! São Paulo encerra irregularidade, vence Vasco e confirma liderança - 04/10/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/10/2006 - 23h51
São Paulo encerra irregularidade, vence Vasco e confirma liderança

Da Redação
Em São Paulo

A queda de ritmo e a irregularidade posteriores à perda do título da Libertadores para o Internacional ficaram para trás. Nesta quarta-feira, o São Paulo voltou a brilhar e fez sua melhor apresentação depois de ter deixado escapar a taça continental. Pior para o Vasco, que perdeu por 5 a 1 para o líder do Campeonato Brasileiro no Morumbi e não conseguiu confirmar seu retrospecto positivo contra as equipes que ocupam a parte superior da tabela de classificação.

"Foi importante vencer o Vasco, mas foi ainda mais importante termos voltado a jogar bem. O São Paulo precisava de uma apresentação assim para mostrarmos que ainda somos muito fortes e que vamos brigar pelo título do Brasileiro até o fim", garantiu o volante Josué, que atuou isolado na marcação nesta quarta-feira (Mineiro foi convocado por Dunga para a seleção brasileira).

A VITÓRIA DO SÃO PAULO
FI
Após gol contra de Andrade, Danilo subiu e marcou o 2º de cabeça
Fotocom
Leandro Amaral diminuiu para o Vasco, mas foi expulso no 1º tempo
Vipcomm
Fabão fez o terceiro de cabeça
FI
Zagueiro Miranda marcou seu primeiro gol pelo time paulsita
FI
E Rogério Ceni fechou a conta
PARANÁ 2 x 1 PONTE PRETA
JUVENTUDE 3 x 2 ATLÉTICO-PR
GRÊMIO 2 x 1 PALMEIRAS
FLAMENGO 4 X 1 FLUMINENSE
FOTOS DA RODADA
O resultado positivo desta quarta-feira mantém a situação confortável do São Paulo no Campeonato Brasileiro. O time tricolor chegou a 53 pontos e manteve a primeira colocação da competição nacional, com cinco pontos de vantagem para o vice-líder Grêmio.

A grande apresentação e a manutenção da liderança do Campeonato Brasileiro só não foram suficientes para o São Paulo encerrar o mau momento de seu ataque. Apesar do retorno do centroavante Aloísio, que ficou seis partidas afastado da equipe em virtude de um problema muscular na coxa, o setor ofensivo do time tricolor completou seis partidas consecutivas sem balançar as redes adversárias na competição nacional.

Enquanto o ataque do São Paulo segue em baixa, o do Vasco conseguiu encerrar um jejum nesta quarta. O time carioca não marcava um gol com a bola rolando desde o dia 31 de agosto, quando empatou por 2 a 2 com a Ponte Preta. No entanto, Leandro Amaral (que fez sua primeira partida como titular e foi expulso antes do intervalo) completou um cruzamento de Diego aos 23min da etapa inicial e acabou com a fase negativa.

O gol marcado com a bola rolando, contudo, foi a única coisa para o Vasco comemorar nesta quarta-feira. O time carioca acumulou a sétima rodada seguida sem triunfar no Campeonato Brasileiro e estacionou nos 38 pontos. Agora, a equipe dirigida por Renato Gaúcho aparece na sétima colocação da competição nacional.

"É engraçado porque as pessoas buscam sempre o lado negativo. Nós estamos há sete jogos sem vencer, mas foram seis empates e só uma derrota. Temos 38 pontos, mas estamos só a cinco da zona de classificação para a Libertadores do ano que vem e vamos brigar pela vaga. Não acho que isso seja um momento ruim", ponderou o treinador vascaíno Renato Gaúcho.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, as duas equipes entrarão em campo às 18h10 deste sábado (7 de outubro). O São Paulo terá outro carioca pela frente e visitará o Fluminense no Maracanã. Já o Vasco receberá o Fortaleza em São Januário, também na capital fluminense.

O jogo
São Paulo e Vasco apostaram em formações ousadas para o duelo desta quarta-feira, no Morumbi. Sem o volante Mineiro, convocado para a seleção brasileira, Muricy Ramalho escalou a equipe paulista com apenas Josué na marcação e três homens criativos no meio-campo (Danilo, Souza e Leandro). Os cariocas responderam com dois jogadores no setor ofensivo (Jean ganhou a companhia de Leandro Amaral, que fez a primeira partida como titular da equipe cruzmaltina).

Num duelo entre duas equipes abertas, porém, prevaleceu a superioridade técnica do São Paulo. "Nós demoramos demais para entrar na partida. Faltou atenção e faltou vontade. Não deu nada certo e assim fica complicado", lamentou o zagueiro vascaíno Fábio Braz.

Se o domínio do São Paulo não era suficiente, o Vasco ainda ajudou os mandantes a abrirem o placar. Júnior recebeu passe na esquerda e tocou para Danilo, que foi à linha de fundo e cruzou rasteiro para trás. Andrade tentou cortar de primeira e mandou contra as próprias redes, sem chances de defesa para Cássio.

Não foi dessa vez que o ataque do São Paulo conseguiu encerrar o jejum de gols. Agora, já são seis jogos que nenhum atacante tricolor balança as redes dos adversários. Porém, o meia Danilo encerrou um longo período sem marcar com a camisa tricolor.

"Estava difícil marcar. A bola batia na trave, o goleiro defendia e fiquei muito tempo sem conseguir fazer um gol. Mas felizmente fui feliz na jogada do Aloísio e conclui bem de cabeça", disse o camisa 10 são-paulino, que não marcava desde o dia 29 de abril, na vitória sobre o Santa Cruz por 4 a 0 no primeiro turno.
CRISE OFENSIVA
LEIA MAIS
SOUZA: É O NOVO MINEIRO?
TORCIDA GRITA: É CAMPEÃO
O gol desmontou o Vasco. O time carioca ainda tentou avançar, mas deu espaços demais para o São Paulo tocar a bola (sobretudo do lado direito). Foi por esse setor que Ilsinho fez grande jogada individual aos 15min e lançou Aloísio, que cruzou na pequena área. Danilo desviou de cabeça e ampliou a vantagem da equipe mandante.

Depois disso, o time carioca ainda esboçou uma reação aos 23min, quando Diego cruzou rasteiro da esquerda e Leandro Amaral completou de primeira, dentro da pequena área, para descontar. Contudo, o São Paulo conteve a ascensão dos visitantes com um gol marcado pelo zagueiro Fabão aos 33min, completando de cabeça uma cobrança de escanteio feita por Souza do lado esquerdo.

Para complicar ainda mais a situação do Vasco, Leandro Amaral discutiu com Fabão no fim do primeiro tempo e, como já havia recebido o cartão amarelo, acabou expulso de campo. Com um a menos, o time carioca se perdeu no segundo tempo e o São Paulo marcou o quarto logo aos 3min, em nova cobrança de escanteio de Souza (só que do lado direito). O camisa 21 encontrou Miranda completamente livre e o defensor cabeceou para anotar seu primeiro gol com a camisa tricolor.

O quarto gol ofereceu domínio total do jogo ao São Paulo. Diante de um adversário completamente perdido, o time da casa aproveitou e criou uma série de oportunidades para marcar. A boa fase foi coroada aos 18min, em uma cobrança de falta de Rogério Ceni. O camisa 1 aproveitou bola parada na meia esquerda e colocou a bola no ângulo direito de Cássio.

"Os gols aconteceram nos momentos em que nós mais precisávamos no jogo. Isso tornou a situação mais confortável para nós. Fizemos uma boa apresentação, mas também contamos com eficiência nos momentos importantes", ressaltou o centroavante são-paulino Aloísio.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Ilsinho, Fabão (Edcarlos), Miranda e Júnior; Josué, Danilo, Souza (Ramalho) e Leandro; Thiago e Aloísio (Edgar)
Técnico: Muricy Ramalho

VASCO
Cássio; Fábio Braz, Jorge Luiz e Ygor; Claudemir (Abedi), Amaral, Andrade, Morais (Mádson) e Diego; Jean (Coutinho) e Leandro Amaral
Técnico: Renato Gaúcho

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Árbitro: Sérgio da Silva Carvalho (DF)
Auxiliares: Marrubson Melo Freitas e Ênio Ferreira de Carvalho (ambos do DF)
Cartões amarelos: Leandro (S), Leandro Amaral (V) (2), Aloísio (S), Fabão (S), Fábio Braz (V)
Cartão vermelho: Leandro Amaral (V)
Gols: Andrade (contra), aos 7min; Danilo, aos 15min; Leandro Amaral, aos 23min do primeiro tempo; Miranda, aos 3min; Rogério Ceni, aos 18min do segundo tempo


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias