! Santos vence Corinthians com gol de Geílson - 12/02/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  12/02/2006 - 20h09
Santos vence Corinthians com gol de Geílson

Da Redação
Em São Paulo

Geílson começou como reserva e só entrou em campo porque o atacante Reinaldo sentiu dores na coxa esquerda logo nos primeiros minutos de jogo. O reserva entrou em campo e teve atuação apagada, apesar de correr bastante. No entanto, foi dele o gol que garantiu a vitória do Santos sobre o Corinthians na noite deste domingo. O clássico, válido pela nona rodada do Campeonato Paulista, terminou 1 a 0. O resultado levou o time da Vila Belmiro à vice-liderança do certame.

CENAS DO CLÁSSICO

Carlitos Tevez recebe uma marcação cerrada no jogo


Partida marca o retorno de Roger, recuperado de lesão


Jogadores do Santos reclama de gol neste lance de Cleber


Geílson comemora gol da vitória santista no Morumbi
O jogador, no entanto, descartou o rótulo de herói da vitória no clássico e dividiu a responsabilidade pelo sucesso com os demais atletas do grupo santista, que conseguiu superar a expulsão do zagueiro Luís Alberto. "O gol não foi tão importante pela vitória, mas sim por todo o elenco. Mesmo com dez jogadores alcançamos um resultado tão importante", disse o jogador.

A forte marcação aplicada pelo Santos, que conseguiu neutralizar o toque de bola do time de Antônio Lopes, foi apontada como a grande responsável pela vitória. Vanderlei Luxemburgo fez mistério com a escalação e surpreendeu ao entrar em campo com uma formação com três zagueiros e apenas um atacante.

O volante santista Maldonado creditou a Luxemburgo a vitória no clássico. Segundo ele, a partida confirmou uma velha máxima do futebol. "O jogo de hoje [domingo] mostrou que treinador ganha jogo sim. O Vanderlei armou o time direitinho e conseguiu neutralizar o Corinthians. Isso fez toda a diferença", afirmou.

O Santos ainda teve um gol não marcado. Cléber Santana cobrou falta da esquerda e o goleiro Marcelo segurou a bola quando ela já tinha cruzado a linha do gol. O árbitro, encoberto, não conseguiu ver o lance.

A derrota no clássico marcou o retorno de Roger ao time do Corinthians. O meia entrou no segundo tempo no lugar de Carlos Alberto. Roger estava afastado dos gramados desde outubro do ano passado. Ele fraturou a fíbula durante uma partida contra o Vasco, válida pelo Brasileirão.

Ao contrário dos jogadores do Santos, Gustavo Nery encontrou no próprio Corinthians a explicação para o resultado. "Deixamos de fazer gols que deveríamos fazer no início do jogo. Se tivéssemos marcado, depois da expulsão do Luís Alberto, teríamos conseguido a vitória", lamentou o lateral-esquerdo.

Com o resultado, o Santos foi a 19 pontos e empatou com o líder Noroeste em número de pontos. A equipe da Vila Belmiro fica na segunda posição porque perde para o time do interior no saldo de gols. Já o Corinthians manteve os 15 pontos e está na sexta colocação.

O Corinthians vai à Colômbia na próxima quarta-feira para fazer sua estréia pela Libertadores. Fora de casa, irá enfrentar o Deportivo Cali, clube que disputou a final do torneio em 99, ano em que o arqui-rival Palmeiras conquistou o torneio continental. A partida está marcada para as 22h (de Brasília).

A equipe santista também viaja no meio de semana. O time comandando por Vanderlei Luxemburgo, na quarta-feira, vai a Aracaju para enfrentar o Sergipe pela primeira fase da Copa do Brasil. O confronto será realizado às 22h.

O jogo
Depois de muita conversa com o técnico Antônio Lopes para adaptar a equipe à formação surpresa armada por Vanderlei Luxemburgo, o Corinthians começou a partida envolvendo o Santos com um bom toque de bola. Logo aos 4min, Carlos Alberto faz boa jogada pela direita e cruzou. Fábio Costa saiu mal do gol e a bola bateu na trave. Na sobra, Nilmar escorregou e não conseguiu completar.

Luxemburgo, que fez mistério com a escalação do Santos, teve de gastar a primeira alteração logo aos 15min. Reinaldo sentiu dores na coxa esquerda e teve de ser substituído. Na vaga aberta no setor ofensivo, entrou Geílson.

O Corinthians voltou a levar perigo aos 22min. Tevez enfiou uma bola para Marcelo Mattos. O volante bateu na saída de Fábio Costa, mas o goleiro conseguiu dar um tapa na bola e mandou para escanteio.

LUXA CRITICA ARBITRAGEM
Irritado com os erros de arbitragem contra sua equipe, Vanderlei Luxemburgo não poupou críticas a José Henrique de Carvalho, que apitou o clássico. O treinador reclamou de favorecimento ao Corinthians.

"Não estou reclamando, apenas. Estou pedindo critérios iguais, só isso. Ele poderia ter expulsado o Carlos Alberto e não o fez", disse. "Eu apoio a renovação do quadro de árbitros, mas não podemos ser prejudicados por isso", completou.
Jogando melhor, o time de Parque São Jorge teve nova chance aos 39min. Coelho cobrou falta sofrida por Gustavo Nery na intermediária. A bola desviou na barreira, subiu, e bateu no travessão de Fábio Costa.

O Santos criou pouco na primeira etapa, mas conseguiu neutralizar boa parte das tentativas do rival. Tevez e Nilmar ficaram isolados na frente e o Corinthians não conseguiu emplacar uma boa seqüência de passes.

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo. Mas, aos 5min, o santista Fabinho fez falta em Carlos Alberto, que caiu sentindo dores. Roger, que ainda não jogou nesta temporada, começou a aquecer, mas o camisa 19 conseguiu se recuperar e voltou para o jogo.

Na etapa complementar, o jogo seguiu muito parecido com o primeiro. O Santos, dominando a marcação, conseguiu ir mais vezes ao ataque. No entanto, errou as finalizações. O Corinthians, nas vezes que conseguiu chegar, levou mais perigo.

Aos 15min, Marcelo Mattos fez boa jogada e tocou para Nilmar. O atacante não conseguiu alcançar e a bola chegou em Ricardinho, que bateu para fora.

O aguardado retorno de Roger aconteceu aos 19min. O técnico do Corinthians, Antônio Lopes, tirou Carlos Alberto para a entrada do meia. O camisa 7 não jogava desde outubro do ano passado, quando fraturou a fíbula em uma partida contra o Vasco da Gama, pelo Brasileirão.

Aos 29min, Ricardinho passou para Tevez já dentro da área. O argentino arrancou próximo à linha de fundo e chutou. O goleiro Fábio Costa, bem posicionado, fez grande defesa.

O Santos marcou o gol da vitória aos 33min. Geílson recebeu lançamento de Fabinho, ganhou na corrida de dois marcadores e chutou no canto esquerdo do goleiro Marcelo.

A equipe da Vila Belmiro teve ainda um gol não marcado pelo árbitro em uma cobrança de Cléber Santana pela esquerda.

CORINTHIANS
Marcelo; Coelho, Marinho, Betão e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Bruno Octavio (Elton), Ricardinho e Carlos Alberto (Roger); Tevez e Nilmar (Rafael Moura)
Técnico: Antônio Lopes

SANTOS
Fábio Costa; Luís Alberto, Julio Manzur e Domingos; Neto (Wendell), Fabinho, Maldonado, Rodrigo Tabata (Léo Lima), Cléber Santana e Kléber; Reinaldo (Geílson)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: José Henrique de Carvalho
Auxiliares: Ednilson Corona e Nilson de Souza Monção
Cartões amarelos: Maldonado (S), Julio Manzur (S), Carlos Alberto(C), Fabinho (C), Geílson (S), Wendel (S), Tevez (C)
Cartão vermelho: Luís Alberto (S)
Gol: Geílson, aos 33min do segundo tempo

Leia mais

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias