! Na altitude, Santos segura empate com América-MEX - 16/05/2007 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

16/05/2007 - 23h40

Na altitude, Santos segura empate com América-MEX

Da Redação
Em São Paulo
O Santos largou bem na disputa por uma vaga nas semifinais da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, o time alvinegro soube lidar com os 2.200 metros de altitude da Cidade do México e segurou um empate sem gols com o América-MEX. Dessa forma, a equipe precisa apenas de uma vitória simples no jogo de volta, em casa, para se classificar.

PRINCIPAIS LANCES
EFE
Zé Roberto tenta desarme no empate
PRIMEIRO TEMPO
16min - Marcos Aurélio arranca pela direita, faz bela jogada e recua para Cléber Santana bater. A bola passa sobre a meta de Ochoa, levando muito perigo aos mexicanos.
32min - Marcos Aurélio recupera a bola na intermediária, toca para Kléber, que dribla um adversário e chuta. A bola bate em Iñigo, que salva o América. Melhor chance da partida até o momento.
38min - O América quase abre o marcador. Cuevas aproveita falha da zaga santista, avança pela esquerda e cruza para Pérez bater. Fábio Costa faz belíssima defesa em seu canto direito e salva a equipe da Vila.
SEGUNDO TEMPO
25min - Cabañas recebe longo lançamento nas costas da zaga alvinegra. Fábio Costa chega antes do jogador paraguaio e recupera a posse de bola.
35min - Fábio Costa salva o Santos. Cuevas faz bela jogada pela esquerda do ataque mexicano e chuta para ótima defesa do goleiro.
SANTOS EXALTA INTELIGÊNCIA
VEJA FOTOS DA RODADA
LEIA MAIS NOTÍCIAS DO SANTOS
"Foi um ótimo resultado. Sabíamos que seria difícil, mas o melhor de tudo é sair daqui sem tomar nenhum gol. O planejamento foi cumprido e isso é importante. Não somos favoritos, mas podemos jogar melhor em casa para garantir a classificação", comemorou o goleiro Fábio Costa.

A segunda partida está marcada para a próxima quarta-feira, na Vila Belmiro. Caso ocorra um empate com gols, a vaga ficará com a equipe mexicana. Já se o placar de 0 a 0 se repetir, a definição do classificado sairá na disputa por pênaltis.

Para sacramentar um lugar na próxima fase da competição continental, o time da Baixada ainda pode contar com a hegemonia dos brasileiros contra mexicanos no torneio. Nas seis disputas mata-matas realizadas entre representantes dos dois países na história da Libertadores, os brasileiros avançaram em todas elas.

Além disso, o Santos tem a seu favor a invencibilidade e melhor campanha desta edição. No total, o clube praiano realizou 11 partidas, com nove vitórias e dois empates.

Na partida desta noite, tanto Santos quanto América optaram por esquemas com três zagueiros. O técnico Vanderlei Luxemburgo escalou atrás Marcelo, Ávalos e Domingos. E deixou apenas o atacante Marcos Aurélio na frente.

Já o América poupou alguns atletas importantes, como o meia Blanco e o atacante Cabañas, que só entraram no segundo tempo. Isso aconteceu porque a equipe tem compromisso nesta quinta-feira contra o Chivas pela semifinal do Torneio Clausura (competição nacional), prioridade do clube.

No início da partida, os dois times mostraram cautela, evitando se expor. Ainda assim, o Santos conseguiu criar boas chances ao longo do primeiro tempo, principalmente com o lateral-direito Alessandro, que fez sua estréia com a camisa alvinegra. O América, por sua vez, melhorou a movimentação ofensiva no fim da etapa inicial e levou perigo à meta de Fábio Costa.

Após o intervalo, o clube mexicano manteve o domínio da posse de bola. Porém, o time só melhorou com as entradas dos ídolos Blanco e Cabañas. Atenta, a equipe de Luxemburgo permaneceu com bom posicionamento na defesa e conseguiu segurar as investidas do adversário até o apito final.

Antes de decidir uma vaga na semifinal da Copa Libertadores, o Santos terá compromisso pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time alvinegro voltará à Vila Belmiro e receberá o América-RN, às 18h10.

AMÉRICA-MEX
Ochoa; Cervantes, Iñigo (Cabañas) e Baloy; Ricardo Rojas, Pérez (Fernandez), Infante, Torres, Peña e Mosqueda (Blanco); Cuevas
Técnico: Luis Fernando Tena

SANTOS
Fabio Costa; Ávalos, Marcelo e Domingos; Alessandro, Maldonado, Rodrigo Souto (Rodrigo Tabata), Cléber Santana, Zé Roberto e Kléber; Marcos Aurélio (Pedrinho)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Local: estádio Azteca, na Cidade do México (MEX)
Árbitro: Roberto Silvera (URU)
Auxiliares: Walter Rial e Pablo Fandiño (ambos do URU)
Cartões amarelos: Marcelo (S), Torres (A), Zé Roberto (S), Cuevas (A) e Domingos (S) e Pedrinho (S)

Hospedagem: UOL Host