! São Paulo mantém rotina e afunda Corinthians - 07/05/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  07/05/2006 - 17h57
São Paulo mantém rotina e afunda Corinthians

Da Redação
Em São Paulo

Entre classificados e traumatizados, vantagem para os primeiros. Mantendo a rotina de vitórias sobre o Corinthians, que vem de eliminação caótica na Copa Libertadores, o São Paulo piorou ainda mais o ambiente do arqui-rival ao vencer por 3 a 1 neste domingo, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro.

VIRADA TRICOLOR

Nilmar dá esperança ao Corinthians no 1º tempo


Souza aproveita falha de Silvio Luiz e empata o jogo


Após a virada, Lenílson faz o terceiro e acaba com o jogo

Jogando no estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto, por causa da revolta da torcida alvinegra (que protagonizou cenas de vandalismo na derrota para o River Plate), os dois times fizeram um duelo digno da tradição e da história que envolve o clássico. O futebol ofensivo, em uma partida disputada, valorizou o duelo, mas rendeu mais frutos ao São Paulo.

Classificado às quartas-de-final da Libertadores após superar o Palmeiras, o time tricolor mais uma vez contribuiu para a crise rival, feito comum nos últimos anos. O São Paulo não perde para o clube do Parque São Jorge desde a final do Campeonato Paulista de 2003. Desde então, foram sete vitórias e três empates.

"O São Paulo é um time acostumado a vencer os clássicos. É sempre super importante mostrar dentro de campo a nossa superioridade", comentou o zagueiro Diego Lugano.

Já o Corinthians, em clima tenso e com o temor de mais uma vez ter um técnico demitido após tropeço frente ao arqui-rival, perdeu a oportunidade de obter seu segundo triunfo no Nacional (possui três pontos) e amenizar o conturbado ambiente causado pela derrota para o River Plate, que o eliminou da Libertadores.

"Futebol é resultado. Não adianta jogarmos bem e não vencer. Prefiro é jogar mal e sair com a vitória. Temos que trabalhar", disse Nilmar, autor do único gol alvinegro no duelo desta tarde.

Mesmo com a derrota, o Corinthians garantiu que o rival do Morumbi não causará a demissão de seu técnico pela 15ª vez. Na atual temporada, por exemplo, Antonio Lopes foi o 13º treinador (Dino Sani caiu duas vezes após o clássico) a ser vítima do São Paulo, ainda durante o Campeonato Paulista. "O Ademar tem que ficar com a cabeça tranqüila e continuar trabalhando", disse Kia Joorabchian, homem forte da MSI, parceira alvinegra.

O clube do Morumbi, com o triunfo, chega aos nove pontos na competição nacional e obtém sua primeira vitória como visitante. Já o Corinthians amarga sua terceira derrota e permanece com três pontos, entrando na zona de rebaixamento à Série B.

Pelo Brasileiro, as duas equipes voltam a campo no próximo domingo, dia 14 de maio. Às 16h, o São Paulo encara o Internacional no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Depois, às 18h10, o Corinthians vai até Maringá, onde enfrenta o Paraná no estádio Willie Davis.

Antes da competição nacional, porém, o time tricolor começa as quartas-de-final da Copa Libertadores diante do Estudiantes. O primeiro confronto contra os argentinos acontece nesta quarta-feira, na casa do adversário. O segundo, no Morumbi, será depois da Copa do Mundo.

O jogo
O Corinthians entrou em campo com o peso da eliminação na Libertadores e, por isso, sabia que precisava tomar a iniciativa. "Somos profissionais e temos que dar continuidade. Estamos em um grande clube como o Corinthians e temos responsabilidade. A partir de hoje [domingo], precisamos de bons resultados no Brasileiro", comentou Ricardinho antes da partida.

CLASSIFICAÇÃO
TimePontosSaldo
1) Santos105
2) Fluminense103
4) São Paulo96
17) Corinthians3-2
TABELA COMPLETA
Diante dessa necessidade, a equipe alvinegra teve começo superior ao adversário. Depois de ambos mostrarem ritmo forte nos primeiros 15 minutos, os comandados de Ademar Braga passaram a chegar com mais perigo. Tevez, de cabeça, e Nilmar, em chute cruzado, assustaram Rogério Ceni.

A maior presença corintiana no campo adversário foi recompensada com um gol aos 21min. Carlos Alberto dividiu bola pelo alto e cabeceou na direção de Nilmar. O rápido atacante chegou antes de Lugano, puxou a jogada para o meio da área e bateu de esquerda para colocar o time alvinegro em vantagem.

O gol animou ainda mais a equipe de Ademar Braga. Tanto que, aos 28min, Ricardinho quase ampliou. Nilmar driblou Lugano na direita, dentro da área, e tocou para o meia. O camisa 11, então, livrou-se do marcador e chutou forte, parando em boa defesa de Rogério Ceni.

Foi de Ricardinho também outra grande chance aos 33min. Tevez fez boa jogada com Mascherano e tocou de primeira para o meia, que bateu cruzado, sobre Ceni. Logo em seguida, o São Paulo tentou dar o troco com Júnior. O lateral aproveitou cruzamento de Lenílson, mas cabeceou sobre o gol.

PROBLEMA PARA LIBERTADORES
O São Paulo ganhou alguns problemas para a partida de quarta-feira contra o Estudiantes, pela Libertadores. Três jogadores deixaram o jogo contra o Corinthians machucados e podem desfalcar o time na Argentina.

Aos 14min, Aloísio, um dos heróis da classificação contra o Palmeiras, sentiu a coxa. Dois minutos depois, foi a vez de Josué deixar o gramado, com dores musculares. Ainda no primeiro tempo, aos 40min, André Dias também sentiu dores e deixou o time.

Além dos três, o São Paulo tem outro jogador no estaleiro. O atacante Thiago nem viajou para São José do Rio Preto para enfrentar o Corinthians. No clássico paulista, o único titular poupado foi o meio-campista Danilo.
Alex Dias, em chute cruzado, também chegou perto do empate. Porém, foi Souza quem atingiu o objetivo. Aos 39min, ele cruzou da direita e a bola enganou Silvio Luiz, estufando as redes. Lenílson, em outras duas oportunidades, levou mais perigo à meta corintiana ainda no primeiro tempo, que terminou empatado.

Na volta do intervalo, o Corinthians seguiu pressionando. Aos 7min, depois de chute cruzado de Carlos Alberto, Nilmar se esticou para tocar a bola e ver ela sair pela linha de fundo. Dois minutos depois, Tevez chegou ainda mais perto do segundo gol, acertando o travessão de Rogério Ceni.

A artilharia alvinegra continuou com Edson, que recebeu passe de Tevez fora da área e arriscou de primeira, exigindo grande defesa do goleiro são-paulino. Mas se as investidas corintianas não surtiram efeito, as do time tricolor deram certo em um intervalo de quatro minutos.

Aos 24min, Alex Dias foi lançado por Leandro e bateu cruzado para virar a partida. A torcida tricolor ainda comemorava quando Lenílson conseguiu marcar o terceiro. Leandro deu outra assistência ao cruzar da direita na direção do meia, que cabeceou no canto superior de Silvio Luiz e saiu comemorando.

Sob gritos de olé dos são-paulinos, o Corinthians partiu todo para o ataque buscando pelo menos o empate. Contudo, a missão que já era difícil ficou ainda mais complicada aos 36min, quando Carlos Alberto cometeu falta em Alex e recebeu o segundo amarelo, sendo expulso por Carlos Eugenio Simon. A partir de então, o São Paulo administrou a vantagem para somar mais três pontos.

CORINTHIANS
Silvio Luiz; Coelho (Edson), Betão, Marcus Vinícius e Rubens Júnior; Marcelo Mattos, Mascherano, Carlos Alberto e Ricardinho (Roger); Tevez (Rosinei) e Nilmar
Técnico: Ademar Braga

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Fabão, Lugano e André Dias (Alex); Souza, Mineiro, Josué (Ramalho), Lenílson e Júnior; Aloísio (Alex Dias) e Leandro
Técnico: Muricy Ramalho

Local: estádio Benedito Teixeira, em São José do Rio Preto (SP)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)
Auxiliares: Ednilson Corona (SP) e Aristeu Leonardo Tavares (RJ)
Cartões amarelos: Leandro (SP), Mascherano (C), Lenílson (SP), Lugano (SP), Marcelo Mattos (C), Fabão (SP)
Cartão vermelho: Carlos Alberto (C)
Gols: Nilmar, aos 21min, e Souza, aos 39min do primeiro tempo; Alex Dias, aos 24min, Lenílson, aos 28min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias