! São Paulo perde 'treino' para o aflito Brasiliense - 27/10/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/10/2005 - 22h24
São Paulo perde 'treino' para o aflito Brasiliense

Da Redação
Em São Paulo

Fernando Donasci/Folha Imagem
São Paulo vacila, cede a virada e assiste à festa do Brasiliense em pleno Morumbi
O São Paulo começou apático sua "pré-temporada" rumo ao Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro. Em ritmo de treino, o time paulista perdeu por 2 a 1, de virada, para o modesto Brasiliense na noite desta quinta-feira, no estádio do Morumbi. O jogo foi válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem pretensões na competição nacional, pois já tem seu lugar garantido na próxima Copa Libertadores por ser o atual campeão, o São Paulo utilizará as rodadas restantes para ganhar "corpo" até viajar ao Japão. E mostrou nesta noite que precisará trabalhar duro para recuperar o bom futebol do primeiro semestre.

"Temos que manter um nível competitivo, até porque ninguém vive do futuro, é preciso viver o presente. Por isso, nosso objetivo é jogar bem nas últimas rodadas, independentemente da nossa situação no campeonato", ordenou o técnico Paulo Autuori.

No entanto, mesmo contando com sua força máxima, o São Paulo não foi capaz de superar o desesperado Brasiliense e acumulou sua quarta rodada sem vitória (são três derrotas e um empate). Os anfitriões desta noite continuam com 45 pontos e na faixa intermediária da classificação.

SERGINHO É LEMBRADO
Antes de a bola rolar no estádio do Morumbi, as duas equipes respeitaram um minuto de silêncio na noite desta quinta-feira em homenagem à memória do zagueiro Serginho.

Há exatamente um ano, no estádio são-paulino, o jogador do São Caetano sofreu uma parada cardiorrespiratória no gramado e faleceu pouco depois no hospital.

O caso chocou o futebol brasileiro e ganhou repercussão internacional. A partida, na época, reuniu dois times que disputavam o título do Campeonato Brasileiro. Nos minutos finais da partida, realizada dias depois, o São Paulo bateu o São Caetano por 4 a 2.
O time do Distrito Federal, por sua vez, mantém vivo o sonho de fugir do rebaixamento à Série B. Pela primeira vez disputando a elite nacional, a equipe comandada por Márcio Bittencourt tem como meta participar pelo segundo ano seguido da Primeira Divisão. Totalizando 36 pontos, o Brasiliense deixa a lanterna e salta para o 19º lugar.

O ex-treinador do Corinthians, que somou quatro pontos em dois jogos pela equipe visitante, foi apontado como fundamental para a virada desta noite. "Ele deu uma dura e derrubou até quadro no vestiário. Não podemos entrar para o jogo da maneira como foi", disse o atacante Igor, autor dos dois gols do Brasiliense.

Na próxima rodada, os dois times voltam a campo no domingo, ambos às 18h10. O Brasiliense atua diante de sua torcida na Boca do Jacaré, em Taguatinga, contra o Botafogo. Já o São Paulo pega o São Caetano no ABC paulista, no estádio Anacleto Campanella.

O jogo
Apesar do jogo pouco valer para o São Paulo, a equipe paulista começou ligada e não demorou a abrir o marcador. Depois de Lugano exigir boa defesa de Eduardo, Cicinho não deu a mesma chance para o camisa 1 da equipe do Distrito Federal.

PARABÉNS DE KIA
Demitido do Corinthians quando a equipe liderava o Campeonato Brasileiro, Márcio Bittencourt mantém elos estreitos no Parque São Jorge.

Após a vitória sobre o São Paulo nesta noite, Kia Joorabchian, dirigente iraniano da parceira do Corinthians, ligou para o treinador parabenizando-o pelo triunfo.

"É muito legal receber o carinho de um amigo, fiquei muito feliz, da mesma maneira que mandei um abraço para todos lá. Só deixei amigos no Corinthians. Saí de lá pela mesma porta que entrei", comentou Márcio.
Com quatro minutos de bola rolando, ele arrancou pela direita e tabelou com Amoroso. O atacante devolveu de calcanhar e Cicinho, com categoria, tocou na saída de Eduardo dentro da área para colocar o time tricolor em vantagem.

Empolgado com o gol, o São Paulo tentou "matar" o jogo ainda no primeiro tempo. Amoroso e Josué completaram para fora as chances que tiveram. Já o zagueiro Fabão, aos 15min, acertou cabeceio na trave após escanteio cobrado da esquerda.

O Brasiliense, por sua vez, sofreu com a falta de criatividade no meio-campo e praticamente não ofereceu perigo a Rogério Ceni, mero espectador na etapa inicial. A apatia dos visitantes ainda "contaminou" o São Paulo nos minutos finais antes do intervalo.

Exceção feita a chute de Cicinho aos 40min que passou perto da trave, o time paulista não assustou mais Eduardo. "Estamos sendo tranqüilos até demais, temos que voltar para o segundo tempo com mais ansiedade, mais vontade de fazer o gol", opinou o lateral-direito.

SÃO PAULO X 'CORINTHIANS'
A partida desta quinta-feira marcou o reencontro de dois ex-corintianos com o São Paulo.

Vampeta, que costumava esquentar os clássicos com a equipe do Morumbi, e Márcio Bittencourt, técnico do Corinthians na atual edição do Brasileiro, levaram a melhor na casa do adversário.

"É gostoso vencer aqui pela nossa situação de fuga do rebaixamento, mas era melhor com a camisa do Corinthians, quando vivi momentos que marcaram minha história. O Morumbi faz parte da minha vida", disse Vampeta.
Mas antes de poder mostrar maior vontade, o São Paulo foi surpreendido pelo Brasiliense aos 23 segundos da etapa final. Dida, que entrou lugar do machucado André Luiz, avançou pela direita e cruzou na medida para Igor. O atacante bateu de primeira e mandou a bola no canto esquerdo de Rogério, empatando a partida.

O gol dos visitantes despertou o time de Paulo Autuori. Rogério Ceni e Júnior, em chutes de fora da área, pararam nas mãos de Eduardo e restabeleceram a pressão. Mas logo o ímpeto tricolor diminuiu, para alegria dos comandados de Márcio Bittencourt.

Aos 24min, Igor se tornou o nome da partida ao marcar seu segundo gol na partida. Ele recebeu dentro da área, pela direita, e bateu com tranqüilidade na saída de Rogério Ceni, virando o jogo para o Brasiliense. O atacante ainda teve outras duas oportunidades claras, mas desperdiçou ambas.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Cicinho, Fabão, Lugano e Júnior; Mineiro, Josué (Leandro Bomfim), Danilo (Denílson) e Souza; Amoroso (Vélber) e Christian
Técnico: Paulo Autuori

BRASILIENSE
Eduardo; André Luiz (Dida), Jairo, Dema e Cássio; Deda, Salvino, Vampeta e Lindomar (Tiano); Wellington Dias (Simão) e Igor
Técnico: Márcio Bittencourt

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Edson Esperidião (ES)
Auxiliares: José Ricardo Maciel Linhares (ES) e Marcos Antônio Collodetti (ES)
Cartões amarelos: Igor (B), Wellington Dias (B), Souza (SP)
Gols: Cicinho, aos 4min do primeiro tempo; Igor, a 1min e aos 24min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias