! Misto do São Paulo supera Palmeiras e ratifica classificação - 01/04/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  01/04/2007 - 17h59
Misto do São Paulo supera Palmeiras e ratifica classificação

Da Redação
Em São Paulo

Até mesmo com uma equipe repleta de reservas, o São Paulo mostrou grande competência neste domingo. Em uma partida bastante disputada e com lances polêmicos, o clube tricolor passou pelo Palmeiras por 3 a 1, no Morumbi. Dessa maneira, assegurou matematicamente sua classificação para a semifinal e complicou a situação do rival na competição.

PRINCIPAIS LANCES
Vipcomm
Borges abriu o placar ao aproveitar sobra de chute de Jorge Wagner logo aos 5min
Folha Imagem
Edmundo empatou para o Palmeiras ao vencer Rogério Ceni ao cobrar pênalti
Vipcomm
Mas Ceni deu o troco e fez, também de pênalti, o segundo gol da vitória tricolor
PRIMEIRO TEMPO
5min - GOOOOOLL DO SÃO PAULO!!!!! Richarlyson cruza da esquerda para dentro da área. A bola é rebatida pela defesa e sobra livre para Borges. O atacante chuta forte e abre o placar.
26min - Edmundo cobra falta da direita em direção à área. Dininho sobe mais que a defesa adversária e, de cabeça, acerta a bola no travessão tricolor.
29min - GOOOOOLL DO PALMEIRAS!!!!! Osmar domina bola dentro da área após cruzamento da esquerda. O zagueiro Breno dá carrinho no atacante palmeirense, e o juiz marca pênalti. Edmundo cobra bem, no canto esquerdo, e empata a partida.
44min - GOOOOOLL DO SÃO PAULO!!!!! Após cobrança de escanteio da esquerda, Dininho disputa bola com Alex Silva dentro da área, e o juiz marca pênalti para o São Paulo. Rogério Ceni cobra forte, no canto esquerdo, e faz o segundo tricolor.
SEGUNDO TEMPO
22min - GOOOOOLL DO SÃO PAULO!!!! Richarlyson avança pelo meio e arrisca chute forte da intermediária, no ângulo direito, para fazer o terceiro.
29min - William recebe passe na frente de Rogério Ceni, livre de marcação, e desperdiça a chance chutando para fora.
43min - Martinez acerta forte chute de fora da área, no canto esquerdo. Atento, Rogério Ceni cai no canto e afasta para escanteio.
JUCA: FORÇA DO SÃO PAULO
ASSISTA AOS GOLS DO JOGO
VEJA AS FOTOS DA RODADA
"O time sai com a sensação de dever cumprido. E ainda mais: provamos que no Morumbi o São Paulo é muito forte", comemorou o lateral-esquerdo Júnior, minimizando o fato de seu clube ter entrado em campo com uma equipe mista.

A vitória deste domingo deixou o time de Muricy Ramalho com 40 pontos, ainda na segunda colocação com folgas. Pior para o Palmeiras, que foi ultrapassado por São Caetano e Bragantino e caiu para a quinta posição, com 31 pontos.

"Agora, precisamos torcer por outros resultados. Porém, o importante é manter a calma, porque não tem nada perdido. Temos que fazer nossa parte e buscar os seis pontos, pois ainda estamos vivos", afirmou o goleiro Diego Cavalieri.

Durante a semana, a comissão técnica do São Paulo já havia declarado abertamente que a Copa Libertadores era a grande prioridade no momento. Dessa forma, Muricy Ramalho deu descanso a alguns titulares e mandou a campo um time com vários reservas, o que não impediu a boa atuação tricolor.

A partida começou bastante movimentada, mas os anfitriões apresentaram melhor aproveitamento ofensivo para sair na frente logo aos 5min, com Borges. Depois disso, o Palmeiras se lançou ao ataque e pressionou o São Paulo. Os avanços surtiram efeito com o pênalti sofrido por Osmar, aos 29min, que gerou muitas reclamações por parte do clube do Morumbi. No entanto, Edmundo converteu com precisão e assegurou o empate parcial.

Após a igualdade, o jogo seguiu bastante disputado no meio-campo, com ambas as equipes procurando o segundo gol. Melhor para o São Paulo, que foi para o intervalo com vantagem, depois de pênalti de Dininho sobre Alex Silva, aos 44min, também questionado pelos jogadores do Palmeiras. Rogério Ceni bateu forte e marcou, para fazer o 70° gol de sua carreira e transformar o clube do Parque Antarctica em seu maior "freguês" isolado. No total, o camisa 1 tricolor já balançou as redes alviverdes em seis oportunidades.

A equipe de Caio Júnior voltou para a etapa final com nova pressão sobre os anfitriões. Contudo, o gol de fora da área de Richarlyson, aos 22min, diminuiu os ânimos do adversário, que ficou sem forças para alterar o placar até o apito final.

Com o revés, o Palmeiras também não encerrou um jejum contra o time do Morumbi, que já dura dez anos. Desde o Campeonato Paulista de 1997 o clube do Parque Antarctica não vence o rival em Estaduais. Foram dez derrotas e apenas um empate em todos os jogos desde então.

Torcedores do São Paulo e do Palmeiras entraram em confronto neste domingo, há menos de uma hora do início do clássico, em frente à entrada principal do estádio do Morumbi, na capital paulista. A Polícia Militar utilizou bombas de efeito moral para dispersar os brigões. Um torcedor e uma jornalista ficaram feridos, de acordo com as informações iniciais.
TUMULTO ANTES DO CLÁSSICO
LEIA MAIS
Ambas as equipes voltam a campo no meio da semana, preocupadas com a classificação em competições paralelas ao Campeonato Paulista. Na quarta-feira, o São Paulo recebe o Necaxa-MEX, no Morumbi, para melhorar sua situação na Libertadores. Já o Palmeiras enfrenta o Ipatinga-MG, em casa, precisando da vitória para avançar na Copa do Brasil.

Os dois times têm compromisso pelo Estadual somente no próximo fim de semana. Também no Parque Antarctica, o clube alviverde joga contra o Guaratinguetá, no sábado. No dia seguinte, a equipe tricolor encara o Grêmio Barueri fora de seus domínios.

SÃO PAULO
Rogério Ceni; Alex Silva, Breno e Miranda; Reasco, Hernanes, Richarlyson (Souza), Lenílson (Hugo) e Júnior; Jorge Wagner e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

PALMEIRAS
Diego Cavalieri; Wendel (Florentín), David, Dininho e Leandro; Pierre, Martinez, Michael (Marcelo Costa) e Valdivia; Edmundo e Osmar (William)
Técnico: Caio Júnior

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo
Árbitro: Wilson Luiz Seneme
Assistentes: Ednilson Coronoa e Valter José dos Reis
Cartões amarelos: Lenílson (SP), Alex Silva (SP), Rogério Ceni (SP), David (P), Dininho (P), Hernanes (SP), Valdivia (P), Marcelo Costa (P) e Richarlyson (P)
Gols: Borges, aos 5min, Edmundo, aos 29min, Rogério Ceni, aos 44min do primeiro tempo; Richarlyson, aos 22min do segundo tempo



ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias