! Por 2006, Figueirense vence o Santos em Santa Catarina - 04/12/2005 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/12/2005 - 17h53
Por 2006, Figueirense vence o Santos em Santa Catarina

Da Redação
Em São Paulo

Valendo por 2006, o Figueirense venceu o Santos por 3 a 1, neste domingo à tarde, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Os dois times apenas cumpriram tabela na última rodada do Campeonato Brasileiro.

FESTA E CONTRATO
A festa da torcida do Figueirense começou ainda antes da partida. O atacante Edmundo, o zagueiro Cléber, o meia Fernandes e o goleiro Édson Bastos foram homenageados pela diretoria do clube por suas participações neste Brasileirão e em outros campeonatos.

No sábado, já pensando na próxima temporada, os dirigentes acertaram a renovação do contrato do técnico Adílson Batista, considerado um dos responsáveis pela recuperação e permanência do Figueirense na primeira divisão do campeonato.
Figueirense e Santos foram para a partida já sem pretensões na atual competição. O time catarinense estava livre do rebaixamento, enquanto o paulista tinha sua vaga garantida na Copa Sul-Americana. Por isso, as duas equipes entraram com times bastante modificados.

No Figueirense, a principal ausência foi de Edmundo. Destaque do time no Brasileirão, o jogador levou o terceiro cartão amarelo um jogo antes, contra o Brasiliense. Aquela partida, inclusive, pode ter sido a despedida de Edmundo do clube, já que ele está muito próximo de voltar ao Palmeiras.

O Santos, que foi comandado pelo interino Serginho Chulapa mais uma vez, encerrou seu ano negro. Após conquistar o Brasileirão em 2004, o time alvinegro decepcionou no Paulistão, Libertadores, Copa Sul-Americana e na atual edição do nacional.

Com a vitória, o Figueirense encerra o Brasileirão em boa fase, com quatro vitórias em seus últimos cinco jogos. Já o Santos, em crise, perdeu seu sexto jogo em seus últimos oito no campeonato, incluindo a goleada por 7 a 1 sofrida diante do Corinthians.

Em casa e com público regular, o Figueirense mostrou mais disposição no primeiro tempo e criou boas chances, marcando uma vez, com Alexandre. O Santos, abusando das jogadas mais duras, teve Bóvio expulso nos acréscimos.

FÉRIAS E FUTURO INCERTO
O Santos foi para campo 'em férias'. Vários jogadores foram liberados pela diretoria antecipadamente. Giovanni, Fabinho, Geílson e Paulo César estavam suspensos e não poderiam jogar, assim como Zé Elias, Ávalos, Gavião, Kléber e Mauro.

A ausência mais significativa, porém, foi do meia Ricardinho. O jogador teria condições de atuar, mas também foi liberado, o que aumentou a especulação em torno de sua permanência na Vila Belmiro. No entanto, sua situação só deverá ser resolvida depois do dia dez de dezembro, data das eleições presidenciais no Santos.
Na etapa final, o jogo ficou um pouco mais equilibrado, mas com leve domínio catarinense. O time da casa ainda marcou um golaço, com Henrique, enquanto Luiz Alberto, cobrando falta, diminuiu para o Santos. Márcio Martins fechou o placar.

O jogo
Melhor no jogo, o Figueirense colocou velocidade no início da partida e abriu o placar aos 10min. Fernandes chutou para o gol e Saulo defendeu. Alexandre pegou o rebote, mas o goleiro santista salvou outra vez. Em novo rebote, o mesmo Alexandre completou para o gol.

Mesmo com a desvantagem no placar, o time santista não conseguiu sair para o jogo. Os donos da casa continuaram melhor, com mais domínio e posse de bola. No entanto, não conseguiram criar novas oportunidades de gol.

Cometendo muitas faltas, o Santos, além de não ameaçar o gol do Figueirense, ainda complicou-se mais no final do primeiro tempo. Bóvio fez falta dura no meio-campo e recebeu o cartão vermelho diretamente.

No segundo tempo, os gols saíram em maior número. O Figueirense ampliou aos 20min, em lindo chute de fora da área de Henrique. Três minutos depois, Luiz Alberto, cobrando falta, diminuiu para o Santos.

Apesar do gol santista, o Figueirense continuou melhor em campo e pressionando. O terceiro gol catarinense também saiu em cobrança de falta. Márcio Martins chutou forte, a bola desviou em Alexandre e entrou.

FIGUEIRENSE
Dalton, Bruno (Bolívia), Vinícius, Édson e Edno (Márcio Martins); Moreira, Henrique, Rodrigo Souto e Fernandes; Alexandre, Tiago Silvy (Cláudio)
Técnico: Adílson Batista

SANTOS
Saulo; Zé Leandro, Rogério, Luiz Alberto e Carlinhos (Alexandre); Heleno, Bóvio, Luciano Henrique (Edmílson) e Léo Lima; Basílio (Diego) e Cláudio Pitbull
Técnico: Serginho Chulapa (interino)

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Fabrício Neves Corrêa (RS)
Auxiliares: Sérgio Buttes C. Filho (RS) e Luiz Roberto P. Guaranha (RS)
Cartões amarelos: Heleno (S), Carlinhos (S), Rogério (S), Alexandre (S), Vinícius (F)
Cartão vermelho: Bóvio
Gol: Alexandre, aos 10min do primeiro tempo; Henrique, aos 20min, Luiz Alberto, aos 23min, e Márcio Martins, aos 30min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias