! Empate frustra embalos de Santos e Paraná - 07/08/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/08/2005 - 17h55
Empate frustra embalos de Santos e Paraná

Da Redação
Em São Paulo

Paraná e Santos perderam o embalo na tarde deste domingo. Animados por seqüências vitoriosas nas rodadas anteriores, os dois times ficaram no 1 a 1 no estádio Willie Davids, em Maringá, e desperdiçaram boa chance de se aproximar da liderança do Campeonato Brasileiro.

Pelos visitantes, Robinho não conseguiu conduzir a equipe paulista ao terceiro triunfo seguido desde que retornou após ser negociado com o Real Madrid, da Espanha.

O atacante voltou no clássico contra o Corinthians e marcou o único gol na vitória sobre o Internacional. Neste domingo, passou em branco, mas conformou-se com o resultado.

"Não era o resultado que queríamos, mas o empate não é tão mau assim", disse o camisa 7. "Já estou com 80% de minhas condições", continuou Robinho, que se apresenta ao Real Madrid no final de agosto, quando termina o primeiro turno do Brasileiro.

FIM DA SEQÜÊNCIA DO PARANÁ
DataAdversárioPlacar
23/7Atlético-PR2 x 0
28/7Internacional2 x 0
31/7Paysandu4 x 3
3/8Botafogo3 x 0
Já o Paraná perdeu a oportunidade de alcançar feito inédito em sua história. Após conquistar uma série de quatro triunfos, igualando algo obtido nas edições de 1997 e 2001, o time tricolor deixou escapar a que seria sua maior seqüência vitoriosa válida pela competição nacional.

Com a igualdade, o Paraná se mantém à frente do Santos na classificação geral. Totalizando 32 pontos, o time tricolor sobe para a terceira colocação. A equipe paulista vai a 31 e mantém a quinta posição.

No meio de semana, os dois times voltam a campo na próxima quinta-feira. O Paraná visita o Flamengo no Rio de Janeiro. A equipe paulista, por sua vez, enfrenta o Brasiliense diante de sua torcida, na Vila Belmiro.

O jogo
O Santos começou a partida esboçando uma pressão. E com dois minutos de bola rolando já desperdiçou um gol. Rogério deixou Frontini na cara de Flávio, mas o atacante argentino pegou mal na bola e mandou sobre o travessão.

O troco dos anfitriões aconteceu pouco depois. Mário César aproveitou rebote fora da área, ajeitou e mandou uma bomba. Saulo ficou olhando e viu a bola explodir no travessão. O Paraná, então, cresceu no jogo e tomou a iniciativa. Os lances de bola parada levavam perigo constante à meta de Saulo.

E foi dessa maneira que o Paraná abriu o placar. Aos 19min, após cobrança de escanteio de Vicente, Daniel Marques contou com desvio no meio do caminho e cabeceou com firmeza para superar Saulo.

Até o final do primeiro tempo, quem se destacou foi o goleiro Saulo. Depois de impedir o segundo gol dos paranaenses em novo toque de cabeça, o camisa 1 do Santos fez a defesa mais bonita da etapa inicial aos 43min, em falta batida com categoria pelo lateral Neto.

Após o intervalo, as entradas de Léo Lima e Basílio deram novo ânimo ao time alvinegro. No primeiro lance de perigo, Robinho fez bela jogada pelo meio e deixou Wendell sem marcação dentro da área, mas o lateral escorregou e não pôde concluir.

Aos 7min, para tristeza dos paranaenses, Basílio fez o papel de talismã e empatou a partida. Novamente depois de jogada iniciada por Robinho na esquerda, Basílio precisou tentar duas vezes para finalmente vencer Flávio, em dividida na área.

A reação santista acabou prejudicada aos 20min, quando Wendell fez falta dura na intermediária e recebeu o cartão vermelho, deixando os visitantes com dez homens em campo. Mesmo assim, os comandados de Gallo ainda tentaram a virada, apostando sobretudo nos arranques de Robinho e Basílio.

Em vantagem numérica, o Paraná também partiu com tudo para cima. Com dificuldades para furar a defesa paulista, o time tricolor explorou os cruzamentos na área procurando o artilheiro Borges, que neste domingo não conseguiu estufar a rede adversária.

PARANÁ
Flávio; Daniel Marques (João Paulo), Aderaldo e Marcos; Neto, Beto, Rafael Mussamba, Mário César (Welington Paulista) e Vicente; Flávio Alex (Maicosuel) e Borges
Técnico: Lori Sandri

SANTOS
Saulo; Paulo César, Ávalos, Halisson e Wendell; Rogério, Zé Elias (Flávio), Giovanni e Luciano Henrique (Léo Lima); Robinho e Frontini (Basílio)
Técnico: Gallo

Local: estádio Willie Davids, em Maringá (PR)
Árbitro: Alicio Pena Junior (Fifa-MG)
Auxiliares: Marco Antônio Gomes (Fifa-MG) e Rodrigo Otávio Baeta (MG)
Cartões amarelos: Daniel Marques (P), Borges (P), Halisson (S), Zé Elias (S), Basílio (S)
Cartão vermelho: Wendell (S)
Gols: Daniel Marques, aos 19min do primeiro tempo; Basílio, aos 7min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias