! De 'ressaca', Santos empata e ajuda o Corinthians - 16/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  16/10/2005 - 20h06
De 'ressaca', Santos empata e ajuda o Corinthians

Da Redação
No Rio de Janeiro

Ainda abalado emocionalmente por causa da traumática derrota no tumultuado clássico da última quinta-feira, para o Corinthians, o Santos empatou com o Goiás por 1 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

'RESSACA'
O Santos entrou em campo ainda revoltado com a derrota no clássico da última quinta-feira, para o Corinthians, na Vila Belmiro. O jogo foi a "reprise" da partida da 16ª rodada, anulada pelo STJD por causa do escândalo do apito, que tinha sido vencida pelo Alvinegro Praiano na primeira vez.

O clássico da última quinta-feira teve arbitragem polêmica de Cleber Abade, que expulsou o atacante Luizão, do Santos, e deu um pênalti duvidoso a favor do rival. Revoltados com a derrota por 3 a 2 numa partida que já tinha sido ganha pelo Santos por 4 a 2 no "primeiro jogo", torcedores invadiram o gramado para tentar agredir o árbitro.

Por causa do tumulto generalizado, a Vila Belmiro deverá ser interditada por longo tempo, tanto que a partida deste domingo pode ter sido a última do Santos em seu estádio neste ano. Na próxima segunda-feira, o STJD vai julgar o clube pelos acontecimentos.

A diretoria alvinegra, sentindo-se prejudicada, também ficou revoltada com a derrota no jogo remarcado e cogitou até a hipótese de abandonar o Brasileiro, mas depois descartou essa possibilidade. "Vamos honrar os nossos compromissos dentro de campo, e jogar na Vila Belmiro neste domingo contra o Goiás. Vamos cumprir a agenda do Campeonato Brasileiro, não tem como ser diferente apesar de todos os fatores prejudicarem o Santos", disse o presidente Marcelo Teixeira.
Com o resultado, o Alvinegro Praiano acabou ajudando o Corinthians, já que o Goiás foi a 57 pontos, se manteve na vice-liderança, mas perdeu a chance de encostar mais no líder, que empatou com o Palmeiras. Assim, a diferença para o segundo colocado continua sendo de seis pontos.

Já o Santos foi a 49 e também ficou estacionado, na sétima colocação, mas ficou mais distante dos líderes.

O ponto positivo do empate para o Goiás foi a manutenção da sua invencibilidade, que agora é de quatro partidas. O time não perde desde o dia 25 de setembro, quando foi derrotado pelo Palmeiras.

Depois, a equipe esmeraldina venceu a Ponte Preta, o Coritiba e o Vasco, na rodada passada. Desta forma, o time goiano segue a passos firmes rumo à Libertadores do ano que vem.

Enquanto isso, o Santos amargou seu terceiro jogo seguido sem vitória. Antes de perder para o Corinthians, o time havia sido derrotado pelo Juventude.

A última vitória aconteceu no dia 4 de outubro, sobre o São Caetano, por 2 a 0. Com isso, o Alvinegro Praiano vai ficando cada vez mais distante do título e de uma vaga na Libertadores.

O Santos vai tentar fazer as pazes com a vitória no clássico do próximo sábado, contra o São Paulo, no Morumbi. Já o Goiás volta a campo no dia anterior para enfrentar o Brasiliense, em Taguatinga.

O jogo
O Goiás não se intimidou por jogar fora de casa e abriu o placar logo os 9min. Souza dominou pela esquerda e tocou para Dodô, que chutou rasteiro. O goleiro Saulo não segurou a bola e ela sobrou nos pés de Jorge Mutt, que só teve o trabalho de a empurrar para o gol vazio.

O Santos acordou e respondeu aos 16min. Cláudio Pitbull invadiu a grande área, pela esquerda, e chutou forte, mas o goleiro Harlei espalmou para fora.

Até que aos 22min, o Santos empatou. Luciano Henrique, completamente livre na direita, recebeu ótimo passe de Heleno, invadiu a grande área e chutou rasteiro, cruzado, colocando a bola no canto direito de Harlei.

JARDEL ESTRÉIA PELO GOIÁS
O atacante Jardel fez sua estréia pelo Goiás na partida deste domingo, contra o Santos. O ex-jogador do Vasco e do Porto entrou no segundo tempo, no lugar de Dodô. Entretanto, o experiente atleta teve atuação praticamente despercebida no seu primeiro jogo com a camisa esmeraldina.
O Goiás não se abateu criou ótima chance de gol aos 36min. Souza cruzou da esquerda rasteiro para Jorge Mutt, que dominou na marca do pênalti e chutou de virada, mas Saulo fez ótima defesa e salvou o Santos.

O time visitante continuou atacante no segundo tempo e quase passou à frente no placar aos 8min. Souza recebeu na entrada da área e chutou rasteiro, acertando a trave do Santos. No rebote, Jorge Mutt bateu de primeira, mas e Saulo defendeu.

O Santos deu o trocou aos 17min. Após cruzamento da direita, Geílson cabeceou à queima roupa, para o chão, mas Harlei fez ótima defesa, espalmando a bola, que ia entrando no seu canto esquerdo. No rebote, Kléber chutou em cima da zaga e desperdiçou boa chance de gol.

A partir daí, o Santos tentou pressionar, mas não teve competência para vencer a defesa do Goiás e o placar ficou mesmo no 1 a 1.

SANTOS
Saulo; Paulo César, Halison, Luís Alberto (Rogério) e Kleber; Carlos Alberto, Heleno, Ricardinho e Luciano Henrique; Cláudio Pitbull (Geílson) e Giovanni (Basílio)
Técnico: Nelsinho Baptista

GOIÁS
Harlei; André Dias, André Leone e Júlio Santos; Paulo Baier, Cléber, Danilo Portugal, Jorge Mutt (Tiago) e Jadílson; Souza (Delmer) e Dodô (Jardel)
Técnico: Geninho

Local: estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (SP)
Árbitro: Luiz Antonio Silva Santos (RJ)
Assistentes: Aristeu Leonardo Tavares e Edinei Guerreiro Mascarenhas (ambos do RJ)
Cartões amarelos: André Leone (G), Cléber (G), Heleno (S), André Dias (G), Carlos Alberto (S)
Gols: Jorge Mutt, aos 9min e Luciano Henrique, aos 22min do primeiro tempo

Leia mais


Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias