! 'Força total' do Corinthians vence e salva Lopes - 29/01/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  29/01/2006 - 17h55
'Força total' do Corinthians vence e salva Lopes

Da Redação
Em São Paulo

Folha Imagem
Nilmar é abraçado por Tevez, Gustavo Nery, Ricardinho e Marcelo Mattos após marcar
A diretoria do Corinthians exigiu o fim do rodízio de jogadores no Corinthians. O técnico Antônio Lopes obedeceu e conseguiu se salvar da iminência de uma demissão. Jogando em Americana neste domingo, a equipe alvinegra derrotou o Rio Branco por 4 a 1 e manteve uma distância relativamente segura em relação ao rival Palmeiras.

Agora, o time comandado por Lopes tem nove pontos, no quinto lugar. Seis de desvantagem em relação ao time de Leão, líder do Campeonato Paulista. O Rio Branco tem cinco, na 15ª colocação.

Fora de casa, mas com expressiva presença de torcedores corintianos, Ricardinho fez sua reestréia com a camisa alvinegra. Ao lado de Gustavo Nery e Tevez, passou a integrar um dos melhores setores esquerdos do futebol brasileiro. Todos jogadores de seleção.

Os três participaram dos lances que terminaram em gols do Corinthians. Gustavo Nery fez o lançamento para Rosinei, que deu o passe para o primeiro gol, Tevez marcou o segundo e Ricardinho fez o passe do terceiro.

A estréia de Ricardinho em sua segunda passagem pelo Corinthians, entretanto, não teve o mesmo brilho do que na primeira. Em sua primeira partida com a camisa alvinegra, no dia 16 de junho de 1998, o meia participou da vitória que eliminou o rival Palmeiras do torneio Maria Quitéria. Depois do empate por 1 a 1 no tempo normal, a equipe alviverde foi eliminada nos pênaltis por 4 a 3, com gol de Ricardinho.

MELHOR ATAQUE
Com a goleada sobre o Rio Branco por 4 a 1, o Corinthians alcançou a marca de melhor ataque do Campeonato Paulista, com 12 gols marcados

Desta maneira, a equipe de Antônio Lopes superou o rival e líder Palmeiras, que marcou 11 até aqui.
Ao deixar o gramado após o intervalo de jogo, Gustavo Nery chegou a demonstrar irritação com as falhas da equipe no primeiro tempo, quando o Corinthians empatava por 1 a 1.

A bronca ficou por conta, principalmente, da jogada que originou o gol de empate do Rio Branco. "Não podemos vacilar dessa maneira. No gol deles [Rio Branco], deixamos o cara cruzar da linha de fundo sem nenhuma marcação e um atacante penetrar na área sozinho para fazer o gol", disparou o ala-esquerdo.

O Corinthians volta a campo nesta quarta-feira para enfrentar o São Bento, às 20h30, no Pacaembu. O Rio Branco, por sua vez, tentará a recuperação fora de casa. Na mesma data e horário, vai a Campinas para enfrentar o Guarani.

O jogo
O Corinthians chegou com perigo logo aos 11min. Gustavo Nery avançou e cruzou da esquerda. Nilmar tentou a finalização, mas mandou para fora.

Apesar da estréia de Ricardinho, o meio-campo do Corinthians seguiu com pouca criatividade. Aos 30min, Gustavo Nery tentou lançar Rosinei na direita. A bola passou por baixo das pernas do zagueiro Josias. O meia recebeu, cruzou pelo alto e Nilmar completou de cabeça para o fundo do gol de Marcelo Bonan.

O Rio Branco teve grande chance de igualar aos 39min. O ala Vainer, principal destaque dos donos da casa no primeiro tempo, bateu forte da entrada da área e exigiu grande defesa do goleiro Marcelo.

Aos 42min, o Rio Branco arrancou o empate. Vainer cruzou rasteiro da esquerda e Nunes, oportunista, se infiltrou pelo meio da zaga e tocou para as redes.

Para o segundo tempo, o técnico Antônio Lopes preferiu não fazer alterações na equipe. Não precisou. Logo aos 3min, Rosinei avançou pela direita e enfiou para Tevez. O argentino disparou em velocidade e tocou no contrapé do goleiro Marcelo Bonan para recolocar o Corinthians em vantagem no marcador.

A estrela de Tevez voltou a brilhar aos 19min. O atacante invadiu a área pela esquerda, cortou dois zagueiros do Rio Branco, e chutou forte. Marcelo Bonan se esticou todo para espalmar e evitar o terceiro gol dos visitantes.

Ricardinho, em seu único lance de brilhantismo no jogo, tocou para Nilmar. O atacante arrancou entre os zagueiros, tocou na saída do goleiro e ampliou.

No finalzinho, aos 42min, Carlos Alberto fechou a conta para o Corinthians. O meia aproveitou excelente cruzamento de Tevez e, de cabeça, mandou para o fundo do gol.

RIO BRANCO
Marcelo Bonan; Josias (Everton), Ozéia e Junior Paulista; Thiago, Diogo, Edimar, Wennedy(Hanuch) e Vainer; Fabiano Gadelha (Rafael Iotte) e Nunes.
Técnico: Ruy Scarpino

CORINTHIANS
Marcelo; Eduardo Ratinho (Coelho), Betão, Wescley e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Bruno Octávio, Rosinei (Carlos Alberto) e Ricardinho; Tevez e Nilmar (Xavier)
Técnico: Antônio Lopes

Local: estádio Dévio Vitta, em Americana (SP)
Árbitro: Élcio Paschoal Borborema
Auxiliares: Everson Luiz L. Soares e Flávio Alexandre Silveira
Cartões amarelos: Wescley (C), Josias(R), Wennedy(R), Marcelo(C), Ozéia(R) e Bruno Octávio (C)
Gols: Nilmar, aos 30min, e Nunes, aos 42min do primeiro tempo; Tevez, aos 3min, Nilmar, aos 30min, e Carlos Alberto, aos 42min do segundo tempo.

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias