! Santos só empata na estréia do 'quinteto' - 01/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  01/10/2005 - 20h07
Santos só empata na estréia do 'quinteto'

Da Redação
Em São Paulo

Não foi a estréia esperada. Apesar da grande expectativa criada na Vila Belmiro e do bom público que compareceu ao estádio, o Santos não passou de um 0 a 0 com o Fortaleza, neste sábado, pela 29ª rodada do Brasileirão.

A partida marcou as estréias dos atacantes Luizão e Cláudio Pitbull e do técnico Nelsinho Baptista, além do retorno do meia Giovanni no Santos. Todos se juntaram a Ricardinho e os torcedores esperavam ver uma grande exibição, mas não foi isso o que aconteceu.

TABU É MANTIDO
Apesar da frustração pelo empate, que afastou o time da liderança do Brasileirão, o Santos ao menos manteve um tabu neste sábado. Nunca, na história da competição, a equipe foi derrotada pelo Fortaleza.

Foram dez jogos disputados, com cinco vitórias e cinco empates. No entanto, as três últimas partidas terminaram com o placar de 0 a 0. O último triunfo do Santos foi no primeiro turno do Brasileiro de 2003, quando venceu o time cearense por 4 a 0, na Vila Belmiro.
Apesar do esforço de Pitbull, que criou as melhores oportunidades santistas, Luizão e Giovanni demonstraram ainda estar sem ritmo de jogo e o empate frustrou a torcida e as pretensões da equipe. Com o ponto conquistado, o Santos foi para 48 pontos e perdeu a chance de se aproximar do líder Internacional, que tem 51 e joga neste domingo.

Os torcedores, que no inicio do jogo fizeram grande festa para os estreantes e apoiaram o time até a metade do segundo tempo, se irritaram com o resultado e deixaram o estádio vaiando a equipe.

"Empatar em casa é difícil, mas o time melhorou e pena que não fez o gol. A torcida fica chateada, é claro, mas vamos trabalhar essa semana para tentar vencer o proximo jogo, contra o São Caetano", disse o atacante Cláudio Pitbull.

Este foi o segundo jogo sem vitória do time no certame, já que na última rodada o Santos perdeu por 4 a 3 para o Fluminense. Essa falta de triunfos faz com que a equipe termine a rodada sem estar entre os quatro primeiros colocados, que garantem vaga para a Libertadores de 2006.

Já o Fortaleza, que tem como objetivo a classificação para a Copa Sul-Americana, comemorou o ponto, que levou o time para os 41 pontos e garantiu a equipe tricolor mais uma rodada entre os 11 primeiros colocados.

"Era uma festa do Santos em que éramos apenas coadjuvantes. Acho que fizemos o nosso papel até melhor. Fomos bem", disse o técnico do Fortaleza, Hélio dos Anjos.

Entretanto, a equipe completou três rodadas sem vencer. A última vez que triunfou foi no dia 18 de setembro, quando bateu o Brasiliense por 2 a 0, no Distrito Federal.

Na próxima rodada, o Santos jogará novamente em casa, quando enfrentará o São Caetano, terça-feira, na Vila Belmiro, às 20h30. Já o Fortaleza joga na quarta-feira, quando receberá o Atlético-PR no Castelão, às 20h30.

O jogo
Atuando em casa, o Santos começou o jogo tentando sufocar o Fortaleza. Logo a 1min, Giovanni tocou de calcanhar para Paulo César, que lançou Cláudio Pitbull na área. No entanto, o atacante chutou fraco e Bosco defendeu. Aos 5min, o mesmo Pitbull arriscou de fora da área, Bosco soltou e a zaga afastou para escanteio.

Fernando Santos/FI
Cláudio Pitbull tenta jogada em sua partida de estréia no time do Santos
Entretanto, a bem armada equipe cearense não se intimidou e passou a jogar de igual para igual, proporcionando um belo espetáculo. Aos 15min, o lateral Chiquinho assustou em chute da intermediária. Três minutos depois, Alex Afonso bateu da meia-lua e a bola passou raspando a trave direita de Saulo.

A partida era disputada em ritmo alucinante e, aos 20min, novamente Cláudio Pitbull ameaçou. O estreante pegou de primeira dentro da área e a bola raspou a trave de Bosco. Dois minutos depois, Luizão, em sua primeira aparição, apareceu com perigo pela direita e chutou para fora.

A partir daí, os jogadores deram a impressão de terem sentido o forte ritmo e cadenciaram o duelo. Aos 39min, Ávalos, na pequena área, chutou por cima do gol e desperdiçou a última boa chance da etapa.

"Estamos com muitos jogadores novos no time e sentimos em alguns momentos. Mas vamos nos acertar no segundo tempo", disse o lateral-esquerdo santista Kléber.

Mas, no segundo tempo, o Santos retornou com mais uma estréia: Nelsinho Baptista tirou o volante Bóvio e colocou Heleno, recém-contratado ao Vila Nova-GO. Logo aos 5min, Cláudio Pitbull quase marcou um golaço, ao bater da meia-lua de primeira e mandar a bola no travessão.

Foi um alarme falso. Ao contrário do primeiro tempo, o Santos não foi tão insinuante e encontrou dificuldades para entrar na área cearense. Com Giovanni e Luizão já cansados, as chances passaram a ser escassas.

Aos 25min, Nelsinho Baptista tirou Giovanni e colocou o atacante Basílio. O rendimento não melhorou muito, mas aos 38min Basílio ainda deu bom toque para Pitbull, que de dentro da área desperdiçou a última boa oportunidade.

Aos 46min, o Fortaleza ficou com um a menos. Dude fez falta em Basílio e recebeu cartão vermelho, mas nada que mudasse o placar.

SANTOS
Saulo; Paulo César, Ávalos, Luís Alberto e Kléber; Fabinho, Bóvio (Heleno), Ricardinho e Giovanni (Basílio); Cláudio Pitbull e Luizão (Geilson)
Técnico: Nelsinho Baptista

Fortaleza
Bosco; Chiquinho, Alan, Ronaldo Angelim e Marquinhos; Erandir, Dude, Hernani e Lúcio (Marcelo Lopes); Rinaldo (Fumagalli) e Alex Afonso (Mazinho Lima)
Técnico: Hélio dos Anjos

Local: Estádio Urbano Caldeira, em Santos (SP)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Auxiliares: Carlos H. Alves de Lima (RJ) e Eurivaldo de Farias Lima (RJ)
Cartões amarelos: Ávalos (S), Erandir (F), Alan (F), Dude (F)
Cartão vermelho: Dude

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias