! Em virada heróica, Fluminense vence o Santos - 25/09/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  25/09/2005 - 20h13
Em virada heróica, Fluminense vence o Santos

Da Redação
No Rio de Janeiro

Em um jogo de inúmeras possibilidades, Fluminense e Santos fizeram uma partida eletrizante e digna de duas equipes que disputam o título do Campeonato Brasileiro. O time carioca foi mais eficiente e buscou forças para, depois de estar duas vezes atrás no placar, empatar e virar o jogo aos 49min do segundo tempo, com um gol de Gabriel.

A dinâmica do jogo e a dedicação dos jogadores do Fluminense foram muito comemoradas pelo técnico Abel Braga, que parabenizou os atletas das duas equipes por terem realizado o que ele considerou o melhor jogo do certame.

Fotocom.net
Petkovic comemora o segundo gol do Flu contra o Santos; virada heróica dos cariocas
"Pela qualidade de Fluminense e Santos, pela ofensividade de ambos os times, só eles poderiam ter proporcionado um jogo tão brilhante", opinou o treinador da equipe carioca.

Antes da rodada, os dois times estavam empatados em números de pontos, o que classificou o embate deste domingo como um daqueles jogos de seis pontos. Com a vitória do Fluminense, os cariocas passaram a somar 50 pontos, agora na terceira posição.

Além de deixar o Fluminense a apenas um ponto do líder Internacional, o triunfo sobre o Santos mantém a equipe como a que menos perdeu no Brasileirão. Com retrospecto amplamente favorável, o time de Abel apresenta 14 vitórias, oito empates e apenas seis derrotas.

Os jogadores do Santos deixaram o gramado do Raulino de Oliveira insatisfeitos com a postura defensiva da equipe. Mesmo tendo marcado três gols, todos admitiram que o time recuou muito, permitindo a virada.

"Não podíamos ter dado para a equipe deles o espaço que nós demos. Nós recuamos demais e permitimos que o meio-campo deles vencesse o jogo. Faltou atenção. A marcação estava dispersa e nós acabamos acuados", disse o meia Ricardinho.

Com a derrota, o Santos permanece com 47 e segue na quinta colocação. Para o time santista, o resultado negativo deste domingo foi desastroso. Além de deixar escapar três importantes pontos que o aproximariam do líder, viu o Fluminense se afastar um pouco.

INVENCIBILIDADE TRICOLOR
A eletrizante vitória do Fluminense por 4 a 3 mantém uma seqüência invicta da equipe das Laranjeiras que já dura oito jogos no Campeonato Brasileiro.

O último resultado negativo dos comandados de Abel Braga aconteceu no dia 14 de agosto, quando o time perdeu por 2 a 0 para o Juventude. Essa partida, aliás, foi uma das que o árbitro Edílson Pereira de Carvalho, preso no sábado, apitou - ele é acusada de vender resultados.

Desde então, o Fluminense empatou com Palmeiras (2 a 2) e São Paulo (1 a 1), venceu Paysandu (5 a 2), Cruzeiro (6 a 2) e Brasiliense (3 a 0), voltou a empatar diante do Coritiba (0 a 0) e do Flamengo (2 a 2), e agora reencontrou o caminho da vitória ao triunfar sobre o Santos.
Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Fluminense terá um duro compromisso diante do Internacional, no Beira-Rio, em partida que acontecerá no domingo que vem, às 16h. Antes disso, na quarta-feira, o Fluminense decidirá com o Banfield-ARG, uma vaga nas quartas-de-final da Copa Sul-Americana. Esse jogo será em Buenos Aires.

O Santos, que foi eliminado da Sul-Americana pelo próprio Fluminense, terá uma semana de descanso e só voltará a jogar no próximo sábado, pela 29ª rodada do Brasileirão. O adversário será o Fortaleza, em partida que acontecerá às 18h10, na Vila Belmiro.

O jogo
Apesar da chuva em Volta Redonda, o jogo começou quente. Jogando em casa, o Fluminense se lançou ao ataque e teve boas chances em chutes de Petkovic e Leandro. Mas logo aos 6min, Luís Alberto abriu o placar para o Santos. Paulo César cobrou escanteio pela direita e o zagueiro, de cabeça, escorou para o fundo das redes.

A torcida do Fluminense não se intimidou e seguiu apoiando a equipe. Entretanto, aos 19min o time paulista ampliou, novamente em jogada de escanteio. Dessa vez, a cobrança veio da esquerda, dos pés de Ricardinho. Ávalos subiu mais que Gabriel e deixou o Santos com ótima vantagem: 2 a 0.

Mas a partida não estava decidida e, aos 24min, Arouca diminuiu. O volante recebeu no meio-campo e arriscou de fora da área. A bola desviou nas costas de Luís Alberto, tirando qualquer possibilidade de defesa do goleiro Saulo, que apenas a observou entrar no canto esquerdo.

OS DEBUTANTES
Na noite deste domingo, apesar dos muitos gols marcados, três jogadores envolvidos na partida comemoraram pela primeira vez a autoria de um no Campeonato Brasileiro.

Os dois primeiros gols do Santos foram feitos pela dupla de zagueiros Luís Alberto e Ávalos, que até então não tinham marcado na competição. "Começamos bem o jogo e fizemos dois gols de bola parada, o que é muito difícil quando se joga fora de casa", disse Luís Alberto.

Pelo lado da equipe carioca, quem tirou o selo foi o volante Arouca, que também não havia feito nenhum gol no Brasileirão. Nas Laranjeiras, o grupo do Fluminense chegava a brincar com essa situação.

Quando perguntado quem faria o milésimo gol da equipe em jogos pelo Campeonato Brasileiro (o que aconteceu na partida contra o Cruzeiro, há quatro rodadas), Tuta disse que todos poderiam marcar. "Menos o Kleber. Até o Arouca pode", disse, rindo.
Ao longo de todo o primeiro tempo, o volante Marcos Aurélio foi vaiado pela torcida do Fluminense. Na volta para a etapa complementar, o jogador foi sacado do time e no seu lugar entrou o meia Radamés.

"Ele (Marcos Aurélio) não estava fazendo um mal jogo. Errou dois passes e o pessoal pegou no pé. Achei as vaias injustas porque errar passes nesse campo é normal. Até o Pet errou uns dois ou três. Temos plenas possibilidades de reverter o marcador", disse Abel Braga no intervalo.

"Demos uma recuada, acabamos pressionados e agora no segundo tempo vamos tentar pressionar", indicou o lateral santista Kléber.

Mas assim como na segunda metade do primeiro tempo, o Fluminense voltou pressionando e esteve bem perto de empatar o jogo em várias situações. Aos 5min, Petkovic cobrou falta com perigo. Aos 9min, Juan invadiu a área e cruzou. A bola desviou em um zagueiro e entrava mansa. Com a perna, o goleiro Saulo fez providencial defesa.

O Santos se segurou até que, aos 24min, Petkovic mostrou mais uma vez porque é um dos melhores jogadores em atividade no futebol brasileiro. Depois de ficar com a sobra de um cruzamento, o meia girou, avançou e, de fora da área, acertou o ângulo esquerdo de Saulo: 2 a 2.

O Fluminense pressionou e a equipe paulista se segurou na defesa, saindo apenas em jogadas de contra-ataque. Em um deles, aos 35min, Basílio deixou novamente o Santos em vantagem. O jogador, que entrara no lugar de Geílson, aproveitou o rebote do goleiro Kleber e marcou o terceiro gol santista.

Mas cinco minutos depois, Leandro tentou um cruzamento para a área e acabou encobrindo o goleiro Saulo, que esperava o cruzamento: 3 a 3.

Até que, aos 49min, Gabriel recebeu ótimo passe de Tuta e, com um toque de categoria por cima de Saulo, garantiu a virada do Fluminense.

FLUMINENSE
Kleber; Gabriel, Gabriel Santos, Igor e Juan; Marcos Aurélio (Radamés), Arouca, Petkovic e Leandro; Beto (Adriano Magrão) e Tuta
Técnico: Abel Braga

SANTOS
Saulo; Paulo César, Ávalos (Rogério), Luís Alberto e Kléber; Fabinho, Wendel, Bóvio e Ricardinho; Geílson (Basílio) e Frontini
Técnico: Gallo

Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (Fifa-PE)
Assistentes: Erick Bartholomeu Bandeira (Fifa-PE) e Luciano José Cruz (PE)
Cartões amarelos: Kleber (S), Saulo (S), Fabinho (S), Rogério (S)
Gols: Luís Alberto, aos 6min, Ávalos, aos 19min, e Arouca, aos 24min do primeiro tempo; Petkovic, aos 23min, Basílio, aos 35min, Leandro, aos 40min, e Gabriel, aos 49min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias