! Atlético-MG empata com Vasco e é rebaixado - 27/11/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  27/11/2005 - 17h57
Atlético-MG empata com Vasco e é rebaixado

Da Redação
No Rio de Janeiro

O Atlético-MG está na segunda divisão do futebol brasileiro. O time mineiro teve seu rebaixamento confirmado neste domingo à tarde, no empate por 0 a 0 com o Vasco, no Mineirão. O resultado ainda foi ruim para a equipe carioca, agora mais distante da vaga na Copa Sul-Americana.

Sem conseguir os três pontos nesta partida, o time mineiro não tem mais chances de sair da zona de rebaixamento. Com 44 pontos, no 20° lugar, o Atlético-MG não pode mais alcançar a Ponte Preta, que, com 48 pontos, ocupa a primeira posição fora da área da degola.

PRIMEIRA VEZ
Primeiro campeão brasileiro, o Atlético-MG não disputará a Série A pela primeira vez. Além do clube, somente Cruzeiro, Flamengo, Internacional e Vasco tinham participado de todos Campeonatos Brasileiros na primeira divisão.

O rebaixamento do Atlético-MG, porém, mantém uma tendência dos últimos anos. Desde 2001, quando o Brasileirão voltou a ter rebaixamento, todo ano um campeão brasileiro cai para a Série B.

Em 2001, o Sport foi rebaixado. Palmeiras e Botafogo caíram em 2002. No ano seguinte foi a vez do Bahia, enquanto o Grêmio caiu em 2004.
No final da partida, demonstrando amor pelo clube e reconhecimento ao esforço dos jogadores, a torcida atleticana promoveu um momento inusitado e emocionante. Apesar da equipe ter sido rebaixada, os torcedores aplautiram o time de pé e cantaram o hino do Atlético-MG.

"A gente tem muita vontade. Faltou um pouco de técnica e de qualidade na finalização, mas a torcida nos apoiou. No final, ela ainda cantou o hino. Isso é muito gratificante. Pena que a gente não deu para essa torcida o que ela merece", disse o volante Rafael Miranda.

Já o Vasco, com 53 pontos, na 14ª posição, terá missão muito difícil na disputa por uma vaga na Copa Sul-Americana. Além de vencer o Paraná, em casa, a equipe carioca terá de torcer contra Fortaleza, São Paulo e Juventude, todos com 55 pontos.

A situação poderia estar melhor se Romário tivesse convertido um pênalti. Apesar do domínio atleticano durante todo o jogo, o time de São Januário teve a chance mais clara de vencer. Aos 16min do segundo tempo, Romário, vice-artilheiro do campeonato, desperdiçou uma cobrança de pênalti. O goleiro Bruno defendeu.

O jogo
O Atlético-MG começou melhor a partida, indo para o ataque, enquanto o Vasco se preocupava em cadenciar o ritmo. Porém, pecando nas finalizações, o time mineiro demorou a levar perigo ao gol adversário.

ARTILHARIA POSSÍVEL
Apesar do pênalti perdido, o atacante Romário continua com chances de buscar a artilharia do Campeonato Brasileiro. O vascaíno segue com 20 gols marcados, um a menos que Róbson, do Paysandu.

O atacante da equipe paraense já soma sete jogos sem balançar as redes. Além disso, Romário ainda contou com um pênalti desperdiçado por Tevez em jogo do Corinthians e da fraca atuação de Borges, do Paraná. Os dois tem 19 gols cada.
Pablito teve duas boas oportunidades para abrir o placar, mas falhou em ambas. Aos 14min, o atacante recebeu cruzamento, mas errou na conclusão. Aos 18min, com muita liberdade, o atacante voltou a ter uma chance, mas chutou fraco da entrada da área.

A pressão mineira seguiu forte, dando trabalho para Roberto. Aos 23min, Rubens Cardoso bateu forte e o goleiro fez boa defesa. Dois minutos depois, Pablito arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol.

No final do primeiro tempo, o Vasco cresceu na partida e passou a equilibrar o jogo. Porém, somente aos 39min os visitantes levaram perigo ao gol adversário. Depois de tabela, Robson Luiz chutou para a defesa de Bruno.

Precisando vencer para não ser rebaixado, o Atlético-MG voltou mais disposto do intervalo. Além de marcar um gol irregular, anulado pela arbitragem, o time mineiro exigiu boa defesa de Roberto aos 4min, após chute de Rodrigo Dias.

Aos 16min, Romário perdeu a chance de abrir o placar para o time carioca e também de chegar à artilharia da competição. O lateral Wagner Diniz caiu depois de dividida com Lima e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, o atacante chutou e Bruno defendeu.

Desesperado, o Atlético-MG partiu para o ataque de qualquer maneira e as duas equipes se revezaram nas chances. Aos 20min, Roberto saiu mal do gol, mas Renato tocou para fora. Aos 31min, Claudemir cruzou e Robson Luiz cabeceou com perigo para fora.

No fim do jogo, os dois times perderam mais chances. Aos 42min, Romário, dentro da área, chutou para mais uma defesa de Bruno. Aos 44min, Rafael Miranda arriscou de fora da área e Roberto defendeu.

ATLÉTICO-MG
Bruno; Cáceres, Lima e Thiago Junio; Rodrigo Dias, Alicio, Rafael Miranda, Tchô (Rodrigo Silva) (Euller) e Rubens Cardoso; Renato e Pablito (Quirino)
Técnico: Lori Sandri

VASCO
Roberto; Wagner Diniz (Claudemir), Éder, Luciano e Diego; Ygor (Teti), Amaral, Abedi e Morais; Robson Luiz (Rubens) e Romário.
Técnico: Renato Gaúcho

Local: estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP-FIFA)
Auxiliares: Ednilson Corona e Valter José dos Reis (ambos de SP-FIFA)
Cartões amarelos: Ygor (V), Rafael Miranda (A), Rubens Cardoso (A)

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias