! Com time misto, São Paulo afunda o Flamengo - 09/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  09/07/2005 - 19h59
Com time misto, São Paulo afunda o Flamengo

MBPress
Em Campinas

O INÍCIO DA VITÓRIA

Júnior Baiano tenta tirar...


...mas marca contra...


...o primeiro gol da partida
O time misto do São Paulo provou nesta tarde de sábado ser realmente indigesto para clubes do Rio de Janeiro. Reforçado por três "temperos" importados da Holanda (Edcarlos, Fábio Santos e Diego Tardelli voltaram do Mundial Sub-20) e um inesperado (Júnior Baiano), os reservas do Tricolor venceram o Flamengo por 2 a 0, no estádio do Morumbi, e deixaram o adversário em péssima situação no Campeonato Brasileiro.

O tropeço faz o Rubro-Negro acumular agora sete partidas sem vencer. O último triunfo aconteceu há quase dois meses, no dia 15 de maio, quando derrotou o Santos por 2 a 1, no estádio Luso-Brasileiro. Após isso, o time obteve dois empates (Fluminense e Atlético-PR) e cinco derrotas (São Caetano, Corinthians, Brasiliense, Atlético-MG e São Paulo).

Além da grande atuação do goleiro Roger Noronha, o Flamengo não contava com a colaboração do zagueiro Júnior Baiano para mais uma derrota. Aos 15min da etapa complementar, o defensor foi recuar uma bola e acabou encobrindo Diego, marcando o primeiro gol do jogo. O erro ajudou sua equipe permanecer com nove pontos, em 19° lugar, podendo cair para a penúltima colocação dependendo dos resultados de Vasco e Atlético-MG Internacional.

Saio muito triste daqui do Morumbi. Toquei para o Diego, mas não vi que ele estava adiantado. Foi um gol normal.
Júnior Baiano
Já o São Paulo, concentrado na decisão da Copa Libertadores marcada para a próxima quinta-feira, reage após duas derrotas consecutivas (Internacional e Ponte Preta). Curiosamente, a última vitória havia sido obtida pelo time reserva contra um carioca: o Botafogo. Na ocasião, com gol de Paulo Matos, o Tricolor tirou o alvinegro da liderança do torneio. O resultado desta tarde melhora a situação da equipe, agora com 15 pontos, em 12° lugar.

O Flamengo busca a reabilitação na competição no próximo domingo, 17 de julho, diante do arqui-rival Vasco, às 16h, no estádio Raulino Oliveira, em Volta Redonda. Já o São Paulo, depois de decidir a Libertadores, volta a campo também no domingo para enfrentar o Santos, às 16h, na Vila Belmiro.

O jogo
Apesar da necessidade de voltar a vencer imediatamente, o Flamengo começou a partida em ritmo lento. Sentindo falta de um meio-campo mais criativo, o clube carioca tinha mais posse de bola, porém, não conseguia criar lances de perigo.

Para ajudar ainda mais, o São Paulo perdeu o volante Alê, aos 18min. O jogador deu um carrinho em Obina no meio-campo e, como já tinha o cartão amarelo, recebeu o vermelho, deixando sua equipe com a um menos.

CENI, ENFIM, DE FOLGA
Principal ídolo da torcida do São Paulo, o goleiro Rogério Ceni também foi poupado por causa da decisão da Copa Libertadores, quinta-feira, contra o Atlético-PR, no Morumbi.

O jogador disputou 72 jogos consecutivos desde 1° de agosto de 2004, no empate em 1 a 1 com o Internacional, no Beira Rio, novamente pelo Campeonato Brasileiro.

Assim como daquela vez, ele foi substituído por Roger Noronha que, desta vez, fez pelo menos quatro importantes defesas e garantiu mais uma vitória na competição.

"Para eu deixar a situação que tenho aqui no São Paulo é preciso ser uma coisa muito boa e para um clube que tenha uma estrutura fantástica. Caso contrário, prefiro continuar aqui", afirmou Roger, que tem proposta do Santos.
A primeira vez que Roger Noronha trabalhou foi aos 21min. Renato cruzou da esquerda, a bola ganhou efeito, mas o camisa 13 tricolor conseguiu espalmar para escanteio. Sete minutos depois, Júnior Baiano pegou rebote de escanteio e, de voleio, chutou forte para nova boa defesa do goleiro adversário.

Com o time bastante desentrosado, o São Paulo sofreu para assustar o Flamengo. A primeira vez que isso aconteceu foi apenas aos 35min. Souza chutou de fora da área, a bola desviou em um rubro-negro e sobrou para Roger. Livre, o atacante não conseguiu desviar com precisão e mandou a bola pela linha de fundo.

O time da Gávea respondeu aos 39min. Renato ficou com a bola na entrada da área e bateu forte para bela defesa de Roger Noronha no canto esquerdo. Aos 46min, Róbson invadiu a área pela esquerda e desviou, mas o goleiro defendeu. No rebote, Adriano chutou para fora antes que Obina chegasse.

Na volta do intervalo, o Flamengo continuou melhor, contudo, novamente parando nas boas defesas de Roger Noronha. Logo no primeiro minuto, Obina recebeu passe na área, girou sobre Flávio e bateu. O goleiro, bem colocado, fez linda defesa, espalmando para escanteio.

Aos 15min, no entanto, Júnior Baiano decidiu "colaborar" com a má fase do clube na temporada. Pressionado por Souza, ele tentou recuar a bola, mas acabou encobrindo Diego - um "golaço".

O lance desanimou ainda mais os cariocas. Com isso, o técnico Celso Roth optou por fazer algumas alterações na equipe, principalmente na parte ofensiva. Em vão. O time continuou com os mesmos erros e não conseguiu incomodar novamente.

No final do jogo, o São Paulo ainda teve tempo de fazer o segundo. Aos 45min, Hernanes recebeu na esquerda, driblou Augusto Recife e chutou forte. A bola tocou na trave e entrou.

SÃO PAULO
Roger Noronha; Edcarlos, Adriano e Flávio; Michel (Hernanes), Alê, Marco Antônio, Souza e Fábio Santos; Roger (Daniel Rossi) e Diego Tardelli
Técnico: Paulo Autuori

FLAMENGO
Diego; Leonardo Moura, Rodrigo, Júnior Baiano e André Santos (Bruno); Augusto Recife, Róbson, Júnior (Felype Gabriel) e Renato; Jean (Fabiano Oliveira) e Obina
Técnico: Celso Roth

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Clever Assunção Gonçalves (MG)
Assistentes: Alexandre Santos Conceição e Helberth Costa Andrade (ambos de MG)
Cartões amarelos: Alê (SP), Augusto Recife (F) e Daniel Rossi (SP)
Cartão vermelho: Alê (SP)
Gols: Júnior Baiano (contra), aos 15min, e Hernanes, aos 45min do segundo tempo.

Veja também


Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias