! Edmundo 'some', e zaga dá vitória ao Palmeiras - 12/01/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  12/01/2006 - 22h30
Edmundo 'some', e zaga dá vitória ao Palmeiras

Da Redação
Em São Paulo

A espera e o otimismo pela reestréia de Edmundo no Palmeiras foram grandes, mas o atacante não conseguiu corresponder às expectativas da torcida alviverde. Apagado e alvo de eficiente marcação, ele pouco fez na vitória por 2 a 1 sobre o Ituano, na noite desta quinta-feira, pela primeira rodada do Campeonato Paulista. O destaque, na verdade, foi para os zagueiros.

Rubens Cavallari/FI
Na volta ao Palmeiras, Edmundo é ovacionado, mas tem atuação apagada e sai no 2º tempo
Ainda assim, os quase 28 mil pagantes que foram ao Parque Antarctica para prestigiar o experiente jogador aplaudiram o ídolo aos 16min do segundo tempo, quando ele deixou o gramado para a entrada de Washington.

"É difícil descrever essa emoção, é algo que você sente na hora, mas para transformar em palavras é complicado. Foi fantástico, uma alegria muito grande", comentou o atacante, emocionado.

Os mesmos aplausos direcionados a Edmundo também reconheceram a importância da defesa alviverde no primeiro triunfo do ano. Afinal, enquanto os holofotes ficaram virados para o atacante, Daniel e Gamarra fizeram os gols que garantiram a vitória.

Com o resultado, o Palmeiras é o primeiro clube grande a somar três pontos no Paulista. Enquanto o São Paulo ainda não estreou, os rivais Corinthians e Santos tropeçaram em suas estréias para completar a festa alviverde.

A partida marcou ainda a estréia de algumas das novas caras na equipe de Emerson Leão, além do retorno de Edmundo. Paulo Baier, Enílton, Amaral e Ricardinho fizeram a primeira apresentação com a camisa palmeirense e, exceção feita a Ricardinho, todos como titulares.

PALMEIRAS MANTÉM TABUS
Além de satisfazer a torcida alviverde, a vitória sobre o Ituano nesta quinta representou a manutenção de dois longos tabus favoráveis ao Palmeiras.

No principal deles, o time completou 11 anos sem sofrer uma derrota na estréia do Campeonato Paulista. O último revés aconteceu na edição de 1995, quando a Portuguesa bateu o Verdão por 2 a 1.

A outra marca ostentada é no duelo direto com o Ituano. Afinal, como mandante, o Palmeiras venceu as sete partidas já realizadas diante da equipe do interior. Todas foram válidas pelo Estadual.
As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, pela segunda rodada do Estadual. O Palmeiras faz seu primeiro jogo fora de casa ao enfrentar o Marília no estádio Abreuzão, no interior. O Ituano, ao contrário, atua diante de sua torcida, recebendo o São Caetano no Novelli Júnior.

O jogo
Animado pela euforia da torcida, o Palmeiras começou a partida pressionando a equipe do interior. Valorizando a posse de bola, os anfitriões buscaram o domínio do meio-campo desde o início e logo o conseguiram. Os comandados de Leão só não tiveram moleza na aproximação à meta de André Luis.

Acuado, o Ituano só chegou ao gol de Marcos com seis minutos de bola rolando. E, na primeira chance, não desperdiçou. Fernando Gaúcho recebeu na entrada da área e tocou rapidamente para Juliano. Livre de marcação, o camisa 10 bateu no canto esquerdo de Marcos para inaugurar o placar.

O gol fez o time rubro-negro se empolgar no jogo. Aos poucos, o Ituano equilibrou o duelo no meio-campo e aumentou a freqüência de suas chegadas no ataque. O Palmeiras, explorando bastante as laterais, também se manteve próximo à área adversária com perigo.

Sem encontrar muitos espaços, a equipe de Leão partiu para os cruzamentos até empatar o jogo, o que aconteceu aos 30min. Cristian cobrou falta da direita, a bola desviou em Daniel, que, "assustado", garantiu a igualdade para os anfitriões.

A igualdade tornou a partida mais aberta, com o Ituano mostrando maior ímpeto ofensivo. Aos 33min, Paulo Santos por pouco não recolocou os visitantes em vantagem, carimbando a trave esquerda de Marcos após ganhar na corrida do paraguaio Gamarra. Cris, de dentro da área, também assustou com chute para fora.

Após o intervalo, o Palmeiras repetiu o panorama do início da partida e voltou melhor do vestiário. No entanto, ao contrário do que ocorreu no primeiro tempo, a equipe anfitriã não demorou para fazer seu gol e virar o placar.

Aos 20min, depois de rebote em escanteio, Ricardinho apareceu na esquerda e levantou na área para Gamarra, que, impedido, completou de cabeça para aliviar a situação alviverde. Juliano, logo em seguida, quase estragou a festa palmeirense, mas a cobrança de falta parou em boa defesa de Marcos.

No outro lado do campo, o goleiro titular do Ituano, André Luis, machucou-se e precisou ser substituído por Jaílson. O reserva não teve paz e precisou mostrar atenção em outro lance aéreo. Daniel cabeceou no ângulo direito e ele saltou bem para fazer a defesa.

Com a vantagem, o Palmeiras diminuiu seu ímpeto ofensivo e passou a administrar a vantagem, dando poucos espaços ao Ituano. O time do interior até que tentou, mas não conseguiu evitar a derrota na primeira rodada.

PALMEIRAS
Marcos; Amaral (Correa), Daniel, Gamarra e Lúcio; Marcinho Guerreiro, Paulo Baier, Cristian (Ricardinho) e Marcinho; Edmundo (Washington) e Enílton
Técnico: Emerson Leão

ITUANO
André Luis (Jaílson); Rodrigo, Erivélton, Adriano e Kauê; Johnny, Pierre, Juliano (Tarciano) e Paulo Santos (Samuel); Cris e Fernando Gaúcho
Técnico: Leandro Campos

Local: estádio do Parque Antarctica, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)
Auxiliares: Valter José dos Reis (SP) e Evandro Luís Silveira (SP)
Público: 27.251 pagantes
Renda: R$ 369.934,00
Cartões amarelos: Cristian (PAL), Johnny (ITU) e Daniel (PAL)
Gols: Juliano, aos 6min, e Daniel, aos 30min do primeiro tempo; Gamarra, aos 20min do segundo tempo

Leia mais


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias