! Santos 'ignora' ausência de estrelas e bate Goiás - 10/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  10/07/2005 - 17h55
Santos 'ignora' ausência de estrelas e bate Goiás

MBPress
No Rio de Janeiro

Os substitutos do Santos, ao menos provisoriamente, deram conta do recado. Neste domingo, com grande atuação de Douglas e Basílio, o time alvinegro bateu o Goiás por 4 a 3, fora de casa, e retornou "aos eixos" no Campeonato Brasileiro.

SANTOS INVICTO SEM ROBINHO
O Santos segue invicto mesmo sem contar com sua principal estrela nos últimos jogos, Robinho. Leia mais
Douglas, autor de dois gols, era o reserva de Deivid, enquanto Basílio, que marcou uma vez, vivia à sombra de Robinho. A antiga dupla de ataque santista fizera 44 dos 80 gols do time até este domingo. A marca correspondia a 55% do total de bolas na rede.

Porém, atuando nos contra-ataques, o time paulista foi efetivo e conseguiu derrotar pela primeira vez neste Campeonato Brasileiro o Goiás como mandante. Anteriormente, o clube da região centro-oeste tinha o retrospecto de três vitórias e dois empates.

O bom resultado leva o time comandado por Gallo aos 21 pontos e o aproxima dos líderes da competição. Os quatro gols marcados também deixaram o Santos com o melhor ataque da competição, com 22 gols. A vitória ameniza também o clima na Vila Belmiro, que nos últimos dias andou tenso por causa da iminente saída de grandes pilares.

GOIÁS COMO MANDANTE
AdversárioRodadaPlacar
São Caetano0x0
Figueirense0x0
Botafogo4x0
Palmeiras2x1
Coritiba2x1
Santos11ª3x4
Além do imbróglio Robinho-Real Madrid, o atacante Deivid está à espera de uma decisão do Bordeaux, da França, sobre o seu futuro. Já o lateral-esquerdo Léo anunciou sexta-feira que está deixando a Vila.

Em contrapartida, o atacante Denílson, do Bétis, pode ser anunciado como novo reforço nesta semana. Outros que interessam são o atacante Nilmar e o lateral-esquerdo Kléber.

Com 17 pontos, o Goiás, que vinha de duas vitórias, segue na faixa intermediária da tabela. A derrota em casa deteriorou um pouco a relação entre a torcida e o técnico Edson Gaúcho. Neste domingo, ele foi constantemente vaiado e chamado de "burro" durante parte do segundo tempo do duelo.

A próxima rodada será de clássicos para ambos. Sábado, o Goiás faz o duelo da região centro-oeste contra o Brasiliense, às 16h, no estádio Serra Dourada. Domingo, no mesmo horário, o Santos enfrentará o São Paulo, na Vila Belmiro.

O jogo
O Goiás começou superior, apostando nos avanços do lateral-esquerdo Jadílson. Porém, em um contragolpe, os visitantes abriram o placar. Aos 6min, Carlinhos encontrou Basílio livre na ponta esquerda. O atacante recebeu e rolou para Douglas, livre, tocar para o gol.

Três minutos depois, o time alviverde empatou. Jadílson cruzou da esquerda, Souza escorou e Aldo, de cabeça, marcou. Após os dois gols, a partida caiu bruscamente de ritmo.

DESTINO É PORTUGAL
Depois de anunciar na sexta-feira que está deixando o Santos, o lateral-esquerdo Léo já tem o destino quase fechado. Neste domingo, o empresário do jogador declarou que há um pré-contrato assinado com o Benfica, atual campeão português.Leia mais
Apenas aos 34min, Roni esteve perto de marcar, mas a bola passou por cima do travessão. No mesmo minuto, André Leone cabeceou livre na entrada da pequena área e Mauro defendeu.

De tanto insistir, o Goiás conseguiu a virada. Aos 37min, Romerito rolou para dentro da área, Rodrigo Tabata deu lindo toque de calcanhar e Souza completou de primeira para o gol.

A vantagem do clube do centro-oeste só durou dois minutos. Aos 39min, Douglas recebeu na ponta direita e encobriu Harlei. Antes de a bola entrar, Cléber Gaúcho ainda tentou salvar, mas ele acabou colocando-a para dentro do gol.

No último lance do primeiro tempo, o Santos ficou novamente à frente no placar. Carlinhos avançou pela esquerda e passou para Giovanni. O meia encontrou Basílio, livre, na entrada da área e o atacante recebeu e bateu na saída de Harlei.

Logo nos segundos iniciais da segunda etapa, o Goiás assustou. Roni foi ao fundo e chutou cruzado. Souza tentou desviar, mas a cabeçada foi para fora.

Enquanto os anfitriões apertavam, o Santos assustou aos 5min. Ricardo Bóvio entrou driblando na área e chutou com perigo. A situação dos goianos ficou ainda mais complicada aos 9min. Cléber Gaúcho fez falta em Basílio, recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o Goiás com um jogador a mais.

Logo na seqüência, aos 11min, Douglas chutou e Harlei defendeu. No rebote, o mesmo Douglas cruzou e Ricardinho pegou de primeira e marcou um belo gol. Desestruturado, o Goiás quase sofreu o quinto aos 18min. Basílio recebeu cara-a-cara com Harlei, mas o camisa 1 goiano fez a defesa.

Quando o quinto gol santista parecia questão de tempo, o Goiás diminuiu. Aos 26min, Jorge Mutt recebeu na entrada da área e acertou o ângulo direito de Mauro.

O gol reacendeu o Goiás, que pressionou. Aos 38min, Rodrigo Tabata cobrou falta na trave esquerda de Mauro. Três minutos depois, Roni desviou de cabeça, Mauro falhou, mas a bola foi para fora.

Aos 44min, Roni chutou, Fabinho cortou com a mão dentro da área, mas o árbitro Alicio Pena Júnior não marcou o pênalti.

GOIÁS
Harlei; Paulo Baier (Vitor), Aldo, André Leone e Jadílson; Cléber Gaúcho, Marcelo Silva (Thiago), Romerito e Rodrigo Tabata; Roni e Souza (Jorge Mutt)
Técnico: Édson Gaúcho

SANTOS
Mauro; Paulo César, Ávalos, Altair e Carlinhos; Fabinho (Halison), Bóvio, Ricardinho e Giovanni; Douglas (Wendell) e Basílio (Danilo)
Técnico: Gallo

Local: estádio Serra Dourada, Goiânia (GO)
Árbitro: Alicio Pena Junior (MG)
Auxiliares: Marco Antônio Gomes e Guilherme Dias Camilo (ambos de MG)
Cartões amarelos: Cléber Gaúcho (G) Fabinho (S), Romerito (G), Aldo (G), Roni (G), Wendell (S)
Cartão vermelho: Cléber Gaúcho (G)
Gols: Douglas, aos 6min, Aldo, aos 9min, Souza, aos 37min, Douglas, aos 39, Basílio, aos 45 do primeiro tempo; Ricardinho, aos 11min, Jorge Mutt, aos 26min do segundo tempo



Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias