! Atlético-PR se vinga e elimina o Santos na Vila - 15/06/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  15/06/2005 - 23h53
Atlético-PR se vinga e elimina o Santos na Vila

Bruno Thadeu
Em Santos

Em grande estilo, o Atlético-PR devolveu ao Santos a perda do título brasileiro no ano passado. Atuando em plena Vila Belmiro contra um adversário repleto de reservas, o rubro-negro derrotou os paulistas por 2 a 0, nesta noite de quarta-feira, e se classificou para as semifinais da Copa Libertadores da América.

AFP 
Santista Ricardinho vai ao chão em disputa com André Rocha, do Atlético-PR
No confronto inicial, na Arena da Baixada, o time de Curitiba já havia vencido por 3 a 2 e poderia até empatar para chegar pela primeira vez na história entre os quatro melhores da América do Sul.

Agora, na próxima fase, a equipe dirigida pelo técnico Antônio Lopes enfrenta o Chivas Guadalajara, do México, que eliminou o Boca Juniors. O primeiro duelo, ainda sem local definido, está marcado para 22 de junho. O segundo será disputado na semana seguinte, dia 29.

Para o Santos, fica a lamentação. Na fase mais importante da competição, o torcedor não pôde ver as principais estrelas do elenco em ação. Robinho e Léo servem à seleção brasileira na Copa das Confederações, enquanto Paulo César está machucado e Giovanni foi barrado por problemas documentais.

Além de se vingar, o Furacão quebra um tabu histórico de nunca ter vencido o rival em São Paulo. O Peixe, por sua vez, havia triunfado nas quatro partidas disputadas em seu estádio nesta edição do certame e não perdia na Vila desde novembro de 2004, na derrota para a LDU, do Equador, pela Copa Sul-Americana.

Bastante desfalcado, o alvinegro não soube reagir ao bom sistema de marcação implantado pelos curitibanos. Atacando desde o início do confronto, o Alvinegro abriu espaços e foi surpreendido com gols do atacante Aloísio, aos 16min do primeiro tempo, e aos 8min da etapa complementar.

A queda na Libertadores reflete exatamente o mau momento que a equipe vive na temporada. Com mais um tropeço, o Peixe acumula quatro partidas sem vencer. O último triunfo dos comandandos de Gallo aconteceu no dia 25 de maio, quando bateu a Universidad de Chile por 3 a 0.

SEM DESCULPAS
O técnico e os jogadores do Santos preferiram não culpar as ausências de suas principais estrelas pela eliminação na Copa Libertadores da América. "Não adianta fazermos suposições. O fato é que o Atlético-PR foi mais competente", disse Ricardinho. Leia mais
Já o Atlético-PR mantém o retrospecto de conseguir bons resultados apenas no torneio internacional. Pelo Campeonato Brasileiro, o clube segura a lanterna com apenas um ponto em sete rodadas disputadas até agora.

O Santos volta a campo pelo Campeonato Brasileiro no próximo domingo, quando enfrenta o Fortaleza, no estádio Castelão. Já o Furacão busca sua primeira vitória, sábado, contra o Flamengo, no Rio de Janeiro.

O jogo
Empurrado pela torcida, o Santos começou a partida no ataque. Logo aos 2min, o time quase abriu o placar. Ricardinho cobrou falta na linha de fundo, a bola atravessou toda a área e sobrou para Deivid pegar de primeira e obrigar Diego a fazer linda defesa no ângulo esquerdo.

A resposta atleticana veio pouco depois. Aos 4min, André Rocha pegou rebote em bola espirrada pela defesa e arriscou de fora da área. Mauro, bem colocado, conseguiu espalmar à esquerda da meta e ceder escanteio.

Apesar do começo alucinante, o alvinegro não conseguiu manter o ritmo. Com Deivid e Basílio presos entre os zagueiros adversários, os paulistas não conseguiram envolver a marcação e ainda tiveram de conviver com as perigosas descidas dos paranaenses.

E foi exatamente em um desses ataques que o Atlético-PR abriu o placar, aos 16min. Aloísio recebeu passe na entrada da área, driblou Zé Elias e chutou rasteiro no canto direito de Mauro.

Com a desvantagem, o técnico Gallo arriscou. Ele sacou o meia Tcheco e o volante Zé Elias, machucado, para as entradas dos atacantes Fabiano e Douglas, respectivamente. Assim, o time passou a pressionar ainda mais.

A melhor oportunidade surgiu aos 29min. Ricardinho recebeu passe na meia esquerda e lançou Deivid. O atacante dominou no peito e soltou a bomba por cima do gol de Diego.

Na volta do intervalo, O Santos continuou sufocando e quase igualou o marcador aos 3min. Deivid recebeu lançamento de Ricardinho nas costas de Cocito, invadiu a área, mas tocou fraco na saída de Diego e permitiu a chegada de Danilo.

Mesmo recuado, o Atlético-PR ainda encontrou forças para levar perigo. Lima fez boa jogada pela esquerda, passou por Halisson e, apenas mesmo desequilibrado, conseguiu desviar de Mauro. A bola corria para o gol, porém, Ávalos conseguiu tocar pela linha de fundo.

Na cobrança de escanteio, aconteceu o segundo gol dos visitantes. Aloísio surgiu livre entre os zagueiros santistas e desviou de cabeça no canto esquerdo da meta.

O placar ainda mais adverso fez os santistas entrarem em desespero. Gallo ainda arriscou com a entrada de William, contudo, em vão. Melhor para o Atlético-PR, que apenas administrou o resultado e se garantiu nas semifinais da Copa Libertadores da América.

SANTOS
Mauro; Flávio, Ávalos, Halisson e Wendel; Bóvio, Zé Elias (Douglas), Ricardinho e Tcheco (Fabiano) (William); Deivid e Basílio
Técnico: Gallo

ATLÉTICO-PR
Diego; Jancarlos, Danilo, Durval e Marcão; Cocito (Thiago Vieira), André Rocha, Fabrício e Ticão (Leandro); Lima e Aloísio (Fernandinho)
Técnico: Antônio Lopes

Local: estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Brasil)
Auxiliares: Hilton Rodrigues e Altemir Hausmann (ambos do Brasil)
Cartões amarelos: Lima (A), Zé Elias (S), Jancarlos (A), Cocito (A), Diego (A)
Gols: Aloísio, aos 16min do primeiro tempo, e aos 8min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias