta a jogar no próximo domingo, quando viajará até Belém para encarar o Paysandu, no Mangueirão, às 18h10. Um dia antes, o São Paulo recebe o Paraná no Morumbi, também às 18h10.

O jogo
O Flu entrou em campo com um desfalque de última hora: o zagueiro Antonio Carlos, com dores lombares, foi vetado e deu vaga a Igor. No São Paulo, Diego Tardelli ganhou a disputa com Luizão e começou jogando ao lado de Grafite.

O primeiro tempo foi disputado em alta velocidade e as equipes começaram criando várias chances de gol. Tanto que aos 7min Fabiano Eller evitou gol do São Paulo, desviando a bola após conclusão de Grafite. E, no minuto seguinte, Gabriel quase fez para o Flu em conclusão pela direita.

Apesar da postura ofensiva, o jogo ficou sem chances claras de gol. Assim, o Flu só marcou em uma imprudência de Fabão. Após cruzamento, o zagueiro se desequilibrou e agarrou Tuta. Pênalti marcado pelo árbitro, que o próprio Tuta cobrou no canto, aos 28min, e abriu o placar.

O gol abateu o time paulista e a equipe carioca passou a dominar a etapa. Melhor em campo, o Fluminense perdeu duas ótimas chances nos minutos finais. Primeiro com Tuta, livre, aos 40min, não alcançando a bola na área. Depois com Diego batendo mal na bola, aos 44min.

As equipes e o próprio jogo continuaram os mesmos após o intervalo. Logo a 1min Edcarlos, de cabeça, desviou cruzamento de Júnior. Kléber fez boa defesa.

Os treinadores só foram mexer em suas equipes após os 10min. Primeiro Milton Cruz, tirando o zagueiro Edcarlos e o atacante Diego Tardelli e colocando o meia Souza e Luisão. Três minutos depois, para conter o ímpeto visitante, Abel tratou de substituir Juninho por Arouca.

Os paulistas melhoraram com as mudanças e passaram a pressionar o Flu. Aos 21min, Grafite, impedido, teve seu gol anulado. Mas, como passou a buscar o empate, o São Paulo deu espaços para o contra ataque e, aos 23min, Tiuí, que entrara no lugar de Leandro, entrou cara a cara com Rogério Ceni, mas demorou a chutar e foi travado pela zaga.

Com espaços para jogar, o Flu seguiu tendo mais chances. Aos 28min, Preto lançou Tuta, que sozinho invadiu a área e, na saída de Rogério Ceni, chutou rente a trave. Mas, um minuto depois, o centroavante se redimiu. Tiuí bateu forte e Rogério Ceni soltou. Tuta aproveitou o rebote e estufou as redes são paulinas.

Aos 31min, o São Paulo descontou. Marco Antônio fez boa jogada pela esquerda e tocou para Souza, que sozinho chutou forte, no alto, e venceu Kléber. Os visitantes passaram a sufocar e Lugano quase empatou aos 41min, de cabeça.

FLUMINENSE
Kleber; Gabriel, Igor, Fabiano Eller e Juan; Marcão, Preto Casagrande, Diego e Juninho (Arouca); Leandro (Rodrigo Tiuí) e Tuta (Alex)
Técnico: Abel Braga

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Diego Lugano e Edcarlos (Souza); Cicinho, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior (Marco Antônio); Diego Tardelli (Luizão) e Grafite
Técnico: Milton Cruz

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (PR-Fifa)
Auxiliares: Roberto Braatz e Gilson Bento Coutinho (Ambos do PR)
Cartões amarelos: Leandro (F), Juan (F), Arouca (F), Josué (S), Mineiro (S)
Gols: Tuta, aos 28min do primeiro tempo; Tuta, aos 29min, e Souza, aos 31min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias