! De virada, Santos perde e se distancia do G-4 - 02/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/11/2005 - 23h45
De virada, Santos perde e se distancia do G-4

Da Redação
Em Campinas

Último campeão brasileiro, o Santos corre o risco de, em 2005, ano em que se desfez de suas principais estrelas, sequer se classificar para a Copa Libertadores. Nesta noite de quarta-feira, o time do litoral perdeu por 2 a 1, de virada, para a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, e se afastou da briga por uma das quatro vagas - duas delas para a repescagem.

O SANTOS DE NELSINHO

Adversário

Placar

Data

Fortaleza 0 x 001/10
São Caetano2 x 004/10
Juventude1 x 308/10
Corinthians2 x 313/10
Goiás1 x 116/10
São Paulo2 x 122/10
Vasco3 x 126/10
Cruzeiro1 x 230/10
Ponte Preta1 x 202/11
"Eu agora vou conversar com os jogadores porque ainda faltam seis jogos e nós precisamos terminar o campeonato da melhor maneira possível. A Libertadores ficou mais longe, e há está chance da Sul-Americana", disse o técnico Nelsinho Baptista.

O clube praiano continua com 55 pontos, mas cai da sexta para a sétima posição pela vitória do Cruzeiro sobre o Corinthians. A diferença para o quarto colocado, no entanto, não diminuiu já que o Goiás foi derrotado em casa pelo Fluminense e segue com 61.

A Ponte Preta volta a sonhar com a inédita vaga na Copa Sul-Americana e afasta o risco de brigar pelo rebaixamento nas últimas rodadas. A equipe comandada por Estevam Soares tem 47 pontos e chega à 11ª colocação. O clube torce agora por uma derrota do Botafogo para o São Caetano, quinta-feira, no Rio de Janeiro, para continuar no mesmo posicionamento.

"O Estevam pediu mais atitude no intervalo e, felizmente, conseguimos virar no segundo tempo. Estávamos fugindo da Sul-Americana e encostando na zona de rebaixamento. Mas esse resultado vai nos dar mais tranqüilidade para pensar só na classificação", afirmou o atacante Tico.

Com a vitória em casa, o time do interior paulista quebra uma série de três derrotas consecutivas e ameniza o clima pesado que rondou o Majestoso, principalmente depois da derrota para o Fluminense, na qual sofreu o último gol aos 46min do segundo tempo.

Este foi o segundo tropeço seguido do Santos que, na rodada passada, havia sido batido também por 2 a 1 pelo Cruzeiro, no Parque Antarctica. Agora, o clube terá a chance de se recuperar diante do arqui-rival Corinthians, domingo, às 16h, no Pacaembu.

A Ponte Preta volta a campo para enfrentar um candidato direto ao título. Também domingo, às 16h, a equipe vai a Porto Alegre pegar o Internacional, no estádio Beira-Rio.

O jogo
Apesar de precisarem vencer, os times começaram a partida em ritmo lento. A primeira oportunidade surgiu aos 9min, em jogada de bola parada em favor da Ponte Preta. Após cobrança de falta pela direita, Tico subiu de cabeça, mas mandou por cima da meta.

PONTE PRETA: REAÇÃO

Adversário

Placar

Data

Figueirense0 x 422/10
Botafogo0 x 127/10
Fluminense3 x 430/10
Santos2 x 102/11
O Santos respondeu quatro minutos mais tarde. Paulo César fez o passe para a área, ninguém conseguiu concluir e por pouco a bola não engana Lauro, que conseguiu desviar antes que a defesa afastasse.

Aos 24min, a equipe do litoral abriu o placar. Depois de chute de Geílson, o goleiro ponte-pretano tentou evitar que a bola saísse pela linha de fundo, mas se atrapalhou e acabou cedendo escanteio. Na segunda batida, o mesmo Geílson cabeceou forte no canto direito e assinalou 1 a 0.

Fazendo péssima partida novamente, a Ponte Preta não conseguiu reagir. Com Élson apagado, o time praticamente não criou chances para os atacantes Tico e Evando. O goleiro Saulo teve trabalho apenas aos 43min, quando Rissutt cobrou falta e ele espalmou para fora.

O time da casa voltou para o segundo tempo da mesma maneira que terminou o primeiro. Objetivo, o Santos quase ampliou aos 10min. Wendel aproveitou cobrança de falta pela direita e cabeceou muito próximo ao gol rival.

A Ponte só conseguiu melhorar depois da entrada do atacante Izaías no lugar do zagueiro Thiago Matias. E, na primeira chance, ele marcou. Aos 23min, após cruzamento da direita, o jogador apareceu no meio da área e desviou para as redes.

Com a igualdade, o Santos foi para cima. Mesmo dominando a partida, a equipe não teve forças para criar boas jogadas e ainda teve de conviver com os contra-ataques do adversário.

Aos 41min, a Ponte chegou ao segundo. Rafael Santos foi ao ataque e cruzou da direita. Tico apareceu na área e cabeceou para virar o placar e garantir a vitória.

PONTE PRETA
Lauro; Rafael Santos, Preto e Thiago Matias (Izaías); Rissutt, André Silva, Luciano Santos, Élson e Luciano Baiano (Rafael Ueta); Evando (Danilo) e Tico
Técnico: Estevam Soares

SANTOS
Saulo; Ávalos (Halisson), Gavião e Rogério; Paulo César, Fabinho, Heleno, Ricardinho e Wendel; Basílio (Cláudio Pitbull) e Geílson (Frontini)
Técnico: Nelsinho Baptista

Local: estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)
Árbitro: Djalma José Beltrami Teixeira (RJ)
Auxiliares: José Cláudio Paranhos (RJ) e Elson Passos Sena Filho (RJ)
Cartões amarelos: Fabinho (S), Evando (PP), Rafael Santos (PP), Rogério (S), Élson (PP), Ricardinho (S)
Gols: Geílson, aos 24min do primeiro tempo; Izaías, aos 23min, e Tico, aos 41min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias