! Na reta final, eliminatórias começam a dar feição à Copa-2006 - 07/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/10/2005 - 09h31
Na reta final, eliminatórias começam a dar feição à Copa-2006

Da Redação
Em São Paulo

As rodadas finais das eliminatórias na América do Sul, Concacaf, Europa e África começam a dar a feição da Copa do próximo ano na Alemanha. Entre o sábado e a próxima quarta-feira, 17 seleções irão se juntar às dez equipes que já têm vaga assegurada no Mundial de 2006. Entre elas está Portugal, do técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari. As partidas entre equipes européias e sul-americanas terão acompanhamento ao vivo do Placar UOL Esporte.

COPA-2006 - CLASSIFICADOS
Alemanha (anfitriã)
Arábia Saudita (Ásia)
Argentina (América do Sul)
Brasil (América do Sul)
Coréia do Sul (Ásia)
Estados Unidos (Concacaf)
Irã (Ásia)
Japão (Ásia)
México (Concacaf)
Ucrânia (Europa)
Depois de quarta-feira, as cinco vagas que restarão para a Copa do Mundo sairão em confrontos de repescagem. Três vagas vêm de choques europeus e outras duas de duelos entre remanescentes de América do Sul e Oceania (Austrália) e Concacaf e Ásia (Uzbequistão x Bahrein).

Na Europa, já neste sábado seis seleções podem assegurar vaga no Mundial. Itália, Portugal e Holanda só precisam evitar a derrota para ir à Copa. França e Suécia podem se garantir com vitórias em confrontos diretos em seus respectivos grupos. Já a Polônia pode se classificar mesmo sem jogar, se a rival Inglaterra tropeçar.

No grupo 1, a Holanda do técnico Marco van Basten volta à Copa com um empate diante da adversária direta república Tcheca em Praga. "Se você quer ir a um Mundial, essa é o tipo de partida que você deve provar que merece isso", comenta o treinador holandês.

A tarefa de Portugal do técnico brasileiro Luiz Felipe Scolari no grupo 3 parece ainda mais fácil. Os portugueses enfrentam a frágil Liechtenstein em casa precisando apenas de um ponto. Nem a suspensão do meia Deco deve fazer muita diferença. A situação da Itália no grupo 5 é semelhante. A Azzurra precisa só empatar com a Eslovênia em casa.

"É verdade que estamos na reta de chegada, pois só precisamos de um ponto. Mas seria um erro considerar os jogos que nos faltam uma mera formalidade", afirmou o técnico italiano Marcello Lippi.

EFE
EFE
Portugal de Luiz Felipe Scolari vai à Copa se conseguir empate com Liechtenstein em casa
No grupo 4, o choque direto entre Suíça e França deve definir a sorte da chave, em caso de vencedor. Para o jogo decisivo os franceses não contarão com a dupla de ataque Thierry Henry e David Trezeguet.

Pelo grupo 8, a Suécia vai a Zagreb e pode assegurar a vaga em caso de triunfo sobre a local Croácia. No grupo 6, se a Inglaterra não vencer a Áustria em Manchester, a Polônia tem classificação garantida.

Na África, os vencedores dos cinco grupos serão conhecidos na rodada final neste sábado. Angola, Gana e Togo estão pertos de assegurar classificação para uma Copa pela primeira vez. A Tunísia precisa de um empate, enquanto Camarões só depende de si para ir ao Mundial pela quinta oportunidade consecutiva e sexta na história.

Com Argentina e Brasil já classificados, Equador e Paraguai estão bem próximos das outras duas vagas da América do Sul. Os equatorianos asseguram classificação se vencerem o Uruguai em casa no sábado, enquanto os paraguaios, com os desfalques de Carlos Humberto Paredes e Edgar Barreto, precisam bater a Venezuela em Maracaibo para ir à Copa.

Nas duas rodadas finais, a disputa mais acirrada deve ser pelo quinto lugar, que oferece direito de brigar pela vaga contra o campeão da Oceania, a Austrália. O Uruguai, que encara o Equador fora de casa, leva um ponto de vantagem sobre Colômbia e Chile, que se enfrentam neste sábado.

Na Concacaf (Américas Central e do Norte), Estados Unidos e México já têm classificação definidas. Neste sábado, a Costa Rica pode assegurar vaga na Copa se passar pelos norte-americanos em casa, em San José. Guatemala e Trinidad e Tobago jogam fora de casa e deverão brigar pelo lugar na repescagem contra uma seleção asiática.

Já na Ásia, Uzbequistão e Bahrein recomeçam a disputa da repescagem, que oferece direito a enfrentar um representante da Concacaf por uma vaga na Copa. Os uzbeques ganharam o primeiro jogo por 1 a 0, mas a Fifa anulou a partida por causa de um erro grotesco da arbitragem, que reverteu uma cobrança de um pênalti convertido a favor do time de defesa por invasão da área.

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias