! Santos bate Atlético-MG e assume liderança - 22/05/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  22/05/2005 - 17h55
Santos bate Atlético-MG e assume liderança

MBPress
Em Campinas

Depois de ver Fluminense e Botafogo tropeçarem no sábado, o Santos enfrentou o Atlético-MG sabendo que precisaria de uma simples vitória para assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Em campo, o time dirigido pelo técnico Gallo correspondeu à expectativa e venceu os mineiros por 3 a 0, na Vila Belmiro.

Folha Imagem 
Ricardinho comemora com Robinho um de seus dois gols na vitória santista
Com o resultado, o Alvinegro chega aos mesmos 12 pontos dos cariocas, entretanto, fica com o primeiro posto por ter melhor saldo de gols - sete contra quatro, do Fluminense, e dois, do Botafogo.

Já o Atlético-MG continua sem se acertar. Depois de golear o Figueirense na abertura do torneio, a equipe do técnico Tite caiu de rendimento e não conseguiu mais triunfar. Com a derrota no litoral paulista, o clube de Belo Horizonte permanece com apenas quatro pontos.

Para piorar, os mineiros acumularam sua terceira derrota consecutiva. Depois de perder para o Botafogo, o clube foi derrotado e eliminado pelo Ceará na Copa do Brasil, acabando com o sonho de retornar à disputa de uma competição sul-americana.

O time não vence desde o dia 4 de maio, quando fez 3 a 1 sobre o Ituano, em Minas. Para piorar, nos cinco jogos que está sem vencer, o Galo marcou apenas dois gols mesmo contando com jogadores de expressão como Fábio Júnior, Euller e Rodrigo Fabri.

O Santos, em compensação, consegue se recuperar dos dois tropeços seguidos que teve. O time foi batido pelo Flamengo e, na última quinta-feira, acabou perdendo para a Universidad de Chile, em Santiago, pela Copa Libertadores.

Os times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, também na Vila Belmiro. Para seguir na competição, os brasileiros precisam de uma vitória por 1 a 0, já que conseguiram marcar um gol fora de casa. Em caso de o resultado ser repetido, em favor do Santos, a decisão será nos pênaltis.

Além de recuperar a liderança do Nacional-05, o time paulista mantém um tabu de nunca ter perdido para o Atlético-MG, na Vila Belmiro, em torneios oficiais. A única derrota aconteceu em um amistoso disputado em 7 de março de 1948, quando foi superado por 3 a 1.

MEIA PASSA DOS 100 GOLS
Ricardinho foi o principal destaque do Peixe na partida, marcou dois gols e chegou aos 101 na carreira.

Apesar da grande atuação, o jogador salientou a importância dos atacantes Robinho e Deivid contra o Atlético-MG.

"Nós temos um grupo de jogadores que trabalham para os atacantes marcarem. Mas o que aconteceu hoje é sinal de que o time está equilibrado", afirmou.
Leia mais
Na história dos confrontos, a vantagem também é do Santos. Em 70 jogos, o Peixe venceu 27 contra 25 do adversário. Aconteceram ainda outros 16 empates. No Brasileirão, quem comanda são os mineiros com 14 vitórias, dez empates e 11 derrotas.

Outro fator a ser comemorado pelo técnico Gallo é a manutenção da invencibilidade em casa na temporada: foram 11 vitórias e apenas três empates. O último tropeço na Vila aconteceu em 8 de agosto de 2004, quando perdeu para o São Caetano por 1 a 0.

A partida foi especial também para o meia Ricardinho. Com os dois gols marcados nesta tarde, os primeiros na competição nacional, o jogador chegou a 101 em sua carreira.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Santos volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Palmeiras, às 16h, no Parque Antarctica. O Atlético-MG recebe o Corinthians, no mesmo dia e horário, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo
Com Robinho e Deivid bem marcados pelos três zagueiros do Atlético-MG, o Santos começou a partida errando muitos passes e tentanto chegar ao ataque através das jogadas criadas pelo meio-campista Ricardinho.

A primeira boa chance de gol santista veio aos 12min. Deivid recebeu passe em profundidade e, na entrada da área, bateu forte. Danrlei, no centro do gol, conseguiu espalmar. Pouco depois, Robinho chutou cruzado e a bola sobrou livre para o zagueiro Ávalos na pequena área. O defensor tentou pegar de primeira, mas errou e facilitou a defesa do goleiro adversário.

Os lances animaram o Peixe, que continuou pressionando. Aos 14min, Ricardinho recebeu passe de Deivid e invadiu a área. Na saída de Danrlei, o meia chutou cruzado e acertou o canto direito para abrir o placar.

Nem mesmo a desvantagem fez os mineiros acordarem. Até aos 25min, o time de Belo Horizonte havia chutado apenas duas vezes contra o gol de Mauro e dependia exclusivamente da inspiração de Rodrigo Fabri para chegar ao campo ofensivo.

ATLÉTICO-MG VIVE JEJUM
O Galo começou o Campeonato Brasileiro goleando o Figueirense, mas não conseguiu manter o mesmo ritmo.

A última vitória do clube de Belo Horizonte na temporada aconteceu dia 4 de maio, sobre o Ituano, pela Copa do Brasil.

Desde então, os comandados do técnico Tite foram eliminados da competição nacional e acumulam quatro derrotas (Brasiliense, Ceará, Botafogo e Santos) e apenas um empate (Ceará).
O Santos voltou a levar perigo aos 31min e não desperdiçou. Robinho puxou a marcação para fora da área e fez lindo passe para Ricardinho. O meia entrou livre na área e apenas tocou no canto canto esquerdo de Danrlei.

Na volta do intervalo, o técnico Tite tentou corrigir a marcação com a saída do meia Ramon para a entrada do volante Ataliba. Mesmo assim, o Galo continuou falhando. Aos 4min, Ricardinho cobrou falta com rapidez e lançou Deivid. Livre de marcação, o atacante recebeu na área, porém, cabeceou por cima do gol.

A resposta mineira veio em seguida. Rodrigo Fabri fez bom lançamento na esquerda e Halisson não conseguiu cortar. A bola sobrou para Euller, que invadiu a área, mas chutou fraco e pela linha de fundo, sem qualquer perigo para Mauro.

Com a melhora na marcação, o Atlético-MG passou a se arriscar mais. Aos 13min, Rodrigo Fabri arriscou chute cruzado e a bola atravessou toda a área santista sem que ninguém conseguisse tocá-la. Euller ainda tentou de carrinho, porém, sem sucesso.

Quando tudo parecia definido, o Santos marcou o terceiro aos 42min. Robinho desceu pela esquerda e cruzou. O zagueiro Adriano tentou cortou e jogou contra a própria meta.

SANTOS
Mauro; Paulo César (Flávio), Ávalos (Leonardo), Hallisson e Léo; Zé Elias, Élton, Ricardinho e Luciano Henrique; Deivid (Basílio) e Robinho
Técnico: Gallo

ATLÉTICO-MG
Danrlei; André Luiz, Henrique e Adriano; Evanílson (George) Walker, Ramon (Ataliba), Rodrigo Fabri e Rubens Cardoso; Euller e Fábio Júnior (Quirino)
Técnico: Tite

Local: estádio Urbano Caldeira, em Santos/SP
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (RJ)
Auxiliares: Hilton Moutinho Rodrigues e José Cláudio Paranhos (RJ)
Cartões amarelos: Henrique (A), Rodrigo Fabri (A), Euller (A), Leonardo (S)
Gols: Ricardinho, aos 14min e aos 31min do primeiro tempo; Adriano (contra), aos 42min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias