! Corinthians perde e volta a falhar em estréia no Paulistão - 11/01/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  11/01/2006 - 17h36
Corinthians perde e volta a falhar em estréia no Paulistão

Da Redação
Em São Paulo

A última vitória do Corinthians em uma estréia de Campeonato Paulista aconteceu em 2003. Desde então, o time alvinegro teve três começos frustrados no Estadual. O terceiro aconteceu nesta quarta-feira, em Bauru, com revés por 1 a 0 no confronto com o Noroeste.

TEVEZ FORA DOMINGO
O atacante argentino Carlos Tevez havia pedido para não enfrentar o Noroeste nesta quarta, mas não foi atendido. O jogador não repetiu as atuações que o levaram a ser eleito o melhor jogador do Campeonato Brasileiro de 2005 e não conseguiu impedir que o Timão fosse derrotado em sua estréia no Paulista 2006. Agora, o técnico Antônio Lopes entendeu o recado e Tevez não joga contra a Portuguesa Santista no domingo, quando estará em Buenos Aires. Leia mais
Com isso, o Corinthians completa três temporadas sem vencer na primeira rodada do Campeonato Paulista. O último êxito aconteceu em 2003, quando a equipe do Parque São Jorge enfrentou o Marília e fez 2 a 0 (gols do atacante Deivid e do meia Renato).

Nas duas temporadas seguintes, o Corinthians teve um empate por 2 a 2 com o Atlético Sorocaba e uma derrota por 2 a 1 para o Mogi Mirim, no ano passado, no Pacaembu. A história vivida em 2005, aliás, foi revivida nesta quarta-feira. Afinal, o gol do Noroeste foi marcado em um chute de fora da área do volante Luciano Santos, lembrando o gol do centroavante Neto no último Estadual.

Além de trazer lembranças negativas, o resultado do Corinthians nesta quarta-feira representa o primeiro fracasso dos testes pensados pelo técnico Antônio Lopes. O comandante alvinegro começou com três zagueiros, mudou para três atacantes e não conseguiu fazer sua equipe dominar os donos da casa.

ARBITRAGEM GERA POLÊMICA

Na derrota para o Noroeste, o Corinthians teve um jogador expulso - Gustavo Nery - e um gol legítimo, do volante Marcelo Mattos, não validado. Os jogadores do Alvinegro usaram o gol não marcado do volante para criticar o tratamento dado ao pênalti ignorado por Márcio Rezende de Freitas em Tinga no ano passado, no empate por 1 a 1 com o Internacional de Porto Alegre, em lance decisivo para o Campeonato Brasileiro.

Logo em sua primeira partida no Paulistão 2006, o Corinthians demonstra que a polêmica em torno das arbitragens no Brasileiro 2005 ainda será tema de muita discussão este ano. Leia mais
"Nós até tivemos um bom desempenho, mas o físico pesou muito. Os jogadores do Noroeste estão treinando há muito mais tempo que a nossa equipe, e é claro que isso faz diferença. Ainda estamos começando a temporada e não temos o rendimento ideal", admitiu o zagueiro Betão.

Na segunda rodada do Campeonato Paulista, Noroeste e Corinthians entrarão em campo no domingo. Às 17h, o time do interior vai encarar o América em São José do Rio Preto. Mais tarde, às 18h10, o Corinthians receberá a Portuguesa Santista no Pacaembu.

O jogo
Escalado com três zagueiros (Wescley na direita, Betão no meio e Wendel na esquerda), o Corinthians começou o confronto com o Noroeste disposto a valorizar a posse de bola. Tranqüilo, o time da capital tentou segurar o ritmo do jogo.

O problema é que, desde o início, o Noroeste demonstrou estar fisicamente melhor que o Corinthians. "Eles tiveram mais tempo para fazer a preparação e isso fez diferença hoje [quarta-feira]. Nosso time está muito mais cru que o deles", ponderou o zagueiro Betão.

Com isso, o Noroeste foi superior no início do confronto. E o Corinthians só ameaçou aos 24min, quando Marcelo Mattos arriscou um chute da intermediária. A bola bateu no travessão e ultrapassou a linha do gol. Entretanto, o árbitro Paulo César de Oliveira ignorou o lance.

Quando o Noroeste chutou de fora da área, contudo, Paulo César de Oliveira não teve como ter dúvidas. Luciano Santos recebeu passe rasteiro na meia-esquerda aos 37min da etapa inicial e chutou de primeira, de pé direito, no ângulo direito do goleiro Marcelo.

"Foi um lance de muita felicidade. Sobrou uma bola para mim e eu acabei fazendo um gol que não acontece todo dia. Acabei recebendo um prêmio pela postura da nossa equipe, que foi mais ofensiva desde o começo", analisou Luciano Santos.


 NOROESTE 1 X 0 CORINTHIANS 
26Finalizações10
5Chutes a gol2
8Dribles16
279 (229/50)Passes (certos/errados)246 (191/55)
8Escanteios6
31Faltas23
0Impedimentos3
Preocupado com o rendimento do Corinthians no primeiro tempo, o técnico Antônio Lopes abandonou o esquema com três zagueiros e trocou o defensor Wescley pelo estreante atacante Rafael Moura durante o intervalo. "Minha principal característica é a finalização, e foi isso que ele pediu para mim. Vamos tentar acabar com a sobra na defesa deles e pressionar um pouco", avisou o suplente antes de entrar.

A modificação melhorou o rendimento do Corinthians, que passou a utilizar mais as laterais e conseguiu assumir o controle do confronto. O problema é que, depois de alguns minutos de domínio alvinegro, o mau estado físico da equipe da capital ficou evidente.

Prova disso é que as melhores oportunidades do Corinthians no segundo tempo foram criadas pelo meia Élton e o atacante Rafael Moura, que entraram depois do intervalo e mostraram mais disposição que o restante da equipe. O Noroeste, por sua vez, tocou a bola lateralmente e ouviu sua torcida gritar "olé" diante do atual campeão nacional.

NOROESTE
Mauro; Paulo Sérgio, Edmílson, Bonfim e Cláudio; Hernani, Luciano Santos, Lenílson (Luiz Carlos) e Luciano Bebê; Rodrigo Tiuí (Felipe Oliveira) e Otacílio Neto (Rafael Costa)
Técnico: Paulo Comelli

CORINTHIANS
Marcelo; Wescley (Rafael Moura), Betão e Wendel; Coelho (Élton), Marcelo Mattos, Rosinei (Edson), Carlos Alberto e Gustavo Nery; Tevez e Nilmar
Técnico: Antônio Lopes

Local: Estádio Alfredo de Castilho, Bauru (SP)
Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa-SP)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Marinaldo Silvério
Cartões amarelos: Paulo Sérgio (N), Edmílson (N), Gustavo Nery (C), Cláudio (N), Lenílson (N), Carlos Alberto (C)
Cartões vermelhos: Gustavo Nery (C)
Gol: Luciano Santos, aos 37min do primeiro tempo

Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias