! América-MG contrata goleiro e dispensa atacante - 25/01/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  25/01/2007 - 19h57
América-MG contrata goleiro e dispensa atacante

Da Redação
Em Belo Horizonte

No mesmo dia em que anunciou o desligamento do atacante Washington por ter cometido ato de indisciplina, a diretoria do América-MG informou a contratação do goleiro Juninho, cedido por empréstimo pelo Cruzeiro, para a disputa do Campeonato Mineiro.

Tadeu de Jesus Nogueira Júnior, o Juninho, será apresentado oficialmente, na manhã desta sexta-feira, no CT Lanna Drumond. O goleiro, de 25 anos, foi revelado pelo Vitória-BA e contratado pelo Cruzeiro há um ano, mas não chegou a jogar pelo clube celeste. Disputou o Brasileiro de 2006 pelo Santa Cruz e foi emprestado agora pelo América.

A contratação de Juninho faz parte de um acordo entre as diretorias de Cruzeiro e América, envolvendo as negociações dos meias Wagner e Francismar para o clube celeste. Juninho já teve passagens pela seleção brasileira sub-23.

Desligamento

Em nota oficial, a diretoria americana comunicou o desligamento de Washington, de 36 anos. De acordo com o clube, o jogador, que chegou a entrar no segundo tempo da vitória sobre o Ituiutaba, por 1 a 0, na noite de quarta-feira, na estréia do time no Mineiro, cometeu indisciplina.

"Washington teve uma atitude individualista e desrespeitosa diante do presidente Antonio Manuel dos Santos Baltazar e do diretor de Futebol Alexandre Mattos. O início deste ato foi ainda na concentração. Após receber uma proposta de um Clube do Peru e informar aos dirigentes americanos que não tinha mais cabeça para jogar no América e que a partir desse momento, ficaria apenas treinando no CT, o atacante foi desligado do clube", informou a note divulgada pelo América.

O diretor Alexandre Mattos se mostrou surpreso com a atitude do jogador. "Washington desempenhou um papel de profissional exemplar até o momento, só que para vestir a camisa do América que é um clube de tradição e respeito no País, o atleta tem que ser comprometido e respeitar a torcida e o grupo. Além disso, o jogador tem que estar feliz, o que o atleta deixou claro que não estaria", afirmou o dirigente, em entrevista ao site oficial do América.

Veja também


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias