! Santos perde do Juventude e não se move na tabela - 01/11/2006 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  01/11/2006 - 23h38
Santos perde do Juventude e não se move na tabela

Da Redação
Em São Paulo

Em um jogo equilibrado, com alternâncias de domínio da partida, o Santos novamente foi derrotado fora de casa, agora para o Juventude, por 3 a 2. Sem Zé Roberto, Dênis, Maldonado e Fábio Costa (todos lesionados), o time do técnico Vanderlei Luxemburgo se afastou ainda mais da briga pelo título com o São Paulo, e perdeu uma boa chance de abrir vantagem para o Grêmio (que perdeu por 2 a 1 do Figueirense) na disputa por uma vaga direta para a Libertadores.

SÉRIE A - CLASSIFICAÇÃO
TIMESPONTOSJOGOS
1. São Paulo6331
2. Inter5631
3. Santos5532
4. Grêmio5532
5. Vasco5032
TABELA COMPLETA
VEJA OS GOLS DA PARTIDA
Atuando no 4-4-2, com André na lateral-direita, e um meio-campo formado por Heleno, Cléber Santana, André Luís e Rodrigo Tabata, o Santos entrou em campo pensando em garantir os três pontos. Encontrou, no entanto, um Juventude disposto a conquistar a vitória dentro de seus domínios, para garantir a fuga da zona do rebaixamento.

Após este revés, o Santos chega a 32ª rodada sem vencer fora do estado de São Paulo. Foram 17 jogos (contando com o desta noite), com nove derrotas, cinco empates e apenas três vitórias, contra Palmeiras, São Paulo e Corinthians, todas na cidade de São Paulo.

Com a derrota, o Santos se manteve com 55 pontos, empatado com o Grêmio na terceira posição, logo atrás do Inter, que tem 56. Caso o Colorado permaneça na segunda colocação, o time da Vila Belmiro pode garantir a vaga direta para a competição continental, já que os gaúchos já estão classificados para o tornei do ano que vem na condição de atuais campeões.

Já o Juventude, com a vitória, chegou aos 42 pontos na tabela, e caminha firme rumo à fuga definitiva da zona do rebaixamento. Agora a equipe da Serra Gaúcha está nove pontos na frente da Ponte Preta, a primeira na área do descenso, que ainda joga nesta rodada contra o líder São Paulo, nesta quinta-feira.

Além disso, os gaúchos chegaram à marca de 11 jogos sem perder no estádio Alfredo Jaconi, importante para os objetivos do time na competição. "A vitória é muito importante, precisávamos dos três pontos. Jogamos bem e conseguimos uma bela vitória contra uma equipe forte como o Santos, que vai nos dar moral daqui pra frente", disse Raullen, autor do gol da vitória do Juventude.

RODADA EMBOLA BRIGA POR VAGA NA LIBERTADORES
Os resultados dos sete jogos que abriram a 32ª rodada do Campeonato Brasileiro, nesta quarta-feira, esquentaram de vez a disputa por uma vaga na Libertadores. A derrota do Vasco, por 6 x 4 para o Atlético-PR e as vitórias de Figueirense e Goiás, ambos como visitantes, sobre Grêmio e Palmeiras, por 2 x 1 e 3 x 1, respectivamente, embolaram a tabela.
LEIA MAIS
Na próxima rodada, o Santos recebe o líder São Paulo, no clássico estadual que pode colocar uma pedra na discussão sobre o título antecipado ou não do São Paulo. Para a partida, o técnico Vanderlei Luxemburgo não poderá contar, além dos lesionados, com o zagueiro Luiz Alberto, expulso no fim da partida após cometer falta dura.

Já o Juventude visita o Figueirense em Santa Catarina, tentando se distanciar ainda mais da zona do rebaixamento. Para isso, no entanto, o técnico Ivo Wortmann não terá Antonio Carlos à disposição, já que o zagueiro recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre suspensão automática na próxima partida.

O jogo
De volta ao esquema 4-4-2, o técnico Vanderlei Luxemburgo começou a partida dando sinais de que estava disposto a buscar a vitória, mesmo sem Zé Roberto. Mas a empreitada começou a dar errado logo no começo.

Nos dez primeiros minutos de jogo, foi o Juventude quem comandou as ações, trocando passes pelo meio e utilizando bastante a lateral. Com maior precisão em bolas aéreas, o time levou perigo ao gol defendido por Felipe algumas vezes, inclusive com uma bola na trave, aos 9min, em cabeçada de Fernando.

Com tanto domínio, o time gaúcho não demorou muito para abrir o placar. Depois de receber passe dentro da área santista, o atacante Christian virou e bateu forte de esquerda, aos 16min, para abrir o placar em Caxias do Sul.

Após o baque inicial, o Santos foi aos poucos transformado a partida em uma disputa mais equilibrada. A primeira chegada de perigo do time da Vila Belmiro foi logo com uma bola na trave. Depois de receber passe na entrada da área, Wellington Paulista bateu forte e André espalmou para o travessão. Na sobra Rodrigo Tabata ainda desperdiçou uma boa chance frente a frente com o goleiro do Juventude.

E a partir daí o Santos não só igualou as ações, como também passou a dominar a posse de bola e criar mais jogadas, chegando ao empate em uma delas. Com uma descida até a linha de fundo pela direita, André Oliveira cruzou para Rodrigo Tabata, no segundo pau, cabecear para o fundo das redes, aos 40min.

Depois do gol, até o fim do primeiro tempo, o panorama se manteve inalterado, com o Santos mantendo maior posse de bola e o Juventude tentando explorar os contra-ataques. Na saída para o intervalo, os jogadores do clube gaúcho saíram lamentando a queda de rendimento.

"O gol no começo foi bom, pena que não deu para manter a vitória até o fim do primeiro tempo. O time deu uma parada, e agora vamos tentar mudar para a segunda etapa", disse o atacante Christian, autor do gol do Juventude.

E o início do segundo tempo mostrou realmente mudanças na disposição das duas equipes. Sem alterações, os dois times começaram mais equilibrados, com tentativas dos dois lados.

Porém, quem conseguiu novamente chegar ao gol foi o Santos. Aos 9min, Reinaldo fez jogada pelo meio e lançou Rodrigo Tabata na direita. O meia deu um leve toque de cobertura no goleiro André, a bola bateu no travessão e, na volta, ainda encostou no zagueiro Igor antes de entrar.
Mas o Juventude não demorou a responder, e conseguiu novamente igualar a partida aos 12 min. Ao receber passe dentro da área, Alexandre se livrou da marcação de Manzur e chutou de esquerda no canto do goleiro Felipe, anotando o segundo gol dos gaúchos na partida.

E o jogo manteve o equilíbrio que o caracterizou desde o começo, com as duas equipes buscando o gol e criando chances. Dentro desse panorama, quem levou a melhor primeiro foi o Juventude, que fez o terceiro com Raullen, aos 24min, em um chute de perna esquerda sem defesa para Felipe.

Daí em diante, as duas equipes estabeleceram seus objetivos na partida e permaneceram fiéis a eles. O Santos saiu em busca da vitória, pressionando a equipe adversária. Já o Juventude, satisfeito com o resultado, se fechou e apenas esperou o apito final.

JUVENTUDE
André; Antônio Carlos, Fabrício e Igor; Wellington (Raullen), Alexandre, Renan, Fernando e Marcio Azevedo; Bruno (Leandrinho) e Christian.
Técnico: Ivo Wortmann

SANTOS
Felipe; André Oliveira, Luiz Alberto, Manzur e Kléber; Heleno (Leandro), Cléber Santana, André Luís (Carlinhos) e Rodrigo Tabata; Reinaldo e Wellington Paulista (Rodrigo Tiuí).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Alfredo Jaconi, em Santos (SP)
Árbitro: Alicio Pena Junior (FIFA-MG)
Auxiliares: José Carlos de Souza e Alexandre Santos Conceição (ambos de MG)
Cartões amarelos: Fernando (J), Cléber Santana (S), Christian (J), Wellington Paulista (S), Bruno (J), Antonio Carlos (J).
Cartão vermelho: Luiz Alberto (S)
Gol: Christian, aos 16min; Rodrigo Tabata, aos 40min do primeiro tempo; Igor (contra) aos 9min; Alexandre, aos 12min; Raullen, aos 25min do segundo tempo.

Leia mais
Campeonato Brasileiro

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias