! São Paulo aposta na velocidade para vencer a Portuguesa Santista - 12/02/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  12/02/2006 - 09h04
São Paulo aposta na velocidade para vencer a Portuguesa Santista

Por Toni Assis
Da Folhapress
Em São Paulo

Dinamismo, vivacidade e objetividade. O São Paulo dos sonhos, que impressionou seu técnico e a torcida durante o primeiro tempo do jogo diante da Portuguesa, é o modelo a ser seguido por Muricy Ramalho para tentar a quarta vitória consecutiva no Paulista-06 neste domingo, às 16h, contra a Portuguesa Santista, na Vila Belmiro.

ATAQUE EM BOA FASE
Motivo de preocupação do técnico Muricy Ramalho no início do Paulista, o gol se tornou uma constante nos últimos quatro jogos do São Paulo, quando o time registrou média de três tentos por jogo. Neste domingo, contra a Portuguesa Santista, o treinador estabeleceu como desafio superar ou pelo menos manter esse índice.

"O que me deixa tranqüilo é que nosso time está criando muitas chances de gol. Perder as oportunidades faz parte do jogo, mas pior seria se o nosso time não criasse jogadas", disse o técnico.

E, de fato, a partida contra o Guarani parece ter sido um divisor de águas. Até o confronto com a equipe de Campinas, o São Paulo só havia marcado na vitória de 2 a 1 sobre o São Caetano. Antes, havia passado em branco nos revezes perante o Santo André e o Juventus -ambos por 1 a 0.

Mas, a partir do duelo com o Guarani (3 a 3), a equipe se reencontrou com o gol. Depois, vieram as vitórias sobre o Marília (2 a 0), o Palmeiras (4 a 2) e por último, a Portuguesa (3 a 1).

Para o atacante Thiago, o importante é o São Paulo não mudar o que vem dando certo. "À exceção do Palmeiras, ninguém jogou de igual para igual com o São Paulo. O Muricy insiste nos fundamentos para que o resultado apareça no campo", falou o jogador, artilheiro da equipe no Paulista.

Tendo Alex Dias como companheiro, Thiago disse que as arrancadas devem ser a tônica são-paulina na Vila Belmiro. "Além do Alex, tem eu, o Júnior e o Souza. O importante é a variação de jogadas e a troca de posições para confundir o time deles."
"Gosto de time vivo e dinâmico. Como tenho atletas para isso, usamos as jogadas rápidas. Hoje, o futebol é assim. A maioria dos jogadores fica atrás da linha da bola. Depois, você parte para o ataque. Se não fizer isso, não surpreende ninguém", afirmou o treinador.

Apesar de ter a forma ideal de atuação na cabeça e de já tê-la visto na prática, Muricy ainda luta contra um velho problema: a oscilação do time. "Sei que isso é normal. Ninguém agüenta manter um ritmo desse o tempo todo. Mas não pode tirar o pé. No segundo tempo, a equipe voltou sonolenta. Tive que acordar alguns jogadores", falou o treinador.

O São Paulo soma 13 pontos e vai ter pela frente, de acordo com seu próprio treinador, a segunda das três decisões que definirão se sua equipe será uma das candidatas ao título. "O jogo contra a Portuguesa era uma decisão, pois o time precisava da vitória para se recuperar. Agora, diante da Portuguesa Santista e do Bragantino, vamos igualar o número de jogos dos rivais e vamos ter de pontuar ao máximo", disse Muricy.

Em relação ao time, deverá haver apenas uma novidade. O zagueiro Lugano voltou aos treinos e usou uma máscara de proteção sobre o nariz, fraturado no empate de 3 a 3 contra o Guarani, no Morumbi, há duas semanas.

"Vamos conversar com os médicos. Sei que o Lugano é um jogador de muita coragem, mas ele joga numa posição em que não se pode falhar. Não sei se a máscara atrapalha a visão do jogador", falou o treinador. Caso o atleta uruguaio fique de fora, André Dias continuará no time, ao lado de Fabão e Alex.

Sobre o adversário, o discurso no elenco é de cuidado. A Portuguesa Santista, alvo de goleadas ante o Corinthians (5 a 1) e o Palmeiras (4 a 0), surpreendeu o Santos no torneio e tem nove pontos. "Sabemos que eles vão jogar no nosso erro. O segredo é ter paciência para conseguir mais uma vitória", disse o atacante Thiago.

Na Portuguesa Santista, o técnico Sérgio Guedes se vê às voltas com alguns desfalques para enfrentar o time da capital. Com o lateral-esquerdo Jailson e o zagueiro Marcelo Magalhães suspensos, Juá e Accioly poderão ganhar vaga no time. A grande novidade deverá ser o retorno do goleiro Ronaldo, que volta após cumprir suspensão automática.

PORTUGUESA SANTISTA
Ronaldo; Marco Aurélio, Accioly, Joel e Juá; Emerson, Julio César (Fabão), Alex Silva e Rodrigo; Léo Mineiro e Rodriguinho
Técnico: Sérgio Guedes

SÃO PAULO
Rogério; Fabão, Lugano (André Dias) e Alex; Souza, Mineiro, Josué, Danilo e Júnior; Alex Dias e Thiago
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio da Vila Belmiro, em Santos
Horário: 16h
Juiz: Luis Marcelo Vincentim Cansian

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias