! Goiás bate São Paulo e fica mais perto da América - 16/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  16/11/2005 - 22h26
Goiás bate São Paulo e fica mais perto da América

Da Redação
Em São Paulo

O Goiás necessita de apenas mais uma vitória nos últimos três jogos do Campeonato Brasileiro para garantir a inédita vaga na Copa Libertadores. Nesta noite de quarta-feira, o time esmeraldino se aproximou ainda mais da classificação ao derrotar os reservas do São Paulo por 3 a 0, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.

O QUE RESTA AO GOIÁS

Adversário

Local

Data

JuventudeFora19/11
FlamengoFora27/11
CorinthiansCasa04/12
"Conseguimos vencer em casa, o que é o mais importante. Fizemos um bom jogo e agora vamos buscar a classificação. Nosso pensamento é vencer os três jogos e não apenas um", disse o ala Paulo Baier.

Com o placar, a equipe dirigida pelo técnico Geninho chega aos 70 pontos e sobe para a terceira colocação. Para não regressar ao quarto lugar, o clube torce por um tropeço do Fluminense (68) diante do lanterna Atlético-MG, quinta-feira, no Rio de Janeiro.

O resultado positivo obtido em casa, porém, não foi suficiente para o Goiás abrir vantagem em relação ao Palmeiras, quinto colocado. Os paulistas venceram o Juventude por 3 a 2, no Parque Antarctica, e atingiram a marca dos 64 pontos, mantendo chances remotas de terminarem o certame entre os quatro primeiros.

O QUE RESTA AO PALMEIRAS

Adversário

Local

Data

Ponte PretaFora20/11
InternacionalFora27/11
FluminenseCasa04/12
Já o São Paulo mantém o foco no Mundial de Clubes, que será disputado em dezembro, no Japão. A derrota, contudo, pode ser considerada positiva, já que impede a aproximação do arqui-rival Palmeiras da zona da Libertadores. Assim, o clube tricolor permanece em 11°, com 52 pontos, e segue fazendo um verdadeiro vestibular com os jogadores reservas. Nesta quarta-feira, até mesmo o goleiro Rogério Ceni e o atacante Christian foram poupados.

O descanso deve prosseguir até a próxima rodada, quando a equipe recebe o Figueirense, sábado, às 16h, no Morumbi. O planejamento elaborado pelo treinador Paulo Autuori prevê que os principais jogadores só vão retornar nos dois jogos finais - contra Fortaleza, no Ceará, e Atlético-PR, em São Paulo.

O Goiás também volta a campo no próximo sábado. O time da região Centro-Oeste vai até Caxias do Sul enfrentar o Juventude, às 16h, no estádio Alfredo Jaconi.

O jogo
Assim como era previsto, o Goiás começou a partida pressionando e não demorou a abrir o placar. Logo aos 2min, após cobrança de falta de Jadílson pela esquerda do ataque, Roni desviou de cabeça na primeira trave e colocou o time local em vantagem.

CICINHO PODE FICAR?
Apesar de o jogador já falar em tom de despedida, o Real Madrid ainda não confirma a contratação do lateral-direito Cicinho, do São Paulo, que adquiriu a cidadania italina nesta quarta-feira.

De acordo com o chefe de imprensa do Real, Antonio García Ferreras, o clube só vai decidir se contará com o jogador em dezembro ou janeiro.

"Há o interesse, mas temos a opção por sua contratação até março ou abril. Tomaremos a decisão em dezembro ou janeiro. Podemos contratá-lo, contratá-lo e emprestá-lo, ou não fazer uso de nossa opção", disse nesta quarta-feira. Leia mais
Com o gol, a equipe esmeraldina diminuiu o ímpeto ofensivo e permitiu que o adversário chegasse com mais facilidade ao gol de Harlei. Apesar disso, o São Paulo pouco produziu, sobretudo pelo isolamento de Roger na frente.

O Goiás voltou a assustar aos 24min. A zaga paulista errou na saída e entregou a bola de presente para Roni. O atacante invadiu a área e chutou rasteiro, mas Flávio Kretzer conseguiu desviar de pé esquerdo, evitando o segundo gol.

Aos 27min, porém, os donos da casa ampliaram. Paulo Baier cobrou falta pela esquerda e André Leone se antecipou à marcação para desviar de cabeça, anotando o segundo.

Na volta do intervalo, o São Paulo reapareceu com o volante Denílson no lugar do zagueiro Alex, na tentativa de corrigir as falhas do sistema defensivo.

Com a vantagem construída na etapa inicial, o Goiás voltou a diminuir o ritmo e optou por administrar o resultado, explorando apenas os contra-ataques, agora sem Roni, substituído nos vestiários por Dodô devido a uma pancada que sofreu na cabeça.

A primeira chance veio apenas aos 19min. Em jogada rápida, Souza invadiu a área sem marcação e chutou rasteiro para a defesa de Flávio Kretzer. No rebote, o próprio atacante tentou concluir, mas mandou a bola pela linha de fundo.

Aos 31min, o Goiás fez mais um. Dodô recebeu lançamento nas costas da defesa e, na saída do goleiro, apenas rolou de lado para Jardel empurrar às redes e fazer seu primeiro gol pelo clube. Na jogada, o atacante Roger reclamou de um suposto impedimento e foi expulso.

No minuto seguinte, o volante Alê e o centroavante Jardel trocaram cotoveladas em uma jogada na linha lateral e também receberam o cartão vermelho. No minuto final, foi a vez do zagueiro Rafael Dias deixar o gramado mais cedo.

GOIÁS
Harlei; André Dias (Aldo), André Leone e Rafael Dias; Paulo Baier, Cléber, Cléber Gaúcho, Romerito e Jadílson; Roni (Dodô) e Souza (Jardel)
Técnico: Geninho

SÃO PAULO
Flávio Kretzer; Flávio Donizete, Alex (Denílson) e Edcarlos; Hernanes (Davi), Renan, Alê, Richarlyson, Leandro Bomfim (Da Silva) e Fábio Santos; Roger
Técnico: Paulo Autuori

Local: estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Árbitro: Antônio Hora Filho (SE)
Auxiliares: Antônio da Cruz dos Santos e Edmo Oliveira Santos (ambos do SE)
Cartões amarelos: Richarlyson (SP), Renan (SP), Flávio Donizete (SP), Cléber Gaúcho (G), André Leone (G), Souza (G), Cléber (G)
Cartões vermelhos: Roger (SP), Alê (SP), Jardel (G) e Rafael Dias (G)
Gols: Roni, aos 2min, e André Leone, aos 27min do primeiro tempo; Jardel, aos 31min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias