! Eficiente, Vasco vence São Paulo e quebra tabu - 22/05/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/05/2005 - 17h53
Eficiente, Vasco vence São Paulo e quebra tabu

MBPress
No Rio de Janeiro

Eficiente, o Vasco venceu o São Paulo por 3 a 1, de virada, neste domingo à tarde, em São Januário. O resultado quebra uma série negativa do time vascaíno contra equipes paulistas, mas mantém outra dos são-paulinos jogando no Rio de Janeiro.

Reuters 
São-paulino Josué é espremido por dois vascaínos em disputa aérea; veja fotos
Danilo abriu o placar para o São Paulo no início do jogo. Ainda no primeiro tempo, Coutinho empatou. Na etapa final, enquanto o São Paulo perdeu várias chance de gol, o Vasco virou com Alex Dias, contando com uma colaboração de Edcarlos no terceiro gol.

O camisa 7 do time cruzmaltino teve bela atuação e ajudou a equipe carioca a quebrar um tabu que já durava mais de um ano e meio. Desde agosto de 2003, o Vasco não vencia uma equipe do estado de São Paulo. Com o resultado, o time de São Januário manteve total domínio sobre o adversário jogando em casa. Em 20 partidas, venceu 15 e perdeu só duas.

Esta foi a primeira vitória do Vasco dentro de campo no Brasileirão. A equipe do Rio chegou aos sete, sendo três conseguidos no tapetão.

O São Paulo manteve os sete pontos ganhos e acabou sendo derrotado pela segunda vez no campeonato, ambas por times cariocas - a outra foi para o Fluminense, na estréia. Com isso, o tabu permanece. Desde julho de 2003, o tricolor não vence uma equipe do Rio jogando fora de casa.

Na próxima rodada, a equipe de São Januário vai a Campinas e encarar a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, domingo às 16h. Os paulistas encaram o Cruzeiro no Morumbi, sábado às 18h10.

Primeira derrota
O técnico Paulo Autuori perdeu sua invencibilidade no comando do São Paulo. O treinador havia vencido em suas três primeiras partidas pelo time tricolor. Contra o Vasco, Autuori mexeu bastante em sua equipe.

JOGOS CONTRA CARIOCAS
AdversárioDataPlacar
Flamengo27/07/20031 x 1
Vasco24/08/20032 x 3
Fluminense01/10/20031 x 1
Botafogo20/07/20040 x 1
Flamengo08/08/20040 x 1
Fluminense22/08/20040 x 1
Vasco14/11/20040 x 0
Fluminense24/04/20051 x 2
Vasco22/05/20051 x 3
Além Grafite machucado e Lugano suspenso, o técnico tricolor preferiu poupar o atacante Luizão e o lateral-esquerdo Júnior. Autuori também manteve o esquema 4-4-2, com Renan atuando no meio-campo.

O volante são-paulino, porém, teve muito trabalho na marcação do atacante Alex Dias. Com poucas oportunidades no primeiro tempo, o atacante vascaíno brilhou na etapa final e marcou os dois gols da vitória do Vasco.

A equipe carioca, por sua vez, contou com as voltas do zagueiro Alemão e do atacante Romário, que desfalcou a equipe na última rodada para jogar na seleção de futebol de areia. Apesar de não ter marcado, o camisa 11 se movimentou bem e chegou até a voltar para marcar, um pedido de Dário Lourenço durante a semana, nos dois treinos secretos em São Januário.

O jogo
O público ainda chegava ao estádio em tarde chuvosa no Rio de Janeiro quando o São Paulo abriu o placar. Aos 2min, em cobrança de falta de Marco Antônio pela esquerda, Danilo cabeceou no meio dos zagueiros, da marca do pênalti, e colocou a bola no canto esquerdo. Adiantado, o goleiro Erivélton nada pôde fazer.

O Vasco não se assustou com o gol e controlou a posse de bola nos primeiros minutos, porém sem levar perigo a Rogério Ceni. A equipe paulista optou pelos contra-ataques, chegando com velocidade. Aos 16min, Diego Tardelli tabelou com Cicinho pela direita e chutou cruzado, quase da pequena área, rente à trave.

Logo depois, aos 19min, Romário se antecipou a Edcarlos e cabeceou sozinho um cruzamento da esquerda, da linha da pequena área, mas colocou por cima. Tentando pressionar, o ataque vascaíno ficou em impedimento repetidas vezes. Após os momentos iniciais de jogo, Erivélton passou a ser mero espectador da partida.

O São Paulo equilibrou as ações aos 30min, quando voltou a contra-atacar com toques rápidos. Em cruzamento da direita, o zagueiro Alemão quase marcou contra ao cortar com um chute por cima do gol, rente ao travessão.

Aos 36min, porém, Yves tocou para Coutinho na intermediária, que viu um buraco na defesa adversária e avançou até a entrada da área, pelo meio. De pé direito, arriscou um chute forte. A bola pegou Rogério Ceni no contra-pé e entrou no meio de gol.

DÁRIO: PRIMEIRO TRIUNFO
Depois de um mês no comando do Vasco, o técnico Dário Lourenço conseguiu a primeira vitória dentro de campo, na sua quinta partida no clube e no Campeonato Brasileiro. Dário acredita que o tempo de convívio com o grupo já permite dizer que ele tem o elenco na mão, apesar de boatos veiculados esta semana dando conta de que teria havido sérios atritos entre ele e alguns atletas experientes, que vêm sendo preteridos pelo treinador, caso do atacante Marco Brito e do lateral Jorginho Paulista. Dário fez questão de desmentir qualquer incidente. Leia mais
Logo depois, aos 38min, Diego Tardelli foi lançado na meia-lua, ganhou de Alemão e chutou forte, à meia-altura, para grande defesa de Erivélton, espalmando por cima. O mesmo atacante quase marcou aos 43min, quando dominou passe de Cicinho na área e chutou de pé direito, rasteiro, rente à trave direita do arqueiro vascaíno.

Após um primeiro tempo movimentado e com placar justo, o Vasco começou quente a etapa final. Logo aos 3min, Alex Dias recebeu na grande área, pela direita, limpou o zagueiro em um corte seco para dentro e chutou colocado de pé esquerdo, no ângulo direito do goleiro são-paulino, decretando a virada no placar.

O São Paulo reagiu e obrigou Erivélton a fazer duas grandes defesas, ambas em chutes de longa distância no canto direito. O goleiro mais baixo do Campeonato Brasileiro, com 1,79m, se esticou todo e colocou ambas pela linha de fundo.

Insatisfeito com o placar, Paulo Autuori tirou um volante, Renan, e colocou Souza, um meia, aos 12min, tentando dar mais ofensividade ao time paulista. Ao contrário do primeiro tempo, a opção dos contra-ataques passou a ser dos vascaínos.

Impondo seu ritmo de jogo, o São Paulo chegou aos 19min com Danilo, que chutou à queima-roupa dentro da área, pela esquerda, e obrigou Erivélton a fazer mais uma boa defesa. Mas a eficiência estava a serviço do adversário.

Alex Dias recebeu a bola pela direita, no bico da grande área, cortou para o pé esquerdo e bateu. A bola desviou na cabeça de um defensor e enganou Rogério Ceni, aos 22min. Empolgada, a torcida do Vasco cantava o nome do seu ídolo e observava o adversário diminuir o ritmo.

O São Paulo não conseguiu levar perigo novamente ao gol de Erivélton, apesar de duas oportunidades desperdiçadas em cobranças de falta com Rogério Ceni. Bastou ao Vasco segurar a bola e ouvir os gritos de olé da sua torcida, que comemorou os três pontos pela primeira vez no Brasileiro.

VASCO
Erivelton; Thiago Maciel, Alemão, Éder e Maciel (Jorginho Paulista); Coutinho, Yves, Abedi (Júnior) e Têti (Dominguez); Alex Dias e Romário
Técnico: Dário Lourenço

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Cicinho, Fabão, Edcarlos e Fábio Santos; Renan (Souza), Mineiro, Josué e Danilo; Diego Tardelli e Marco Antônio (Davi)
Técnico: Paulo Autuori

Local: estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)
Auxiliares: José Amilton Pontarolo (PR) e Rogério Carlos Rolim (PR)
Cartões amarelos: Cicinho, Josué (São Paulo), Éder, Jorginho Paulista (Vasco)
Gols: Danilo, aos 2min, e Coutinho, aos 36min do primeiro tempo; Alex Dias, aos 3min e aos 22min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias