! Santos vence 3ª seguida e encosta no Palmeiras - 02/02/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  02/02/2006 - 22h12
Santos vence 3ª seguida e encosta no Palmeiras

Da Redação
Em São Paulo

Três vitórias seguidas, todas com três gols a favor. Com essa seqüência, o Santos vê o topo da tabela do Campeonato Paulista cada vez mais próximo. O time alvinegro bateu o Santo André por 3 a 0 nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, e diminuiu para apenas dois pontos a desvantagem para o líder Palmeiras (que tem um jogo a menos).

TRÊS VITÓRIAS SEGUIDAS
Santos 3 x 2 Marília
América-SP 2 x 3 Santos
Santos 3 x 0 Santo André
O Santos soma agora 13 pontos e ocupa a terceira colocação do Campeonato Paulista. O time dirigido por Vanderlei Luxemburgo está atrás apenas de Palmeiras e Noroeste, ambos com 15 pontos (o time do interior, por ter pior saldo de gols, fica com a segunda colocação).

"Agora estamos chegando no nosso lugar. O professor [Vanderlei] Luxemburgo sempre falou para nós que as outras equipes que precisam correr atrás do Santos e não o Santos que precisa correr atrás dos outros", comemorou o meia Magnum, que fez seu primeiro gol com a camisa da equipe da Vila Belmiro.

Além de diminuir a desvantagem do Santos para os líderes do Campeonato Paulista, o triunfo desta quinta-feira tem um significado psicológico para o time alvinegro. "Ganhamos moral, é claro. O lado emocional é fundamental. Vencemos a terceira seguida e embalamos", avisou o goleiro Fábio Costa, que defendeu uma penalidade cobrada por Túlio.

Seguindo o planejamento do técnico Vanderlei Luxemburgo, ainda, o Santos venceu uma decisão nesta quinta-feira. O comandante alvinegro considera fundamentais os confrontos com equipes com remotas chances de conquistar o título, ainda mais quando sua equipe atuar dentro de casa.

Nesta temporada, aliás, o Santos tem 100% de aproveitamento nas partidas que fez como mandante. O time alvinegro recebeu três rivais em sua casa e venceu todos os duelos (2 a 0 sobre o Mogi Mirim, 3 a 2 diante do Marília e 3 a 0 contra o Santo André).

SANTOS EM CASA
Santos 2 x 0 Mogi Mirim
Santos 3 x 2 Marília
Santos 3 x 0 Santo André
Enquanto o Santos curte fase positiva, o Santo André faz campanha irregular. O time do ABC somou apenas seis pontos no Campeonato Paulista até aqui. Com isso, permanece no 13º posto da tabela de classificação.

No próximo domingo, Santos e Santo André atuarão como visitantes na sétima rodada do Campeonato Paulista. Curiosamente, porém, nenhum deles vai jogar na casa de seu rival. O time alvinegro fará o clássico do litoral contra a Portuguesa Santista, no estádio Anacleto Campanella (em São Caetano do Sul). O Santo André terá pela frente outra Portuguesa, a da capital, mas no Parque Antarctica (o Canindé ainda está em fase final de reforma em seu gramado).

O jogo
"O Santos é um grande time e vamos atuar fora de casa. Por isso, sabemos que precisamos esperar o adversário no nosso campo, defender com qualidade e acertar os contra-golpes", avisou o atacante Leandrinho, do Santo André, antes do início do confronto desta quinta-feira.

OS PRIMEIROS GOLS
Entre os três jogadores que marcaram os gols do Santos nesta quinta-feira, dois nunca haviam balançado as redes adversárias com a camisa do time alvinegro.

O primeiro gol do Santos foi marcado pelo meia Léo Lima, que chegou à Vila Belmiro na temporada passada, e o terceiro foi feito pelo meia Magnum, contratado em 2006.

Diferentemente de seus companheiros, o atacante Jonas marcou seu quarto gol no Campeonato Paulista e encostou nos artilheiros Tevez e Nilmar, ambos do Corinthians, cada um com cinco.

"É claro que eu quero ser artilheiro. Estou trabalhando para ajudar a minha equipe e fico muito feliz quando vejo que os gols estão acontecendo", comemorou o camisa 7 do Santos.
Realmente, o que se viu em campo foi o Santo André com postura extremamente cautelosa. Com forte marcação sobre os homens de criação do Santos e alto número de faltas na intermediária, o time do ABC procurou impedir os avanços da equipe alvinegra e sequer ameaçou nos contra-ataques.

"Eles vieram muito fechados e nós não tivemos paciência. Forçamos demais os passes e acabamos errando demais na criação. A bola chegou pouco aos nossos homens de frente, e assim foi complicado concluir", admitiu o meia Rodrigo Tabata, do Santos.

Com forte marcação sobre os homens de criação do Santos, o time da casa só ameaçou o gol do Santo André quando seus laterais funcionaram. Foi assim aos 7min da etapa inicial, quando Kléber cruzou na cabeça de Galvão e o camisa 9 desviou no travessão de Júlio César.

Só que os alas santistas foram pouco acionados durante a etapa inicial e deram tom moroso ao confronto com o Santo André. A situação só começou a mudar no segundo tempo, quando Makelele cometeu duas faltas duras (uma sobre Rodrigo Tabata e outra em Jonas) e foi expulso de campo.

"A gente sabia que ia acabar sendo assim. Era só questão de forçar. O juiz estava deixando o jogo rolar no primeiro tempo e ignorou muitas faltas, mas eles [Santo André] pararam o jogo toda hora", ponderou o goleiro Fábio Costa.

Com um homem a menos, o Santo André não conseguiu manter a forte marcação no meio-campo. E com isso, ofereceu espaço para o Santos abrir o placar. Aos 25min, Kléber cruzou da esquerda e Léo Lima, que havia acabado de entrar, tocou de cabeça para vencer Júlio César.

Aos 30min, porém, o Santos quase jogou sua vantagem fora em um lance confuso. Pará invadiu a área pela direita e chutou cruzado. Fabinho tentou dominar na coxa, se enrolou e tocou com o braço na bola. Túlio cobrou no canto esquerdo de Fábio Costa, que praticou a defesa.

O pênalti perdido acabou com o ímpeto do Santo André. O Santos teve duas oportunidades para marcar, ambas desperdiçadas por Gilmar, e ampliou sua vantagem aos 35min. Jonas recebeu dentro da grande área, girou o corpo e concluiu de esquerda. A bola encobriu Júlio César e entrou.

E aos 41min, quando Gilmar acertou sua primeira jogada, o Santos deu números finais à vitória. O atacante invadiu a área pela direita e rolou para Magnum, que tocou de primeira para sentenciar a vitória alvinegra.

SANTOS
Fábio Costa; Fabinho, Julio Manzur, Luiz Alberto e Kléber; Maldonado (Magnum), Rodrigo Tabata, Wendell (Léo Lima) e Cléber Santana; Jonas e Galvão (Gilmar)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

SANTO ANDRÉ
Júlio César; Diego Padilha, Da Guia (André Luiz) e Gabriel; Túlio, Ramalho, Makelele, Edson Ramalho (Makanaki) e Pará; Leandrinho e Juninho Cearense (Ronaldo)
Técnico: Roberto Fernandes

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Kléber José de Melo
Auxiliares: Dante Mesquita Júnior e Maurício Machado Ferronato
Cartões amarelos: Maldonado (S), Manzur (S), Kléber (S), Fabinho (S), Gilmar (S)
Cartão vermelho: Makelele (SA)
Gols: Léo Lima, aos 25min, Jonas, aos 35min, Magnum, aos 41min do segundo tempo

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias