! Palmeiras perde outra e Bonamigo deixa a equipe - 17/07/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  17/07/2005 - 19h59
Palmeiras perde outra e Bonamigo deixa a equipe

MBPress
Em Campinas

Folha Imagem 
Alex Afonso lamenta gol perdido na derrota do Palmeiras para o Fortaleza
Desta vez não teve jeito. O Palmeiras voltou a perder no Campeonato Brasileiro, 2 a 1 para o Fortaleza, no Parque Antarctica, neste domingo à noite, e o técnico Paulo Bonamigo deixou o comando da equipe.

O comandante chegou a este jogo já muito pressionado. Além da má colocação da equipe no torneio, o Palmeiras vinha de derrota para o arqui-rival Corinthians. O novo fracasso acabou com qualquer chance de permanência do treinador na equipe.

"No futebol, o que vale é o resultado e não a competência do seu trabalho, sua dedicação. Saio principalmente em função da derrota no clássico. O grupo está muito unido. Quem chegar ao Palmeiras neste momento encontrará grupo fechado, de caráter", afirmou.

Para a vaga, o Palmeiras não esconde que espera contar com Emerson Leão. A diretoria já fala abertamente que deve procurar o ex-técnico do São Paulo nas próximas horas. "Ele é a nossa preferência. Já era antes de contratarmos o Candinho, mas não deu certo. Vamos tentar de novo agora", garantiu o diretor de futebol Salvador Hugo Palaia, ainda nos vestiários.

O resultado mantém a preocupação no clube paulista com o perigo de cair novamente para a Série B. O Palmeiras ocupa a 16ª colocação, com 13 pontos, apenas três a mais que o Figueirense, primeiro a ocupar a zona do rebaixamento para a Segundona do Nacional.

Já o Fortaleza continua em ascensão desde que o técnico Hélio dos Anjos assumiu o posto deixado por Vágner Benazzi. Este foi o terceiro triunfo consecutivo do clube cearense. Os anteriores foram conquistados nos triunfos sobre Corinthians e Paysandu, ambos por 2 a 1. O time aparece agora na 11ª colocação, com 18 pontos.

BONAMIGO DUROU POUCO
Contratado para substituir Candinho no dia 22 de abril, Paulo Bonamigo teve vida curta no Palmeiras.

Muito criticado pela torcida pela má campanha no Brasileirão e na Libertadores, o treinador acumulou apenas cinco vitórias, dois empates e nove derrotas em 16 partidas.

"A gente fez o possível para que ele continuasse porque o Paulo é uma pessoa muito competente e tem um caráter muito bom. Mas infelizmente, não foi possível continuar", afirmou Lúcio.
Leia mais
A vitória, aliás, mantém o Fortaleza com a melhor defesa do Brasileirão com 11 gols ao lado do Fluminense. O ataque, contudo, tem o segundo pior aproveitamento ao balançar as redes apenas 11 vezes, dois a mais que o Atlético-PR.

A derrota neste final de semana confirma a fase de oscilação do Palmeiras na temporada. A equipe não vence duas partidas consecutivas desde o período entre 30 de abril e 4 de maio, quando derrotou Brasiliense e Deportivo Táchira, pela Libertadores, ambos pelo placar de 2 a 1.

Apenas o meia Pedrinho teve motivos para comemorar. O jogador atingiu a marca de 350 jogos como profissional, desde 1995. Deste total, 110 foram pelo Palmeiras e outras 240 pelo Vasco da Gama, clube onde foi revelado.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira para enfrentar o Figueirense, às 20h30, no estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina. O Fortaleza atua no mesmo dia e horário contra o Atlético-MG, no Castelão, no Ceará.

O jogo
Apesar de precisar vencer, o Palmeiras começou a partida em ritmo lento. Mesmo forçando a marcação sobre a defesa cearense, o Alviverde conseguia chegar ao ataque com pouca eficiência e só apresentou melhora quando descia ao ataque pelo lado esquerdo com o Lúcio.

PALMEIRAS PODE SER PUNIDO
A invasão de campo de um torcedor do Palmeiras na derrota por 3 a 1 para o Corinthians, no Morumbi, pode custar caro ao Alviverde.

O clube será julgado na próxima quarta-feira pelo STJD, no Rio de Janeiro, e pode perder até três mandos de campo, de acordo com o artigo 213 do CBDJ.

O lateral-direito Baiano, expulso naquele jogo, também poderá pegar punição no mesmo dia por ter chutado uma bola contra o atacante Tevez.
Leia mais
O time melhorou apenas aos 16min. A primeira boa oportunidade veio com o atacante Alex Afonso. Ele recebeu de Marcinho, girou sobre a marcação e chutou forte pela linha de fundo.

Dois minutos mais tarde, Francis arriscou da entrada da área e a bola passou rente ao travessão. Aos 21min, foi a vez de Marcinho arriscar. O meia recebeu cruzamento da esquerda de Lúcio e, de primeira, quase abiu o placar.

Pouco depois, com o Fortaleza apenas procurando a defesa, nova oportunidade para Alex Afonso. Aos 24min, o ex-avante da Portuguesa aproveitou cruzamento de Pedrinho e cabeceou forte, mas parou na bela defesa de Bosco, que desviou para escanteio.

Na volta do intervalo, o Palmeiras continuou pressionando, mas foram os cearenses que abriram o placar. Aos 14min, Fumagalli recebeu cruzamento vindo da esquerda e cabeceou sem chances de defesa para Marcos.

Com a desvantagem, Bonamigo decidiu arriscar. O treinador sacou o zagueiro Leonardo Silva e colocou o atacante Warley. A mudança, porém, não surtiu efeito, mas o Palmeiras continuou pressionando.

Aos 35min, Marcinho recebeu fora da área, girou sobre a marcação e chutou forte. A bola passou perto do gol de Bosco, mas saiu pela linha de fundo.

O empate veio cinco minutos mais tarde em jogada de atletas que entraram no segundo tempo. Cristian cruzou da direita e Warley apareceu entre a zaga para desviar de cabeça e deixar tudo igual.

No final do jogo, quando o Palmeiras tentava o gol da vitória, o Fortaleza fez o segundo. Aos 44min, Lúcio recebeu na área, dividiu com a zaga e tocou no canto de Marcos.

PALMEIRAS
Marcos; Gamarra, Leonardo Silva (Warley) e Nen; Marcus Vinícius (Cristian), Francis, Reinaldo, Pedrinho e Lúcio; Marcinho e Alex Afonso (Ricardinho)
Técnico: Paulo Bonamigo

FORTALEZA
Bosco; Amaral (Chiquinho), Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Hernani, Erandir, Marcelo Lopes e Lúcio; Rinaldo (Marcos Denner) e Fumagalli (Paulo Isidoro)
Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça/ PE (FIFA)
Auxiliares: Irani Pinto da Paz (PE) e Erick Bandeira (PE)
Cartões amarelos: Leonardo Silva (P), Ronaldo Angelim (F), Lúcio (P), Pedrinho (P), Alan (F), Hernani (F), Fumagalli (F)
Gols: Fumagalli, aos 14min, Warley, aos 40min, e Lúcio, aos 44min do segundo tempo

Atualizada às 20h48

Leia mais
Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias